• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
https://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Quinta-feira, 05 de Outubro de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Novas ruas para velhos problemas

Com a inauguração da primeira fase da ligação entre a Estrada Exterior da Circunvalação e o IP4, em Matosinhos, foi dado mais um importante passo na “abertura” do Bairro da Biquinha (servido por péssimos acessos) e numa ligação directa àquele itinerário.

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/porto/novas_ruas_para_velhos_problemas.html

==========================
2. Centro de acolhimento para cães abandonados

Dar uma segunda oportunidade aos cães abandonados na via pública é o objectivo declarado do Centro de Acolhimento de Animais Abandonados, inaugurado ontem (Dia Mundial dos Animais), em Custóias, Matosinhos. Aproveitando um terreno municipal, cedido à associação MIDAS (Movimento Internacional de Defesa dos Animais), ali serão recolhidos 150 cães até que encontrem um novo dono.

O centro fica, propositadamente, junto ao Canil Municipal de Matosinhos (perto do Monte de S. Brás), destino anual de cerca de 750 animais que são capturados na rua pelos serviços camarários. E que, após uma permanência de cinco dias no canil, têm de ser abatidos.

“Estes animais merecem uma segunda oportunidade na vida. Muitas pessoas acham-lhes piada quando são pequenos, mas abandonam-nos quando crescem. Mas quem não respeita os animais também não consegue respeitar as pessoas. Este centro, que corporiza uma parceria de três anos com o MIDAS, é um espaço de estadia para animais em fase de adopção e visa incrementar a quantidade de cães que encontram novos donos”, referiu o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto.

O terreno cedido pela autarquia ao MIDAS tem cerca de 2400 metros quadrados e 70% da sua área é constituída por mata de pinhal e carvalhos.

Espaços amplos

No centro foram construídos seis compartimentos com grandes áreas, dentro dos quais existem espaços cobertos, áreas impermeabilizadas e áreas naturais. Cinco compartimentos têm 108 m2, um 203 m2 e o centro dispõe, ainda, de um espaço para acolhimento de crias, armazém de rações e sala de tratamentos veterinários, instalada em contentores monobloco.

Dulce Mota, da Direcção do MIDAS, sublinhou que “ainda há muito trabalho a fazer”.

“As pessoas refugiam-se no aconchego do lar e esquecem-se do que há no exterior. E há muitos a precisar da nossa ajuda, das crianças, aos idosos, passando pelos animais”, afirmou.

Entretanto, está a decorrer uma campanha de recolha de rações, que poderão ser entregues nas escolas, no centro de acolhimento ou na autarquia. No fim-de-semana, decorrerá no Passeio Atlântico a Festa do Animal.

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/porto/centro_acolhimento_para_caes_abandon.html

Câmara de Matosinhos inaugurou infra-estrutura em Custóias
https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=3cb885f5bbba64cea284e9332bea1d41

==========================
3. Consórcio da EDP vence concurso das eólicas

O consórcio liderado pela EDP no concurso de atribuição de até 1000 megawatts (MW) de potência eólica ficou classificado em primeiro lugar, 7,2 pontos à frente do segundo classificado, o agrupamento da Galp Energia. Ambos têm agora dez dias úteis para contestar a classificação, cabendo depois a decisão final ao Governo. Fontes do sector ouvidas pelo JN acham, contudo, que o ministro Manuel Pinho, não deverá decidir em sentido contrário ao júri.

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/economia_e_trabalho/consorcio_edp_vence_concurso_eolicas.html

Consórcio da EDP vence concurso das eólicas
https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=45c48cce2e2d7fbdea1afc51c7c6ad26&subsec=&id=589551086038a12bd6cc7fab58767f08

==========================
4. Recuperação inclui auditório e museu

De vez em quando, as pessoas vão ali perguntar. Pela casa de um morto com 131 anos. Maria Cândida Teixeira, proprietária do café “Pôr do Som”, aponta “Após o túnel, segue-se pelo caminho à esquerda, tem de ser a pé…”

Sobram as paredes – na verdade, resquícios -, testemunhos do nascimento de um futuro militar condecorado, célebre pelo estatuto de salteador. Zé do Telhado apresentou-se aos pais em Castelões de Recezinhos, freguesia do concelho de Penafiel.

Mau grado a amplitude da actual desolação, existe um projecto de requalificação para aquele espaço. Segundo informações da vereação da Cultura da Câmara Municipal de Penafiel, o plano inclui um auditório e um museu.

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/norte/recuperacao_inclui_auditorio_e_museu.html

==========================
5. Cem animais para adopção no shopping

Encontrar um lar para mais de 100 animais abandonados é o objectivo da campanha da Sociedade Protectora dos Animais e do Guimarãeshopping. A iniciativa, que decorre hoje, sábado e domingo, para assinalar o Dia Mundial do Animal, foi lançado há três anos e permitiu, segundo a organização, entregar dezenas de animais.

