Ciclo de visitas a jardins históricos 2023

por | Fev 6, 2023 | sem categoria | 0 Comentários

Visita à Cerca do Mosteiro de Tibães. Jardim do Claustro. Foto Glória Rodrigues (11 março 2023). Há no jardim e cerca  de Tibães uma ligação forte com a intervenção nele feita por Ilídio Alves de Araújo, cujo legado artístico nunca deixou de estar presente na obra de restauro que ali vem sendo feita.

 

VISITA 3 – 9 DE SETEMBRO DE 2023
Colocado em 28 de junho de 2023
Revisto em 12 de julho e em 20 de agosto de 2023

Este ciclo é, além do interesse intrínseco das visitas, uma homenagem a Ilídio Alves de Araújo (1925-2015), engenheiro agrónomo e arquiteto paisagista, pioneiro da historiografia contemporânea da Arte dos Jardins. O seu livro Arte Paisagista e Arte dos Jardins em Portugal foi reeditado em 2020 no âmbito das edições da Lisboa Capital Verde Europeia 2020 e pode ainda ser adquirido através do município de Lisboa.

A terceira visita do Ciclo Jardins Históricos 2023 está fixada para sábado 9 de setembro de 2023 e inclui uma visita à Casa de Santar e à Casa dos Condes de Anadia em Mangualde. Sobre essas duas Casas, podem ler-se aqui algumas páginas extraídas do livro acima referido:

Visita Três

O programa previsto é o seguinte:

07:50 – Agrupamento em frente ao Café Velasquez, Praça Francisco Sá Carneiro, no Porto
08:00 – Saída do Porto
10:00 – chegada a Santar Vila Jardim (1:35 de viagem)
Programa ‘JARDINS E VINHOS’  – 2 horas:
Visita ao projeto Santar Vila Jardim (Jardins da Casa dos Condes de Santar e Magalhães, Casa das Magnólias, Linhares, Casa Ibérico Nogueira e Casa das Fidalgas)          https://santarvilajardim.pt/index.php/pt/atividades
12:45 Saída da Casa de Santar, após visita da loja
13:00 Almoço – piquenique (parque de merendas do Santuário de Nossa Senhora do Castelo em Mangualde)  https://jardinshistoricos.pt/ad/340
14:30 Visita à Casa dos Condes da Anadia em Mangualde – Palácio e Jardins
17:30 Regresso ao Porto
19:00 Chegada ao Porto

 

VISITA 1 – 11 DE MARÇO 2023
Colocado em 28 de junho de 2023
Revisto em 12 de julho de 2023

O programa da primeira visita do Ciclo de Visitas a Jardins Históricos consistiu em visita aos jardins da Quinta de Azevedo, Barcelos e aos jardins e Cerca do Mosteiro de Tibães, Braga.

Da visita foi organizado pela Campo Aberto um álbum fotográfico.

 

VISITA 2 – 6 DE MAIO DE 2023
Colocado em 28 de junho de 2023
Revisto em 22 de julho de 2023

O programa (Visita a jardins históricos nas Terras de Basto) consistiu na visita à Casa do Prado, em Celorico de Basto, à Casa da Igreja em Mondim de Basto, à Casa do Campo em Fermil, Celorico de Basto, à Casa de Cselhos de Cima, ainda em Celorico de Basto e à Casa de Piellas em Cabeceiras de Basto.

Da segunda visita foi organizado pela Campo Aberto um álbum fotográfico com fotografias de Glória Rodrigues e Dalila Pinto.

 

CICLO DE VISITAS A JARDINS HISTÓRICOS 2023
Colocado em 9 de fevereiro de 2023, revisto em 21 de maio de 2023
Revisto em 12 de julho de 2023

Nota: a primeira visita do ciclo adiante descrito realizou-se no dia 11 de março de 2023, sábado. Consistiu na visita ao jardim da Quinta de Azevedo, Barcelos e à Cerca do Mosteiro de Tibães, perto de Braga.  O ciclo é coorganizado em parceria pelo Clube Unesco da Cidade do Porto e pela Campo Aberto, com apoio da Professora Teresa Portela Marques, da Faculdade de Ciências do Porto, e da Arq.ª Paisagista Teresa Andresen, que preside à AHJ – Associação Portuguesa dos Jardins Históricos, que igualmente apoia o ciclo. É ainda apoiado pela associação PLANEAR – Núcleo de Arquitetura Paisagista do Porto, associação de alunos e ex-alunos da licenciatura e mestrado do curso de Arquitectura Paisagista da Universidade do Porto, e pela APAP – Associação Portuguesa dos Arquitectos Paisagistas.

CICLO DE VISITAS A JARDINS HISTÓRICOS 2023

Quatro visitas a jardins históricos portugueses ao longo de 2023 estão a ser preparadas por uma parceria para o efeito constituída entre o Clube UNESCO da Cidade do Porto e a associação de defesa do ambiente Campo Aberto.

Duas das quatro visitas foram já realizadas, uma em 11 de março, a segunda em 6 de maio. Estão agora previstas e em preparação mais duas visitas, uma no sábado 9 de setembro e outra no sábado 14 de outubro do ano corrente.

Com esta iniciativa, as duas associações parceiras pretendem chamar a atenção para a defesa do património na sua dupla vertente, indissociável: o património cultural e construído e o património natural, ecológico e ambiental.

