Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe. Divulgue!

    ==========================
    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações:
    contacto@campoaberto.pt

    ==========================

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Sábado, 15 de Dezembro de 2007

    ==========================

    Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

    ==========================
    1. Internacional:
    Expectativa de acordo em Bali põe EUA a admitir compromisso

    Todos os países participantes na 13ª Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações climáticas terão de fazer “esforços comparáveis” na redução de emissões de gases com efeito de estufa. Este o critério de base saído das esforçadas negociações que prolongaram por mais um dia a reunião em Bali, na Indonésia. Na madrugada portuguesa decorreu o plenário, esse com voz definitiva para anunciar se todos os envolvidos aceitam o “roteiro” de procedimentos para o período pós-Quioto, a partir de 2012. Até lá, uma outra reunião, em 2009, fixará as práticas de cada país para minimizar as causas humanas do aquecimento global.

    https://jn.sapo.pt/2007/12/15/sociedade_e_vida/expectativa_acordo_bali_eua_a_admiti.html

    ==========================
    2. Património Mundial prepara-se para passar da teoria à prática

    A comemoração da classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade, em 2001, ficou ontem marcada pela percepção de que a região está finalmente a dar passos concretos para passar da teoria à prática, com o fim de retirar desse galardão as mais-valias económicas e sociais para a própria região e quem nela vive.

    https://jn.sapo.pt/2007/12/15/norte/patrimonio_mundial_preparase_para_pa.html

    ==========================
    3. Esmagadoramente sem fumo

    Noventa e cinco por cento, dos cerca de cinco mil estabelecimentos inscritos na Unihsnor Portugal, vão proibir o tabaco nos seus espaços”, anunciou ontem, no Porto, o presidente do organismo que representa o sector de hotelaria, restauração e turismo na região Norte. Segundo José Henriques, muitos dos restaurantes, cafés, bares, discotecas, hotéis e casas de turismo no espaço rural do Norte de Portugal, já encomendaram o respectivo dístico que irá identificar os estabelecimentos sem fumo.

    “Têm já afixado, nos seus espaços, um cartaz informativo de pré-aviso, igualmente fornecido pela associação, que pretende alertar os clientes/ hóspedes para o novo estatuto que o estabelecimento irá adoptar a partir do início do próximo ano”, acrescentou o responsável.

    Numa atitude, que o presidente do Conselho Geral da Unihsnor-Portugal (União dos Industriais de Hotelaria e Similares do Norte de Portugal) considerou “de carácter simbólico”, o “Majestic” e o “Guarani”, dois cafés emblemáticos da cidade do Porto, integram uma lista dos cem estabelecimentos que aderiram ao programa “Ambiente 100% sem fumo”, implementado pela ARS/Norte.

    Desta lista, ontem entregue na Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte por José Henriques, fazem parte estabelecimentos de toda a região.
    Esta centena de inscrições, segundo José Henriques, reveste-se de “um carácter simbólico” e pretende “assinalar a grande adesão que a associação tem encontrado junto dos seus associados” face à postura a adoptar, a partir de 1 de Janeiro de 2008, com a entrada em vigor da nova Lei do Tabaco.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=42bf0581d4fdce799edd93794becb20d

    ==========================
    4. Quadrilátero vê aprovada proposta ao Polis XXI

    O quadrilátero urbano Braga, Guimarães, Barcelos e Famalicão, viu aprovada a candidatura ao programa “Política de Cidades Polis XXI”, entre as cinco propostas seleccionadas a nível nacional. Embora algumas autarquias não tenham ainda recebido indicação oficial do Governo, já se começam a equacionar várias reuniões conjuntas para, através de uma equipa a quatro, elaborar futuros projectos para a região.

    https://jn.sapo.pt/2007/12/15/norte/quadrilatero_aprovada_proposta_polis.html

    ==========================
    5. Eixo Atlântico já tem um atlas em duas línguas

    Há 16 anos, o Porto era o município mais populoso no que hoje é a euro-região da Galiza e Norte de Portugal, e a maior cidade entre as 18 (agora 28) que formaram o chamado Eixo Atlântico. Dez anos depois, essa primazia pertencia a Vigo, para regressar, agora, às margens do Douro. Vila Nova de Gaia é, de acordo com os últimos dados censitários, o concelho mais povoado do Noroeste Peninsular, à frente de Vigo, da Corunha e do Porto. A quinta posição neste rol, que à data da fundação do Eixo pertencia a Guimarães, transferiu-se entretanto para a vizinha Braga.

    Estes e muitos outros dados sobre a euro-região pode o leitor encontrá-los numa publicação que vem colmatar uma lacuna na organização do conhecimento estatístico do espaço Galiza-Norte de Portugal o Atlas básico do Eixo Atlântico, que acaba de ser divulgado por iniciativa da Secretaria-Geral daquele organismo transfronteiriço.

    https://jn.sapo.pt/2007/12/15/porto/eixo_atlantico_tem_atlas_duas_lingua.html

    ==========================
    6. Temendo pelo futuro do Bolhão

    A Associação de Feirantes do Distrito do Porto manifestou “tristeza e indignação” com o destino traçado para o Mercado do Bolhão, que vai ser renovado por uma empresa holandesa. Em nota enviada à Lusa, o presidente da associação, Fernando Sá, considera “lamentável que se tenha de entregar a concessão de um espaço camarário a terceiros para o reabilitar”.

    O texto sublinha que “é por demais sabido, que projectos não faltaram”, nomeadamente o do arquitecto Joaquim Massena, na década de 80 do século passado. Na opinião dos feirantes portuenses, o projecto de Massena teria a vantagem de “manter vivo o tecido físico do mercado, com novos conceitos de uso, novas funções e valências e novos horários de funcionamento”.

    Fernando Sá lamenta que não tenham “servido para o Bolhão os milhões dos anteriores quadros comunitários”, e pergunta porque “continuam a não servir os do actual QREN”.

    A Tramcrone vai construir dois pisos subterrâneos para cargas e descargas e estacionamento, com capacidade para 216 automóveis, e um piso intermédio entre os dois actuais pisos comerciais.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=3ba0dddb36dccc5a3b9a05560976524f

    ==========================

    Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    Se quiser consultar os boletins atrasados veja
    https://campoaberto.pt/boletimPNED/

    ==========================
    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
    ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
    específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
    basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt
    www.campoaberto.pt

    Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

    ======================================

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário