SOBRE A REVISTA LEONORANA N.º 3 CLIMATES/CLIMAS
    Colocado em 5 de fevereiro de 2020

    Jorge Leandro Rosa fala da Leonorama n.º 3 – Climas

    Sempre amei as revistas que pensam, desenham, exprimem e tacteiam o mundo. A diversidade do escopo e ambição destas é quase infinita, o que faz delas um campo impossível de unificar. Estas revistas estão muito longe do universo ressequido das revistas académicas e não se confundem com as «revistas culturais» que se dedicam a um domínio específico da cultura ou a uma concepção respeitável desta. Uma das piores coisas que aconteceram às revistas foi terem ficado sediadas (ou será sedadas?) em estruturas profissionais, como as universidades, as fundações ou as empresas, que querem sempre restringir o jogo das passagens que elas podem abrir. A letargia das paixões é o outro nome das políticas culturais das instituições.

    A editora Isabel Carvalho, da revista Leonorana, à direita junto à janela, ao fundo. A seu lado, Catarina Rosendo, autora do artigo «Desassossego climático», incluído no número apresentado. Do lado esquerdo, sentado, Jorge Leandro Rosa, autor do texto do presente artigo

     

    A Leonorana é uma dessas revistas que abrem o jogo. Uma das poucas que sobrevivem em Portugal. Mais do que um programa, transporta uma sensibilidade, um ar seu, um «não sei quê». Participei em algumas e encontrei agora esta, já no seu terceiro número, por me terem convidado a participar no lançamento do número, que decorreu [em 29 de janeiro 2020] na Campo Aberto.

    Este número da Leonorana é dedicado ao tema «climates/climas». Como os organizadores da sessão me conhecem a partir da minha intervenção pública sobre as «alterações climáticas» (um pleonasmo, não é verdade?), pensaram talvez que eu teria algo a dizer. E julgo que tenho. Desde logo, que não podemos falar apenas de clima nos registos da crítica, do activismo e da ciência quando falamos de alterações climáticas. E eu, note-se, tento falar, na medida do que sei, dentro destes códigos. Mas como as questões climáticas nos põem hoje diante de questões existenciais (já repararam como um certo uso do «existencial» está de regresso?), precisamos também de outros registos. Precisamos de ter uma conversa que passe pela análise (em sentido psicanalítico, mas não só), pela expressão artística e literária, pela leitura simbólica dos acontecimentos, pelas culturas (ainda além da antropologia), pelo corpo, etc. Precisamos de tudo isto e de muito mais para sairmos dos confinamentos que nos trouxeram até aqui.

    Dos muitos artigos interessantes deste número (da cultura japonesa ao «wild living» em perspectiva norueguesa), dois prenderam a minha atenção, embora só tenhamos conversado, “hélas”, sobre um deles: o texto de Catarina Rosendo sobre o «Desassossego Climático» e o de Isabel Carvalho sobre a Buganvília. Aquele da Catarina dá espaço ao sublime estético, que me parece uma questão essencial para a nossa sensibilidade ameaçada climaticamente. Não são as alterações climáticas, citando Jean-Luc Nancy, «uma questão do movimento do ilimitado, do que tem lugar na borda do limite» e, consequentemente, na borda da re-presentação? Tentei propor, na nossa breve conversa, uma reintrodução do sublime a partir da desfiguração da posição do humano em pleno decurso.

    Por seu lado, «Um baré», da Isabel Carvalho, dá espaço às metáforas climáticas cunhadas por Diderot a partir do relato de viagem de Bougainville (trata-se, claro, do «suplemento à viagem de Boungainville», de que agora me lembrei a partir dos meus tempos de literatura francesa com Costa Ideias na FLUL), abrindo aí uma interrogação em torno da «unidade metamorfoseante» que o singular materialismo de Diderot (e do século XVIII) nos propõe ainda hoje. Do século XVIII ainda falei, mas na sua vertente alemã, porque necessitamos de encontrar correspondências com um pensamento em arco que pense a diversidade dos seres e dos seus estados. E poderia ter-me lembrado da proposta vegetal de Emanuele Coccia (que traduzi: A Vida das Plantas, edição Documenta) e da sua metafísica da mistura.

    Deixei à editora e colaboradoras presentes um convite para uma sessão na Livraria Gato Vadio sobre estas práticas editoriais e estas atmosferas do mundo, as suas anatomias entre sujeito e ambiente, as suas imersões, que tantos hoje ignoram porque lhes falta a cultura delas.

