• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
https://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Sexta-feira, 08 de Setembro de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Limitação imposta pela Câmara é ilegal

A restrição à intervenção dos munícipes nas reuniões públicas, imposta na Câmara do Porto, é ilegal. O presidente Rui Rio promoveu a alteração do regimento das sessões camarárias – aprovada em Dezembro de 2005 – , limitando a intervenção dos cidadãos a assuntos colectivos e excluindo a exposição de problemas de cariz individual. Agora, após denúncia da CDU, o provedor da Justiça condenou a exclusão e apontou para a ilegalidade da medida, que está em vigor desde Janeiro.

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/primeiro_plano/limitacao_imposta_pela_camara_e_ileg.html

==========================
2. Hotel livre de tabaco

A cidade do Porto tem desde o início do mês um hotel limpo de resíduos de cigarros onde a única restrição que é imposta aos clientes é não fumar. A regra não pode ser quebrada em nenhuma das áreas, nem mesmo na das refeições, e os poucos cinzeiros de pé que se encontram servem exclusivamente de caixote do lixo. O projecto do Ibis Porto São João foi apresentado na quarta-feira com o argumento de que há um novo nicho de mercado por explorar.
Para já a administração da empresa diz que o feedback dos clientes é positivo e mostra-se disposta a repetir a experiência noutras unidades. “Os clientes procuram cada vez mais quartos para não fumadores e no caso do São João a oferta por vezes não era suficiente para a procura”, justificou Sérgio Bastos, director-geral do hotel, referindo-se aos 60 quartos para não fumadores de uma oferta de 100. A alternativa encontrada foi limpar a unidade de qualquer vestígio de tabaco e seguir o exemplo iniciado em França onde a etiqueta «100% Sem Tabaco» foi pioneira nesta cadeia em oito unidades.
A escolha dos hotéis para implementar este projecto foi sujeita, segundo Sérgio Bastos, à oferta que existe em todo o País e para já só foi possível avançar no Porto e em Lisboa. O director-geral explica que é preciso dar a possibilidade de escolha aos clientes, caso sejam fumadores, e no caso de não pretenderem seguir as regras da unidade nas traseiras do Hospital de São João há em Gaia uma segunda escolha. A localização de hotéis que sirvam de “pontos verdes” está ainda condicionada a grandes cidades onde o maior fluxo de tráfego internacional aumenta o número de potenciais clientes.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c16a5320fa475530d9583c34fd356ef5&subsec=&id=b14e05e1636c849c6be3932e58d6bd09

==========================
3. Bibliotecas de Praia encerram domingo

Esta semana marca os últimos dias das Bibliotecas de Praia, que encerram já no domingo, tanto noDiana Bar como na Praia da Lagoa, na Póvoa de Varzim.
Abertas desde 1 de Julho, as bibliotecas afirmaram-se como espaço de leitura e de diversão, onde livros, música, exposições e risos, muitos risos de criança, se juntam para criar um dos espaços mais divertidos e dinâmicos junto à praia.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c20ad4d76fe97759aa27a0c99bff6710&subsec=&id=24513ab61edb2654930901465a930196

==========================
4. Cinema Foco: petição contra demolição perto das 100 assinaturas

De acordo com o arquitecto Agostinho Ricca, autor da petição e um dos projectistas da sala, entrou na Câmara do Porto um projecto de remodelação do Hotel Tivoli que, “com o pretexto de aumentar o número de quartos, destrói a Sala de Espectáculos Foco”. “É um erro destruir um património em bom estado, de grande qualidade espacial e com história nos eventos culturais contemporâneos”, salienta Agostinho Ricca.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=11c484ea9305ea4c7bb6b2e6d570d466&subsec=&id=c0b4f5e9bc8d1504b6a8a393865b2a9b

==========================
5. Fundir adegas é insuficiente para o Douro

O presidente da Câmara de S. João da Pesqueira defendeu ontem que uma estratégia para o sector vinícola exclusivamente preocupada com a concentração das adegas cooperativas é insuficiente para garantir o desenvolvimento da Região Demarcada do Douro.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=11c484ea9305ea4c7bb6b2e6d570d466&subsec=&id=511fca31f12af43929b8e0205bb31511

==========================
6. Residencial para comerciantes na Baixa

Depois do Cinema Batalha, uma residência para comerciantes reformados na Baixa. O projecto do Gabinete Comércio Vivo está em marcha, com conversações quer com a Câmara Municipal, quer com o Ippar. Segundo revelou Laura Rodrigues, em Agosto, ao JANEIRO, o processo encontra-se numa fase avançada e tem em vista a aquisição de um imóvel “perto” da Praça da Batalha.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c16a5320fa475530d9583c34fd356ef5&subsec=6c8349cc7260ae62e3b1396831a8398f&id=d0698417c15b6cbf2849706f44d93778

==========================
7. Igreja dos Clérigos em obras

Os andaimes cercam a Torre dos Clérigos desde meados de Agosto, mas ao contrário do que se poderia pensar não são destinados a dar apoio a trabalhos de requalificação, mas sim a um painel publicitário. As obras vão decorrer, isso sim, na igreja com o mesmo nome, como explicou a OPJ o director da Direcção Regional de Edifícios e Monumentos Nacionais (DREMN), Augusto Costa. “Vai ser feita a conservação das paredes exteriores da igreja, com a substituição do reboco e da caixilharia”, adiantou, assegurando que a torre “não vai ser objecto de intervenção”.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c16a5320fa475530d9583c34fd356ef5&subsec=6c8349cc7260ae62e3b1396831a8398f&id=65ca646adafb6a4c6337ad9331e4857a

