İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

    Na passada Quinta-feira, 16 de Abril, pelas 21h30m, realizou-se na freguesia de Nevolgilde (Centro Paroquial S. Miguel de Nevolgilde), Porto, uma sessão de informação sobre a nova linha de Metro que ligará Matosinhos à Estação de S.Bento.
    Estiveram presentes os três elementos da Comissão de Acompanhamento indicados pela Câmara Municipal do Porto: Dr. Rui Moreira (Presidente da Associação Comercial do Porto), Dr. Lino Ferreira (Vereador do Urbanismo da CMP) e o Arqº. José Carapeto (Director Municipal do Urbanismo da CMP). Como uma espécie de moderador, presente também, o Presidente da Junta de Freguesia de Nevogilde, Dr. João Rozeira. Na assistência, cerca de 200 pessoas, residentes e não residentes, tiveram ocasião de ser informadas sobre o traçado da linha e suas implicações e apresentar os seus pontos de vista.
    A grande questão é a travessia do Metro à superfície ou em túnel.
    A Comissão de Acompanhamento (constituída no seu todo pelos elementos referidos e mais três designados pela Metro do Porto) tem como missão avaliar o impacto da proposta, daí o interesse na auscultação da opinião da população, sobretudo das freguesias mais afectadas com a obra. Esta sessão seguiu-se a outras duas já realizadas nas freguesias de Lordelo do Ouro e Foz do Douro.
    O traçado em discussão não incluíu o percurso no concelho de Matosinhos, porque não faz parte da CMP.
    O percurso foi apresentado com algumas situações virtuais acrescentadas ao projecto pela Comissão de Acompanhamento da CMP para melhor se visualizar o que está em causa.
    As situações menos pacíficas, por questões de mobilidade ou urbanísticas, são, sem dúvida, a passagem pela futura Avenida Nun’Álvares, Praça do Império (cujo monumento terá de ser mudado), Rua Diogo Botelho e Fluvial. A partir da Urbanização das Condominhas até S. Bento a circulação é feita em túnel.
    Foi apontada a Rua Bartolomeu Velho como alternativa à Rua Diogo Botelho, mas tal não está já em causa nesta discussão.
    De referir que a Comissão achou por bem pedir a colaboração da Arqª. Paisagista, Marisa Lavrador, coordenadora do projecto do Parque da Pasteleira no que a esta zona diz respeito.
    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Energia e transportes

    Deixar comentário