OS JARDINS PATRIMÓNIO E ARTE

Os jardins, e em especial os Jardins Históricos, participam dos dois planos. São, por um lado, criações artísticas, e por isso património cultural. Por outro lado, como resultantes da Arte dos Jardins, que lida com seres vivos, em especial com a vegetação, e sobretudo com as árvores, eles são património natural, fruto da colaboração entre a obra humana e a Natureza.

 

Ilídio Alves de Araújo, fundador da historiografia contemporânea do jardim em Portugal

 

As duas associações parceiras decidiram basear a programação do ciclo no livro recentemente reeditado Arte Paisagista e Arte dos Jardins em Portugal (1), de autoria de Ilídio Alves de Araújo, arquiteto paisagista e engenheiro agrónomo (1925-2015), cuja primeira edição data de 1962. Essa obra estava há muito esgotada e era permanentemente procurada por paisagistas, historiadores e outros investigadores, devido ao seu caráter seminal e único em Portugal na bibliografia sobre o tema. Assim, o ciclo torna-se também uma homenagem ao seu autor, falecido em 2015, e de quem foi publicada em 2022 uma outra obra, essa póstuma, Arquitectura Paisagista ou «A Organização do Espaço» nas Paisagens (2), uma recolha de numerosos escritos dispersos selecionados pelo autor, na qual se faz uma análise e uma defesa da paisagem portuguesa, do território, do património natural e construído e de criações que participam dos dois planos, como é o caso das quintas de recreio e dos jardins históricos.

Capa do livro que inspira este Ciclo.

 

HOMENAGEM A ILÍDIO ALVES DE ARAÚJO

Ilídio Alves de Araújo é considerado pelas editoras (no sentido anglófono do termo, ou seja, na fixação do texto e sua editoração) da segunda edição do seu livro Arte Paisagista e Arte dos Jardins em Portugal, Teresa Portela Marques e Teresa Andresen, ambas arquitetas paisagistas e historiadoras da Arte dos Jardins, como «fundador da historiografia contemporânea do jardim em Portugal». Reportando-nos a 1962, data da primeira edição, o autor, no seu prefácio de então, adverte: «O ordenamento artístico dos «espaços exteriores» não tem sido até hoje objecto de qualquer atenção por parte dos nossos críticos de arte, do que resulta a quase total ignorância em que vivemos acerca de tantas criações com que o nosso património artístico tem sido enriquecido ao longo dos séculos que esta arte conta entre nós».

No mesmo prefácio, e unindo o saber erudito e científico ao sentimento cívico de defesa do património, denuncia «a destruição de que, à sombra dessa ignorância, vão sendo impunemente vítimas tantas obras de arte de real valor.» E acrescenta: «… essa onda de destruição tem actuado com tal furor que, se lhe não for posto rapidamente um travão inabalável, acabaremos por nos ver estupidamente desfalcados de um dos mais valiosos sectores do nosso património artístico.»

Visita à Cerca do Mosteiro de Tibães. Escadaria. Foto Glória Rodrigues (11 março 2023)

 

PROTEÇÃO URGENTE E EFETIVA DOS JARDINS HISTÓRICOS

Sabemos agora que tal travão não foi acionado, e o próprio autor aponta, no seu livro póstumo já referido, destruições em quintas e jardins históricos, não apenas até 1962, mas também nas últimas cinco décadas (até 2014).

O ciclo de visitas das duas associações organizadoras em parceria pretende igualmente chamar a atenção para a necessidade de proteção urgente e efetiva do que resta desse património e incentivar o cultivo do amor pela arte paisagista e pela arte dos jardins em Portugal.

1 Edição da Câmara Municipal de Lisboa 2020, no âmbito das edições Lisboa Capital Verde Europeia 2020, podendo ser adquirido em https://blx.cm-lisboa.pt/product/arte-paisagista-e-arte-dos-jardins-em-portugal/

2 Edições Afrontamento, Porto 2022.  

 

Outras Notícias

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anadolu Yakası Türk Escort fethiye escort gaziantep escort gaziantep escort maltepe escort bostancı escort anadolu yakası escort izmir escort bayan bonus veren siteler escort ankara ankara escort tempobet deneme bonusu veren siteler deneme bonusu ataşehir escort Marsbahis Mebbis belugabahis grandpashabet betist matbet holiganbet trendyol indirim kodu vevobahis Bahçeşehir Escort slot siteleri https://en-iyi-10-slot-siteleri.com starzbet adamsah.net marsbahis tipobet betonred marsbahis bahsegel bahiscom bahiscom belugabahis belugabahis betist betist celtabet celtabet klasbahis klasbahis mariobet mariobet restbet restbet tarafbet tarafbet tipobet tipobet casibom casibom casibom casibom starzbet sahnebet limanbet redwin matadorbet matadorbet betkom betkom casibom casibom casibom casibom matadorbet bahis siteleri blackjack siteleri CasinoBonanza casino bonanza deneme bonusu rulet siteleri sweet bonanza casino siteleri casino siteleri casino siteleri mersin günlük kiralık ev istanbul escort bayan casibom mariobet casibom Betkom betkom seo casibom marsbahis sekabet sekabet jojobet casibom casibom meritking Jojobet Jojobet