Os interessados em cães, gatos e outros animais abandonados, podem passar pela superfície comercial, entre as 15 e as 18 horas. A organização oferece um chip de identificação e um kit para as primeiras necessidades do animal adoptado.

A iniciativa visa também alertar contra o abandono de animais de companhia. Durante a campanha de adopção, os interessados podem também inscrever-se como sócios da Sociedade Protectora de Animais de Guimarães.

Cada animal adoptado receberá um chip de identificação, a colocar no momento da adopção, e à Sociedade Protectora de Animais de Guimarães será oferecida uma máquina de leitura destes identificadores.

No âmbito desta parceria têm sido desenvolvidas várias acções e projectos de apoio à comunidade

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/minho/cem_animais_para_adopcao_shopping.html

==========================
6. Explosões danificaram casas da Foz

A Foz velha, no Porto, tem acordado em sobressalto. A construção dos Molhes do Douro está a gerar uma onda de reclamações por parte dos moradores e o protesto do presidente da junta de freguesia, José Pinto Ferreira, perante “o silêncio” do Instituto Portuário dos Transportes Marítimos (IPTM). “Já lhe fizemos chegar as queixas, mas até agora não nos disseram nada”, criticou, em declarações ao JANEIRO.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=f8e75f6e7acfec2ea7b23e9084a7a38c

==========================
7. “É preciso mudar a lei das expropriações”

A primeira fase do eixo Norte/Sul, que quando concluído irá ligar a Estrada Exterior da Circunvalação ao IP4, ficou concluída com a abertura de mais um troço, desta vez entre a Biquinha e a Rua Sousa Aroso.
Até agora a autarquia já investiu cerca de 1 milhão e 300 mil euros. Este projecto tem como objectivo melhorar as acessibilidades entre o complexo habitacional e o centro de Matosinhos. Na manhã de ontem Guilherme Pinto e os vereadores da câmara municipal ficaram encarregues de tirar as placas de proibição, enquanto que a vereadora Joana Felício destapou os sinais de trânsito.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=6b630c68b81852172df9d2ab2d307d93

==========================
8. Autarcas depositam esperanças na AR

A estratégia do Governo para dividir os autarcas, em pé-de-guerra contra a proposta de lei de Finanças Locais, só parcialmente surtiu efeito. A resolução ontem aprovada em Lisboa, no Congresso Extraordinário da Associação Nacional de Municípios (ANMP), recolheu o apoio de 817 eleitos locais, registando apenas 21 votos contra e 24 abstenções.

https://jn.sapo.pt/2006/10/05/primeiro_plano/autarcas_depositam_esperancas_ar.html

==========================
9. Metro no topo das preferências dos portuenses

O Metro do Porto é o meio de transporte preferido dos cidadãos da Área Metropolitana do Porto, indica um estudo ontem divulgado. Os milhares de clientes atestam os resultados.
O estudo, elaborado a partir de uma amostra de 2.028 entrevistas realizadas entre Setembro e Novembro de 2005, indica que o Metro recolhe a esmagadora preferência dos utilizados habituais de transportes públicos.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=d19aaaf18e6ac67129011ae81819c9b9

==========================
10. Um terço da Terra será deserto em 2100

O aquecimento global fará com que um terço do planeta Terra seja deserto em 2100. A previsão foi elaborada por um conjunto de peritos ingleses e consta de um relatório encomendado pelo Gabinete de Meteorologia do Reino Unido. A indicação – do Centro Hadley para Previsão e Investigações sobre Clima – baseia-se na primeira quantificação do risco de seca das alterações climáticas, conseguida graças um computador de extrema capacidade. O relatório foi publicado ontem pelo jornal diário inglês «The Independent», que está empenhado numa campanha sistemática de consciencialização da opinião pública sobre os perigos das alterações climáticas. Os modelos utilizados por Eleanor Burke (investigadora que liderou este projecto) e colegas seus do Centro Hadley baseiam-se no Índice Palmer de Gravidade da Seca (PDSI, na sua definição em Língua Inglesa) e indicam que este vai aumentar em todo o mundo. O índice PDSI de seca moderada abrange actualmente 25 por cento da superfície do planeta Terra, mas deverá subir para 50 por cento no início do próximo século. Quanto ao índice de seca grave – que afecta actualmente oito por cento da superfície terrestre – passará para 40 por cento no mesmo período. Paralelamente, o estudo em causa revela ainda que o índice de seca extrema subirá dos actuais três por cento para 30 pontos percentuais. O relatório completo, que será publicado na edição deste mês da revista especializada «The Journal of Hydrometeorology», servirá de argumento ao Governo britânico nas negociações sobre alterações climáticas marcadas para o próximo mês em Nairobi.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=b6d767d2f8ed5d21a44b0e5886680cb9&subsec=&id=456805a14608c444574a6f2af4e96396

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário