• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

No próximo dia 19 de Março serão comemorados os 30 anos da luta contra a
opção da energia nuclear em Portugal com uma concentração em Ferrel
(Peniche). Pretende-se reunir um número muito alargado de pessoas e
entidades, pelo que foi construída uma página na Internet com toda a
informação sobre este evento (www.ferrel30anos.org).

Em 1976, em Ferrel, no concelho de Peniche, realizou-se uma manifestação da
população local contra a opção pela energia nuclear em Portugal, que
representou um dos primeiros momentos desta luta em Portugal.

Ainda que a data concreta seja a de 15 de Março (sendo esta assinalada por
conferências de imprensa em vários pontos do país no próximo dia 14),
optou-se por marcar o dia 19 de Março, domingo, para a concentração de
cidadãos. Com esta concentração pretende-se homenagear o povo de Ferrel, mas
também todos aqueles que aí se manifestaram há 30 anos, demonstrando que a
energia nuclear não é a solução, sendo fundamental apostar na eficiência
energética e nas energias renováveis, se queremos que Portugal se desenvolva
de forma sustentável.

Como primeiro passo para esta comemoração foi criada uma página na Internet
­ www.ferrel30anos.org – onde todos os
interessados poderão conhecer de forma mais aprofundada o que se passou em
Ferrel há 30 anos atrás e posteriormente em 1978, bem como os objectivos e
programa do evento, para além de documentos e contactos úteis sobre a
temática do nuclear.

Em redor desta acção de comemoração, esboça-se igualmente uma Plataforma Não
à Opção Nuclear em Portugal, a constituir por cidadãos, associações e
instituições que a ela queiram aderir, e que pretende manter, no debate
energético nacional, não só uma firme rejeição do nuclear, como provar que a
aposta no nuclear representaria um obstáculo e um desvio às verdadeiras
apostas necessárias e urgentes nas energias renováveis de baixo impacto
ambiental e na eficiência energética, que reforcem a autonomia e não a
dependência do país.

Plataforma pelo Não ao Nuclear (em formação)
Lisboa, 7 de Março de 2006

Para quaisquer esclarecimentos contactar:

José Carlos Marques (Campo Aberto – Associação de Defesa do Ambiente,
Porto): 229759591

Susana Fonseca (Quercus, Associação Nacional de Conservação da Natureza):
936603683

Gualter Baptista (GAIA-Grupo de Acção e Intervenção Ambiental, Lisboa):
919090807

José Luís Almeida e Silva (jornal Gazeta das Caldas, Caldas da Rainha): 262
870050

Paulo Trancoso (MPT ­ Partido da Terra): 912538848

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Energia e transportes

Deixar comentário