Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    A estrutura deste Boletim INFOPNED tem vindo a variar por motivo de
    experiências e tentativas de fixação de um modelo a seguir no futuro.
    Agradecem-se sugestões e comentários.

    Domingo, 5 de Outubro de 2003

    PUBLICO:

    1. Processo de Reorganização do Território Divide Especialistas

    Seis meses depois da publicação das leis nº10/2003 e nº11/2003, de 13 de
    Maio, que abrem caminho à criação de Grandes Áreas Metropolitanas (GAM),
    de Comunidades Urbanas (CU) e de Comunidades Inter-municipais (CI), são
    já vários os municípios que vão delineando eventuais mapas de
    associação. Ao mesmo tempo, surgem observações e críticas de quem
    defende que o processo foi precipitado e precisa de amadurecer.

    2. Matosinhos Celebrou Dia Mundial do Animal

    “Considerando que todo o animal possui direitos”. É com esta frase que
    começa a Declaração Universal dos Direitos dos Animais e foi partindo
    desta premissa que várias associações de defesa animal se juntaram em
    Matosinhos para assinalar o Dia Mundial do Animal, que se comemorou
    ontem. Para sensibilizar, muitas vezes pelo choque, despertando
    consciências, lembrando as atrocidades que todos os dias são cometidas
    contra os bichos. Mas também para tentar encontrar uma casa para alguns
    dos milhares de cães e gatos que todos os anos são votados ao abandono.

    3. PS de Gaia Acusa Autarquia de Abandonar Centro Histórico

    A Comissão Política Concelhia do PS-Gaia visitou ontem o centro
    histórico da cidade e lançou farpas ao executivo de Luís Filipe Menezes.
    Para a concelhia socialista, a situação do centro histórico gaiense é
    “de profunda agonia e abandono quase total”, atribuindo as culpas à
    actuação do executivo PSD.

    4. Burocracia Atrasa Entrega de Terreno à Sociedade Protectora dos Animais
    Porto

    Instituto de Estradas de Portugal ainda não identificou parcela de
    terreno para a poder registar.
    Um problema burocrático está a atrasar a entrega pela Câmara do Porto
    dos terrenos acordados com a Sociedade Protectora dos Animais (SPA) no
    âmbito do Plano de Pormenor das Antas, o que tem agravado a situação
    financeira da instituição.

    JN:

    1. Novos acessos e luz verde para a expansão seguram Exponor

    Novos acessos e luz verde para mais pavilhões, a construção de um centro
    de negócios e de um hotel são os argumentos da Câmara de Matosinhos para
    “prender” a Exponor em Leça da Palmeira.

    Entretanto, está já em curso um “estudo de requalificação urbana e
    paisagística de toda a envolvente à Exponor, que inclui o reperfilamento
    da Avenida António Macedo.
    Narciso Miranda defende o “reordenamento do local com o objectivo de se
    conquistar espaço para mais pavilhões, para o Centro de Negócios”. O JN
    sabe que a “conquista” passará pelo alargamento da Exponor para fora das
    suas actuais fronteiras.

    2. Autarquias preocupadas com abastecimento de água

    Em estudo, pela empresa Águas do Minho e Lima (AML), continuam os locais
    onde deverá ser feita a captação de água para abastecimento dos
    municípios de Melgaço, Monção e Valença. Aludindo a um “arrastar do
    processo”, os autarcas mostram-se receosos quanto à conclusão dos
    trabalhos até 2006, prazo previsto no contrato de concessão. Para
    agravar a situação, as populações banhadas pelo rio Mouro (onde a
    empresa prevê construir uma das captações), discordam da edificação de
    uma barragem no curso de água.

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentou-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de Notícias
    e do Público Local Porto e Minho, em 5 de Outubro de 2003.

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho. Em «Fora do Noroeste» (só ocasionalmente), podem inserir-se
    notícias de outras regiões que possam apresentar interesse como exemplo
    negativo ou positivo para situações equivalentes no Noroeste.

    Selecção hoje feita por Daniel Carvalho

    Para os textos integrais consultar:

    https://jn.sapo.pt/eddia/eddia1.asp

    https://jornal.publico.pt/publico/2003/10/05/indice.html

    ou as respectivas edições em papel.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário