• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação
Afinal não são só más notícias
No Jornal de Notícias – Inês Schreck
«O relatório final da petição contra a requalificação da Avenida dos Aliados, no Porto, vai ser enviado à Inspecção- Geral da Administração do Território (IGAT) para análise dos procedimentos desenvolvidos até à aprovação da empreitada.

O documento, ontem aprovado por unanimidade pela Comissão Parlamentar da Educação, Ciência e Cultura, será igualmente analisado em plenário na Assembleia da República, uma vez que ultrapassou o requisito das quatro mil assinaturas.
Com quase seis mil signatários, a petição, que nasceu de um protesto dinamizado por várias associações ambientalistas , conclui que “há leituras diferentes sobre questões essenciais”.


Depois de ouvidos os peticionários, a Câmara (por escrito), a Empresa Metro do Porto e o Instituto Português do Património Arquitectónico, permanecem dúvidas que passam, essencialmente, sobre quem, a nível autárquico, deve aprovar um projecto que implica alterações ao património cultural e o que significa na prática o direito de participação dos cidadãos nessas mesmas alterações.

A relatora do documento, Manuela Melo, considera que “há coisas pouco claras” no processo que conduziu à aprovação do projecto dos arquitectos Siza Vieira e Souto Moura, obra da Metro já adjudicada e entregue.
“Como não podemos dizer taxativamente que há infracções à lei enviamos ao IGAT o relatório para que verifique a legalidade dos procedimentos”, explicou, ao JN, a deputada socialista. »

Imprimir esta página Imprimir esta página

4 comentários até agora.

  1. Anonymous diz:

    Entre o envia e o não envia….
    o analisa e o não analisa…
    quanto mais tempo se vai passar?

    Assim como há uma lei que obriga a que a petição seja analisada «em plenário na Assembleia da República, uma vez que ultrapassou o requisito das quatro mil assinaturas», deveria igualmente haver uma lei correspondente a ser aplicada localmente, nas assembleias da autarquia!

    Este caso há-de ficar nos anais da história da cidade como uma nódoa negra, ou melhor cinzenta ,-(

    Que vergonha Sr. Presidente da Câmara, que vergonha!

    Cidadã indignada

  2. Alexandre Borges Gomes diz:

    Cara Manuela,

    O ver as fotos da cerca à volta da menina dos Aliados põe-me fisicamente doente. É a angústia de não perceber esta insistência. E de ninguém dar a cara em defesa do novo projecto. Na manifestação contra seriam poucos mas onde estão os poucos que sejam a defender a intervenção?

    Muito, muito triste!

    Alexandre Borges Gomes
    Luanda.

  3. Anonymous diz:

    Uma vergonha para a cidade e para os tripeiros.

    Onde estão os portuenses de outrora sempre prontos a levantar-se contra os prepotentes?

    Com este presidente de câmara o Porto vai passar a ser uma aldeia.

    Triste

  4. Anonymous diz:

    Este Presidente da Câmra é um tiranete/salazarete.

Deixar comentário