• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

2 JULHO – VIAGEM À FOZ DO CORGO NO DOURO E SUA FLORA: A CHAVE DO REINO MARAVILHOSO

Novamente à descoberta da flora portuguesa, com a Campo Aberto!
O Douro é um caso único e excepcional em toda a Europa, pois representa uma abertura natural para um dos segredos mais bem guardados do planeta, o milagre da mediterraneidade. Com o rio Douro é criada toda uma montra natural através da qual começamos a compreender o próprio processo evolutivo. O desenho deste rio, a própria forma de toda a sua bacia hidrográfica e a orientação e extensão dos seus afluentes, juntamente com a enorme diversidade litológica e edafológica que contém, são uma das combinações mais mágicas da nossa natureza. E nessa grandiosa obra desempenha um papel determinante o pequeno e furioso rio Corgo.

Ver também documento Flora e Vegetação do Vale do Rio Corgo.

Quando?
Sábado, 2 de Julho. Às 8:00, partida da Praça Velasquez (nome actual Praça Francisco Sá Carneiro), junto ao café Velasquez. Regresso ao Porto a iniciar por volta das 18:30.

O quê?
Conhecer a flora do leito de cheio do rio Douro na confluência com o Corgo, e junto à aldeia de São Salvador do Mundo.

Com quem?
Orientados pelo Professor António Maria Luís Crespi, responsável pelos Jardins da UTAD. O Professor Crespi comunicou-nos o seu imenso orgulho de ser um funcionário do Estado que lecciona e investiga na UTAD, e que tem por paixão profissional a biogeografia (mais especificamente os corredores florísticos holo-pleistocénicos).

Como?
Primeiro, tomando conhecimento de todas as informações relevantes em http://www.campoaberto.pt/contacte-nos/instrucoes-inscricoes/.
Depois, a partir destas informações e instruções, acedendo ao formulário de inscrição: http://www.campoaberto.pt/contacte-nos/inscricoes-1/. As inscrições decorrem até 29 de Junho, quarta-feira.

Quanto custa?
Sócios da Campo Aberto: €20,00. Não sócios: €25,00.

Não deixe de ver também as informações seguintes:
1 – O passeio realiza-se num pequeno autocarro fretado pela Campo Aberto. Para ser viável, terá que ter no mínimo 15 inscrições com pagamento efectuado até ao dia 29 de Junho. O limite máximo é de 23 pessoas.
2 – Se esse mínimo não for atingido, o passeio mantém-se com aqueles que, na rubrica OBSERVAÇÕES do formulário de inscrição, tenham indicado pretender manter-se no passeio sob forma de boleias partilhadas. Indique aí se como condutor e com carro próprio e com quantos lugares livres, se como passageiro. O custo do combustível será nesse caso partilhado pelos ocupantes do carro sem interferência da organização, e o custo do passeio reduzido a 5 euros para sócios e 8 euros para não sócios, sendo o remanescente reembolsado pela organização nos dias úteis imediatos (em princípio, 10 dias no máximo).
3 – Levar roupa e calçado confortável e farnel para almoço.

Para qualquer dúvida: José Marques (229759591 ou 918 527 653).
Sobre o trabalho na UTAD em matéria de flora, pode ver http://aguiar.hvr.utad.pt/pt/herbario/herbario.asp
e Flora Digital de Portugal (http://www.jb.utad.pt/pt/herbario/cons_reg.asp).

http://aguiar.hvr.utad.pt/pt/herbario/herbario.asp
Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Eventos & Visitas

Um comentário até agora.

  1. Esta quarta, 22-jun, Ciclo PDM: PDM vs Cidadania | TRIPLO II diz:

    […] 2 Julho – Viagem à Foz do Corgo no Douro e sua Flora: A Chave do Reino Maravilhoso Inscrições já abertas para conhecer a flora do leito de cheio do rio Douro na confluência com o Corgo, e junto à aldeia de São Salvador do Mundo. O Douro é um caso único e excepcional em toda a Europa, pois representa uma abertura natural para um dos segredos mais bem guardados do planeta, o milagre da mediterraneidade. Com o rio Douro é criada toda uma montra natural através da qual começamos a compreender o próprio processo evolutivo. Mais informações em http://www.campoaberto.pt/2011/06/14/viagem-a-foz-do-corgo-no-douro-e-sua-flora/ […]

Deixar comentário