    António Verdelho, da direção da Campo Aberto, Márcia Novais, que criou a linha gráfica da revista Leonorana, e à direita, Cláudio Anes, fotógrafo, colaborador da Campo Aberto

     

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Deixar comentário

    Adana Escort Adana Seyhan Escort Adana Çukurova Escort Ankara Escort Ankara Keçiören Escort Ankara Sincan Escort Ankara Mamak Escort Ankara Polatlı Escort Ankara Haymana Escort Ankara Çankaya Escort Ankara Etimesgut Escort Ankara Pursaklar Escort Antalya Escort Antalya Kumluca Escort Antalya Manavgat Escort Antalya Konyaaltı Escort Antalya Muratpaşa Escort Antalya Alanya Escort Antalya Kaş Escort Antalya Kemer Escort Bursa Escort Eskişehir Escort Gaziantep Escort Gaziantep Şehitkamil Escort Gaziantep Şahinbey Escort Gaziantep Nizip Escort İstanbul Escort İstanbul Kadıköy Escort İstanbul Bahçelievler Escort İstanbul Mecidiyeköy Escort İstanbul Küçükçekmece Escort İstanbul Beykoz Escort İstanbul Sarıyer Escort İstanbul Büyükçekmece Escort İstanbul Zeytinburnu Escort İstanbul Sancaktepe Escort İstanbul Sultanbeyli Escort İstanbul Kağıthane Escort İstanbul Kurtköy Escort İstanbul Fatih Escort İstanbul Başakşehir Escort İstanbul Ataşehir Escort İstanbul Nişantaşı Escort İstanbul Eyüpsultan Escort İstanbul Şişli Escort İstanbul Bayrampaşa Escort İstanbul Avcılar Escort İstanbul Beşiktaş Escort İstanbul Bağcılar Escort İstanbul Maltepe Escort İstanbul Pendik Escort İstanbul Üsküdar Escort İstanbul Ümraniye Escort İstanbul Şerifali Escort İstanbul Merter Escort İstanbul Beyoğlu Escort İstanbul Esenyurt Escort İstanbul Çekmeköy Escort İstanbul Bakırköy Escort İstanbul Fulya Escort İstanbul Tuzla Escort İstanbul Kayaşehir Escort İstanbul Çatalca Escort İstanbul Kartal Escort İstanbul Esenler Escort İstanbul Güngören Escort İstanbul Beylikdüzü Escort İzmir Escort İzmir Bergama Escort İzmir Urla Escort İzmir Bayraklı Escort İzmir Konak Escort İzmir Gaziemir Escort İzmir Çeşme Escort İzmir Buca Escort İzmir Balçova Escort İzmir Çiğli Escort İzmir Bornova Escort İzmir Karşıyaka Escort Kayseri Escort Kocaeli Escort Kocaeli İzmit Escort Kocaeli Gebze Escort Malatya Escort Manisa Escort Mersin Escort Mersin Anamur Escort Mersin Silifke Escort Mersin Yenişehir Escort Mersin Erdemli Escort Mersin Akdeniz Escort Mersin Mezitli Escort Muğla Escort Muğla Fethiye Escort Muğla Milas Escort Muğla Dalaman Escort Muğla Datça Escort Muğla Marmaris Escort Muğla Bodrum Escort Samsun Escort Samsun İlkadım Escort Samsun Atakum Escort Adıyaman Escort Afyonkarahisar Escort Ağrı Escort Aksaray Escort Amasya Escort Ardahan Escort Artvin Escort Aydın Escort Balıkesir Escort Bartın Escort Batman Escort Bayburt Escort Bilecik Escort Bingöl Escort Bitlis Escort Bolu Escort Burdur Escort Çanakkale Escort Çankırı Escort Çorum Escort Denizli Escort Diyarbakır Escort Düzce Escort Edirne Escort Elazığ Escort Erzincan Escort Erzurum Escort Giresun Escort Gümüşhane Escort Hakkari Escort Hatay Escort Iğdır Escort Isparta Escort Kahramanmaraş Escort Karabük Escort Karaman Escort Kars Escort Kastamonu Escort Kırıkkale Escort Kırklareli Escort Kırşehir Escort Kilis Escort Konya Escort Kütahya Escort Mardin Escort Muş Escort Nevşehir Escort Niğde Escort Ordu Escort Osmaniye Escort Rize Escort Sakarya Escort Siirt Escort Sinop Escort Sivas Escort Şanlıurfa Escort Şırnak Escort Tekirdağ Escort Tokat Escort Trabzon Escort Tunceli Escort Uşak Escort Van Escort Yalova Escort Yozgat Escort Zonguldak Escort

    Escort Marseille