İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    Uma página de vez em quando, com sínteses e comentários de artigos ou notícias relacionados com o ambiente, urbanismo e natureza no Porto, Norte e Noroeste, recolhidos na imprensa que vou lendo. Pretextos para reflexão, incentivo à análise (mais do que análise propriamente dita, que não caberia em espaço tão curto), convites à ação… Os recortes completos passarão a estar disponíveis para consulta na sede da associação Campo Aberto, no contexto do trabalho Porto e Noroeste em Debate, que remonta já a 1999 (www.campoaberto.pt). José Carlos Marques (jcdcm@sapo.pt)

    GUIMARÃES MOSTRA O CAMINHO? Em discussão pública até 14 de fevereiro, o novo PDM de Guimarães (em revisão desde há uma década) parece inverter tendências muita enraizadas no nosso urbanismo (se é que se lhe pode chamar assim). Redução de mais de um quinto da área destinada à construção de habitações, reforço da área florestal, aumento dos espaços de Reserva Agrícola e de Reserva Ecológica, menor capacidade construtiva do que anteriormente (Público, 9 janeiro 2012). Bom demais para ser verdade?

    RUI MOREIRA E O CENTRO HISTÓRICO DO PORTO. Para compreender melhor o que se está a passar em termos de reabilitação urbana nesta área, interessa tentar perceber o pensamento e a ação dos que a dirigem, entre eles sobretudo o novo presidente da SRU Porto Vivo, Rui Moreira. Um resultado de uma tertúlia realizada no Café Astória tendo-o como orador convidado: duas páginas inteiras com declarações que nela fez, no jornal Grande Porto de 23 de dezembro de 2012. Logo a seguir, um artigo de Pedro José Barros sobre as razões que impedem a descida do preço das casas reconstruídas. O mesmo jornal, já em 7 de outubro de 2011, inseria uma longa entrevista com o mesmo dirigente, e, em caixa, um artigo de opinião de Rui Rio, intitulado «Uma nova Baixa à vista de todos».

    PARQUE DA CIDADE EM FIM DE MANDATO. Que fará o próximo presidente da Câmara do Porto (que não será Rui Rio) com o Parque da Cidade? «Contratos de 6,6 milhões do acordo do Parque da Cidade ainda por concretizar», é o título de um artigo no jornal Público de 30 dezembro 2011. Porá isso em risco o pagamento definido no acordo extrajudicial sobre o Parque da Cidade? Muitos dos que, em 2001, combateram o ensombramento e fechamento do Parque da Cidade por construções projetadas para a sua bordadura interna, voltarão a arregaçar as mangas caso o próximo presidente tenha a veleidade de pôr em causa a promessa feita por Rui Rio em 2001 e, no essencial, cumprida até agora.

    OBRAS DO ROSA MOTA AINDA EM POLÉMICA. A infeliz ideia de usar terrenos do Palácio de Cristal para construir um centro de congressos que integra a reabilitação do Pavilhão Rosa Mota (esta última, por si mesma, louvável), violando a vocação do mais belo parque do Porto, continua a ser motivo de controvérsia. «Obra do Rosa Mota «está a transformar-se num sorvedouro de dinheiros públicos», titula o Público de 27 dezembro 2011. E logo no dia seguinte, no mesmo jornal: «Autarquia desmente derrapagens no projecto para o Rosa Mota». Porque não deixam os parques e jardins em paz?

    O PALÁCIO DE CRISTAL, NÃO, O BOLHÃO, SIM. Novamente no Público, «Reabilitação do Mercado do Bolhão vai custar afinal 30 milhões; Rui Rio promete “tudo fazer” para remodelar o Palácio de Cristal e o Mercado do Bolhão até final do mandato». Segundo o Presidente da CMP, as duas obras necessitam em conjunto de mais de 55 milhões de euros. O jornal faz as contas: sendo o custo anunciado para o Palácio pela CMP, não de 20, mas de 25, 5 milhões de euros, só o Bolhão precisará de 30 milhões, e não 20 como dito pela autarquia em 2008 e 2009. Quanto a nós, digamos Não às construções no Palácio (mas sim à reabilitação do Rosa Mota) e Sim à recuperação do Bolhão, desde que respeitada a sua vocação essencial, mesmo com adaptações subalternas.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário