Numa organização do Núcleo de Rebordosa do do M.N.C.A.T.Z.H. (Movimento Nacional Contra a Alta Tensão em Zonas Habitadas), irá realizar-se no próximo sábado dia 5 de Setembro, com início às 14:30, o debate “Alta Tensão não Garante Qualidade de Vida: Conheça os perigos para a saúde”

    Local: auditório de A CELER, Av. Dr. António Rangel, 93, em Rebordosa (entre Valongo e Paredes)

    Programa

    • 14:30 – Recepção
    • 15:00 – Abertura – Dra. Cidália Ferreira (Presidente do Conselho Fiscal do M.N.C.A.T.Z.H.)
    • 15:15 – Testemunhos dos Núcleos Regionais afectados pelas linhas de Alta Tensão
    • Orador: Eng. Francisco Ramos (vice-presidente do M.N.C.A.T.Z.H.)
      Núcleos de (Serzedelo) Guimarães, Batalha, Almada e Sintra
    • 16:00 – Contestação da Alta Tensão em Espanha e França – Impacto Ambiental
      Orador: José Carlos Marques (Associação Ambiental Campo Aberto)
    • 16:20 – Pausa para café
    • 16:30 – Efeitos dos campos magnéticos das linhas de Alta e Baixa Tensão na Saúde
      Orador: Eng. António Santos (ex-quadro da EDP)
    • 16:45 – Enquadramento Legal – o que diz a lei sobre a Alta Tensão
      Orador: Dr. José Fernandes (Jurista)
    • 17:00 – Debate
    • 17:30 – Encerramento – Dra. Helena Carmo (Presidente do Movimento Nacional Contra a Alta Tensão em Zonas Habitadas)

    Entrada Livre
    Local: A CELER – (Auditório) Av. Dr. António Rangel, 93 – Rebordosa
    Organização: Núcleo de Rebordosa M.N.C.A.T.Z.H.
    Mais informações: mncatzh.rebordosa@gmail.com

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Notícias

    Deixar comentário