İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

    por Fernanda Seixas, Arquitecta
    «A sala de visitas da cidade do Porto vai parecer um espaço mortuário. Não se contesta um novo desenho para a Avenida dos Aliados e Praça da Liberdade. Não se trata de saudosismo.

    CONTESTA-SE A IMPOSIÇÃO!
    As mudanças aparecem como factos consumados.

    CONTESTA-SE O DESENHO!
    Na Avenida, mantém-se a actual configuração de arruamentos e áreas de peões, mudando apenas os materiais de revestimento.

    Na Praça, reduz-se a área central a uma pequena “lombriga” onde o D. Pedro IV (arauto da Liberdade) fica confinado a um pequeno espaço sem dignidade, ainda por cima virado ao contrário.
    A olhar para onde?

    CONTESTA-SE A ESCOLHA DOS MATERIAIS!
    Granito e cubos de granito em toda a área de intervenção, tanto para peões como para veículos, formam um conjunto de difícil percepção, escuro e que absorve demasiada radiação, considerando a orientação da praça (Norte-Sul). Serão, portanto, espaços inóspitos para estar, além de que ficarão sujos e envelhecidos em pouco tempo.

    QUANTO ÀS ÁRVORES
    Será verdade que vão abater as magnólias existentes há tantos anos junto à Igreja dos Congregados?
    É inacreditável destruir o anúncio da Primavera que elas dão, à entrada da Praça da Liberdade.

    QUANTO AOS ESPAÇOS AJARDINADOS
    Compreende-se que a Câmara queira reduzir custos de mão-de-obra com a sua manutenção! »

    Porto, 28 de Junho de 2005
    .

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Deixar comentário