• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Quinta, 6 de dezembro, às 21:30

Livro apresentado pelo Autor, João Pinto Vieira da Costa, com projeção de imagens. Entrada livre e gratuita. Na sede da Campo Aberto: Rua de Santa Catarina, 730-2.º

Por motivos logísticos é necessário inscrever-se, enviando um email com nome e telefone de cada pessoa a inscrever, para: jcdcm@sapo.pt

Prazo: até terça, 4 de dezembro 2012.

Aos brinquedos industriais, mecânicos e eletrónicos, que nas décadas recentes invadiram o quotidiano infantil, contrasta Vieira da Costa (como moderação, antídoto ou alternativa), brincadeiras e passatempos feitos à base de plantas.

Recolhidas no espaço de Trás-os-Montes e também na sua aldeia natal de Alpendorada e Matos, no concelho de Marco de Canaveses, o autor acredita que muitos desses brinquedos, dos cerca de cem que descreve, estarão certamente disseminados pelo país.

As plantas utilizadas são apresentadas por ordem alfabética e acompanhadas de fotografias, quer da planta quer dos brinquedos ou passatempos a que deram origem.

Vieira da Costa aponta a importância do universo vasto de sensações e conhecimentos, de cores, cheiros, árvores e frutos que se entranham nos objetos e na memória daqueles que os construíram, completados pela imaginação infantil. Uma riqueza que o brinquedo moderno não pode inteiramente substituir nem fazer esquecer.

 

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Notícias

Um comentário até agora.

  1. Brincar com Plantas Educando? Venha debater connosco! Ciclo Reaproximar a Criança da Natureza » TRIPLO II diz:

    […] http://www.campoaberto.pt/2012/11/18/flora-de-brincadeiras/ […]

Deixar comentário