Numa iniciativa da Campo Aberto, irá realizar-se no próximo dia 2–Setembro–2009, quarta-feira , pelas 21h:30m no Clube Literário do Porto uma apresentação do Plano Regional de Ordenamento do Território da Região Norte (PROT-N) que está em discussão pública até ao próximo dia 8 de Setembro.

    Convidados: Prof. José Rio Fernandes, Arq.ª Teresa Andresen, Eng.º Manuel Miranda e Prof.ª Teresa Sá Marques.

    Programa

    • 21h:30m – Início da sessão
    • 21h:40m às 23h:20m – Apresentações (sobre as temáticas: mobilidade, natureza e biodiversidade, ordenamento do território e cidades) / Debate
    • 24h:00m – Fim (provável) da sessão

    Contamos ter a participação de alguns convidados que iremos divulgar posteriormente.

    A Lei de Bases da Política de Ordenamento do Território e de Urbanismo (LBPOTU) – Lei nº 48/98, de11 de Agosto, alterada pela Lei nº 54/2007, de 31 de Agosto – define os princípios gerais daquela política e fixa três âmbitos territoriais de actuação para os instrumentos de gestão territorial: o âmbito nacional, o âmbito regional e o âmbito municipal. Os dois primeiros assumem-se como de carácter estratégico para o desenvolvimento territorial…

    O Plano Regional de Ordenamento do Território do Norte – PROT-Norte – foi mandado elaborar através da Resolução do Conselho de Ministros nº 29/2006, de 23 de Março, ficando a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional incumbida de promover a sua elaboração.

    O Plano Regional de Ordenamento do Território da Região Norte (PROT-N), elaborado a uma escala regional, é um instrumento de desenvolvimento territorial que define o quadro estratégico do ordenamento da Região Norte, a desenvolver pelos planos municipais e intermunicipais de ordenamento do território.

    Assim, com a apresentação do PROT-N que se pretende promover, deseja-se conhecer qual o modelo de organização do território preconizado para a Região Norte, a forma como este estabelece a estrutura regional do sistema urbano, as redes de infra-estruturas e equipamentos de interesse regional, e como são definidos os objectivos e princípios a considerar na localização das actividades e grandes investimentos públicos, a politica regional em matéria ambiental, e as orientações e directrizes para o ordenamento do território regional.

    De salientar que com a actual implementação do QREN, os PROT são documentos fundamentais para a definição e avaliação dos programas de acção e de intervenção candidatos ao co-financiamento pelos fundos comunitários.

    (adaptado, PROT-N Proposta de Plano, Julho 2009)

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Um comentário até agora.

    1. […] sequência da apresentação do Plano Regional de Ordenamento do Território do Norte realizada no Clube Literário, a Campo […]

    Deixar comentário