İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    12 de Fevereiro de 2003

    (Para qualquer problema com esta lista, seguir por favor as instruções do
    rodapé desta mensagem.)

    Destaque: Mau Cheiro

    Sem dúvida que as lixeiras a céu aberto não poderiam continuar. Mas o
    processo de construção de aterros ditos sanitários teve muitos episódios
    duvidosos. Por vezes as populações protestaram com razão, porque as
    localizações atropelavam linhas de água, bosques de espécies autóctones, ou
    outros aspectos a ter em conta. Em Sermonde, Gaia, os problemas continuam,
    aliás. Em Almeirim, as empresas de tratamento de resíduos reconhecem agora
    que os aterros não são perfeitos, foi preciso dar o passo das lixeiras aos
    aterros, dizem, mas agora há que melhorar. Mas melhorar em que direcção?
    Todo o problema está aí. Muitos dos aterros, como aliás muitas das etares,
    têm funcionado precariamente em Portugal. Alguns/umas não chegaram sequer a
    funcionar. Incinerar é basicamente fazer desaparecer os resíduos sólidos em
    gasosos, que porém conntinuam a ser resíduos, e por vezes tóxicos. O lixo
    zero, entendido como uma meta viável, significa basicamente que muito do que
    se chama lixo deve passar a ser encarado como um recurso a reutilizar
    enquanto matéria prima. Fechar o circuito dos materiais é a alternativa à
    multiplicação de aterros e não significa mais uma série de obras específicas
    mas sim a intervenção em todo o processo de produção e distribuição.

    Seguem-se os resumos de notícias de interesse urbanístico/ambiental
    publicadas na edição electrónica do JN e Público, em 12 de Fevereiro de
    2003. A selecção é da responsabilidade da associação Campo Aberto. Para os
    textos integrais consultar as referidas páginas ou a respectiva edição em
    papel.

    PNED = Porto e Noroeste em Debate

    Notícias fora deste âmbito geográfico podem a título excepcional ser
    incluídas por apresentarem interesse evidente para questões relativas ao
    Porto e Noroeste.

    12 de Fevereiro de 2003

    Aterro de Sermonde alvo de queixas por mau cheiro

    Populações vizinhas atribuem culpas do “martírio” quase diário à antiga
    lixeira
    erika nunes

    O cheiro nauseabundo, insuportável mesmo, que rodeia o local onde foi
    instalado, há cerca de quatro anos, o aterro de Sermonde (Gaia), tem sido
    alvo de queixas das populações vizinhas. De acordo com os populares, os
    cheiros alegadamente oriundos do aterro conseguem poluir o ar da freguesia
    de S. Félix da Marinha, nomeadamente na localidade da Granja.

    Rui Rio não aceita “chantagem pública”

    “Qualquer espécie de chantagem pública comigo funciona ao contrário”. A
    afirmação partiu, ontem, do presidente da Câmara do Porto, Rui Rio. O alvo é
    a construtora Soares da Costa.

    Cidade doente

    Já aqui foi abordado o tema mas justifica-se voltar a ele: o Porto cidade e
    a região de que é cabeça, o Norte, estão a atravessar um período de
    dificuldades conjunturais, ou a questão é mais profunda e envolve mesmo um
    ciclo de perda com consequências políticas e sociais de momento
    imprevisíveis? Há um clima de pessimismo e descrença que atravessa “a alma”
    tripeira e nortenha que, infelizmente, não é contrariado pela conjuntura
    nacional e internacional, mas as suas repercussões a norte e no Porto, em
    particular, são preocupantes.

    Corte Inglés pode ficar no Palácio dos Correios

    Proposta partiu de Rui Rio, que defende instalação da loja na Baixa. Cadeia
    disposta a negociar
    carla sofia luz

    O antigo Palácio dos Correios pode acolher El Corte Inglés. A proposta foi
    avançada pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, que está interessado
    na instalação da loja na Baixa, em detrimento da Boavista. O director de
    marketing da cadeia, Manuel Pala, sublinha a “receptividade absoluta” para
    analisá-la.

    Constância :

    Câmara vai travar floresta de betão

    Em seis anos a vila-poema terá duplicado número de habitantes
    alexandra serôdio

    A pressão urbanística no concelho de Constância é uma realidade, e caso não
    sejam tomadas medidas imediatas poderá vir a transformar a vila-poema numa
    média metrópole “sem qualidade de vida”. Atenta ao problema, a Câmara
    Municipal decidiu controlar essa pressão e promete mesmo colocar um travão à
    procura indiscriminada dos agentes imobiliários. Tudo em nome de um
    desenvolvimento que “se quer sustentado sem quebrar a pacatez do concelho”,
    explica ao JN o presidente da autarquia.

    Almeirim :

    Tratamento de resíduos com falhas

    Os responsáveis da Resiurb, Amartejo e Resitejo afirmaram, ontem,
    desconhecer qualquer investigação da Inspecção-Geral do Ambiente (IGA) aos
    três sistemas, mas manifestaram total abertura para todas as averiguações.
    Falando à Imprensa, no âmbito da assinatura de um acordo, em Almeirim, todos
    reconhecem falhas nos sistemas, inclusivamente no tratamento das águas
    lixiviadas, mas sublinharam que a construção dos aterros representou um
    salto importante no tratamento dos resíduos sólidos urbanos, que é preciso
    agora melhorar. O acordo assinado entre os três sistemas de tratamento dos
    resíduos sólidos urbanos do distrito de Santarém destina-se à concepção,
    construção e exploração de uma estação de triagem que permita aproveitar
    todos os materiais recicláveis produzidos na região.

    Público (não local)

    “As Facilidades Especiais com Que a Soares da Costa Se Moveu na Câmara
    Acabaram”
    Por MARGARIDA GOMES
    Quarta-feira, 12 de Fevereiro de 2003

    Presidente da autarquia responde à posição que a construtora divulgou ontem
    em três jornais sobre um problema relacionado com o PPA

    Rui Rio contra-ataca

    “As facilidades especiais com que a Soares da Costa se moveu durante muitos
    anos na Câmara (do Porto) acabaram. Comigo ninguém tem facilidades especiais
    e, portanto, a Soares da Costa sabe que aqui terá um tratamento igual a
    todos os demais.” Foi assim que Rui Rio reagiu ontem à nota que aquela
    construtora publicou em três jornais, na qual recorda que está há dois anos
    à espera da escritura de entrega de terrenos a que a Câmara do Porto se
    comprometeu no âmbito do Plano de Pormenor das Antas (PPA).

    Rio Convida El Corte Inglés a Instalar-se no Palácio dos Correios
    Por MARGARIDA GOMES

    Presidente da Câmara do Porto prefere que o grupo espanhol fique na Baixa e
    diz que as duas partes têm mantido um “diálogo civilizado”

    Proposta feita na exposição de Bacon

    O El Corte Inglés pode vir a instalar-se no edíficio do Palácio dos
    Correios, na Baixa portuense, se aceitar a proposta que lhe foi feita à
    margem da inauguração da exposição de Francis Bacon no Museu de Serralves,
    em 24 de Janeiro, tendo os responsáveis daquele grupo espanhol manifestado
    “disponibilidade para estudar” mais esta alternativa sugerida pela
    autarquia.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário