• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

4 de Setembro de 2010, Sábado
Data limite de inscrição: 1 de Setembro
Visita limitada a 30 pessoas

Programa
07h00m – Ponto de encontro na Praça Velasquez (junto ao Café Velasquez), Porto
07h15m – Partida em direção a Tábua
10h00m – Chegada a Tábua
10h30m – Vista à Quinta de Vila Seca – Freguesia de Ázere (a 15 km de Tábua)
12h30m – Almoço (com marcação prévia ou em regime de piquenique a cargo dos participantes)
15h30m – Visita a duas Quintas na Freguesia de Póvoa de Midões, no vale do rio Mondego
18h00m – Partida em direção ao Porto, Praça Velasquez.

A permacultura
Com a visita a quintas que promovem a permacultura surge a oportunidade de tomar conhecimento, in loco, sobre um tipo de agricultura que privilegia a sustentabilidade na associação entre práticas agrícolas inovadoras e práticas agrícolas tradicionais.
Com a Permacultura é possível estabelecer-se uma rotina diária, hábitos e costumes de vida simples e ecológicos, ou seja, um estilo de cultura e de vida em integração direta e equilibrada com o meio ambiente, envolvendo-se quotidianamente em atividades de auto-produção dos aspectos básicos das nossas vidas, nomeadamente, no que se refere ao abrigo, aos alimentos, ao transporte, à saúde, ao bem-estar, à educação e às energias sustentáveis. (Wikipedia, adaptado)

As quintas
A visita às quintas contará com o apoio e orientação de João Gonçalves, orador convidado na sessão Permacultura: Ambientes Comestíveis, promovida pelo Grupo Cidade-Campo, em 21 de Abril de 2010. João Gonçalves tem as suas raízes em Chão Sobral, concelho de Oliveira do Hospital, onde a Serra do Açor avista a Estrela, a cerca de 650 metros de altitude. Cresceu em permanente contacto com a serra, a agricultura tradicional e uma comunidade em mudança cultural, dinâmica e empreendedora. Na associação local, tem desenvolvido a sua actividade de dirigente e animação desde 2001. Actualmente, desenvolve trabalho de consultoria e design de Permacultura e Desenvolvimento Local, bem como diversos “ambientes comestíveis” em Chão Sobral.
As quintas a visitar localizam-se no concelho de Tábua (pertencente o distrito de Coimbra, cidade da qual dista cerca de 60 Km), que se estende ao longo de uma área de cerca de 209 Km2, sendo também parte integrante da zona denominada de Pinhal Interior Norte. O concelho é limitado a NO pelos concelhos de Carregal do Sal, Santa Comba Dão e Penacova; a S e SE pelo concelho de Arganil e a E e SE pelo concelho de Oliveira do Hospital.
De relevo planáltico, recortado por outeiros e vales que oscilam entre 278 e 406 metros de altitude, o concelho agrega 15 freguesias e uma população absoluta de, aproximadamente, de 12.000 habitantes.
O clima, ameno e relativamente temperado, permite que o solo seja bastante produtivo, possibilitando o cultivo de pomares, milho, batata, vinha e azeitona. O concelho é, ainda, abrangido pelas regiões demarcadas do vinho Dão e do queijo da Serra da Estrela.
www.esec-tabua.rcts.pt/concelhotabua.html
Informações sobre as quintas podem ser obtidas nas ligações que se seguem.
A primeira quinta a visitar é a Quinta da Cabeça do Mato na localidade de Vila Seca – Freguesia de Ázere (a 15 km de Tábua)
http://quintacabecadomato.blogspot.com/

As outras duas, a Quinta do Animal e a Quinta do Boiço, próximas uma da outra, ficam na Freguesia de Póvoa de Midões, no vale do rio Mondego.
http://sustainableforestgardenfarmproject.weebly.com/
Yurtportugal

Mapa da região a visitar

Informações gerais

– A deslocação a partir do Porto será feita de autocarro, a cargo da organização, podendo ocorrer em regime de boleias partilhadas se não houver número mínimo de inscritos, procedendo-se ao respectivo ajuste de custos.
– O almoço será em regime de marcação prévia (numa das Quintas, com um custo de €8,00), ou em regime de piquenique (a cargo dos participantes). Não esquecer da anotar, no ato da inscrição, se pretende marcar almoço na Quinta.

Recomendações
– Levar água e alimentos para “petiscar” durante a manhã, para o almoço (no caso de não marcar almoço) e durante a tarde.
– Levar calçado cómodo e já habituado ao pé, chapéu, roupa adequada ao estado do tempo.

Custo (inclui seguro de acidentes pessoais, viagem de camioneta, visitas guiadas às quintas)
– Sócios da Campo Aberto ou das associações representadas na Plataforma Convergir: 40 euros
– Não sócios: 45 euros (pode, no entanto, fazer-se sócio simultaneamente com este passeio, auferindo assim do desconto).
NOTA: O valor não inclui o custo do almoço.

Inscrições
As inscrições são feitas através de preenchimento de formulário no site http://www.campoaberto.pt/contacte-nos/inscricoes-1/.
A Campo Aberto confirmará no prazo de 2 dias a disponibilidade das vagas, devendo o pagamento ser feito também nos dois dias seguintes (a Campo Aberto fornece depois instruções para o efeito).

Mais informações
Para mais informações enviar um e-mail para passeios@campoaberto.pt ou ligar 93 652 27 49.

Organização
Campo Aberto (Grupo Cidade-Campo), com a orientação de João Gonçalves

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Eventos & Visitas

Um comentário até agora.

Deixar comentário