==========================
8. Baixa de novo em obras

O coração da cidade vai voltar a entrar em obras e quase por um ano. As intervenções já previstas no Plano de Actividades e Orçamento da câmara para 2006 incluem a requalificação de várias ruas da Baixa, incluindo a emblemática Rua de Santa Catarina. Com as obras de arranjo à superfície junto à estação de S. Bento e Rua Sá da Bandeira ainda a decorrer, adivinham-se novamente meses de trânsito caótico.
As obras de requalificação das ruas de Santa Catarina, Passos Manuel, Ateneu Comercial do Porto, Largo Moinho de Vento, Praça Filipa de Lencastre, Rua de Ceuta, bem como das ruas Formosa e Bonjardim são da responsabilidade da Empresa Municipal de Gestão e Obras Públicas (GOP) e decorrem no âmbito do Urbcom – Sistema de Incentivos a Projectos de Urbanismo Comercial.

———-

Eléctrico
Completar circuito

A requalificação urbana das ruas de Santa Catarina, Passos Manuel, Ateneu Comercial do Porto, Formosa e Bonjardim, bem como do Largo de Moinho de Vento, Praça Filipa de Lencastre, Rua de Ceuta e outras adjacentes, permitirá, além do arranjo do pavimento, a conclusão do circuito dos eléctricos históricos, conforme anunciou ao JANEIRO o vereador do Urbanismo. Este projecto de fazer regressar os eléctricos à Baixa foi gizado por alturas da Porto 2001, mas até hoje as poucas linhas colocadas não têm as ligações necessárias.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c16a5320fa475530d9583c34fd356ef5&subsec=6c8349cc7260ae62e3b1396831a8398f&id=4ab701a4f620730b741f9666407117b3

==========================
9. Águia D’Ouro está à venda

Pode ser o início do fim da degradação de mais um edifício emblemático da Baixa. O Cinema Águia D’Ouro foi colocado à venda pelos proprietários, a Solverde, após anos de incerteza quanto à sua futura utilização. Fonte da empresa confirmou ao JANEIRO a vontade de alienar este património por três milhões de euros, depois de goradas as expectativas de transformar o espaço num casino.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c16a5320fa475530d9583c34fd356ef5&subsec=6c8349cc7260ae62e3b1396831a8398f&id=7fa103b2e3d548495ca0338b5acead93

==========================
10. Criação do provedor do munícipe vai a votos na Câmara

A Câmara do Porto discute a criação de um provedor do munícipe na primeira reunião municipal, após as férias de Verão. A sugestão partiu do vereador da CDU Rui Sá, face à inexistência de um órgão na autarquia para acolher e investigar as reclamações sobre o funcionamento dos serviços

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/porto/criacao_provedor_municipe_a_votos_ca.html

==========================
11. Mercado está em obras há quase dois anos

Os vendedores do mercado de Valongo estão descontentes com a situação actual em que se encontram. O edifício que alberga o mercado está, segundo os comerciantes, em remodelação há quase dois anos, tendo apenas sido recuperada a fachada e construída uma esplanada e um campo de mini-golfe.

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/porto/mercado_esta_obras_quase_dois_anos.html

==========================
12. Obras de alargamento do IC24 condicionam trânsito

A circulação na Circular Regional Externa do Grande Porto (IC24) vai sofrer novos condicionamentos até amanhã, devido às obras de alargamento em curso naquela via, anunciou a Auto-Estradas do Norte (Aenor).

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/porto/obras_alargamento_ic24_condicionam_t.html

==========================
13. Fábrica de Constance suspeita de poluir o Odres

O rio Odres, um afluente do Tâmega, no Marco de Canaveses, foi alvo de uma descarga poluente, que se suspeita serem resíduos de tinta. Embora não exista ainda quaisquer dados sobre a origem do foco de poluição, há indícios que apontam para uma unidade industrial localizada na freguesia de Constance, Marco de Canaveses.

As descargas poluentes no rio Odres serão frequentes. Fonte da Junta de Freguesia de Constance explicou, ao JN, que no mandato autárquico anterior chegou a participar o facto à Câmara Municipal do Marco de Canaveses, sem que, no entanto, ” tenha sido feita pela autarquia qualquer diligência no sentido de punir os prevaricadores “.

As suspeitas recaem sobre uma unidade industrial de Constance que, “apesar de ter uma estação de tratamento de águas residuais, optará, por razões que se desconhece, pela descarga directa no ribeiro”, explicou ao JN, Artur Melo e Castro, presidente da Comissão Política Concelhia do PS.

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/norte/fabrica_constance_suspeita_poluir_o_.html

==========================
14. Câmara ameaça expulsões para a semana no Coutinho

Agudizam-se as posições entre os moradores do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, e a sociedade gestora do programa Polis da cidade, que pretende a demolição do imóvel para aí construir o futuro mercado municipal.

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/norte/camara_ameaca_expulsoes_para_a_seman.html

==========================
15. 37 milhões para fazer três ETAR

A empresa Águas do Ave anunciou, ontem, ter adjudicado três novas empreitadas, orçadas em mais de 37 milhões de euros, para a construção de estações de tratamento de águas residuais (ETAR) nos municípios de Guimarães e de Vila Nova de Famalicão.

https://jn.sapo.pt/2006/09/08/minho/37_milhoes_para_fazer_tres_etar.html

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário