• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

Veja o site da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
contacto@campoaberto.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Domingo, 28 de Outubro de 2007

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Cristina Castel-Branco edita em Portugal biografia de Félix Avelar Brotero
Personagem vital da botânica

Depois da edição em França, em 2005, a arquitecta paisagista Cristina Castel-Branco editou agora em Portugal a obra «Félix de Avelar Brotero. Uma História Natural». Uma homenagem a um dos mais importantes botânicos portugueses, que inclui documentos originais.

Uma lista de plantas do Jardim da Ajuda, manuscrita em latim por Avelar Brotero, é uma das preciosidades que integram a magnífica obra de Cristina Castel-Branco sobre Avelar Brotero. A oportunidade de escrever o livro, editado pela primeira vez em França em 2005, surgiu após o restauro do Jardim Botânico da Ajuda, realizado pela arquitecta paisagista.
É a partir da investigação que faz para o restauro que “surge o Brotero como um personagem vital, não só da Botânica como na criação de jardins”, recorda. Avelar Brotero fez não só o Jardim Botânico da Ajuda mas também o Jardim Botânico de Coimbra. A personagem de Brotero desde logo intrigou Cristina Castel-Branco pela rapidez com que, quer em Portugal quer no estrangeiro, o botânico produziu obras fundamentais para a área. Tudo explicado pela vivência do jovem Félix em Mafra, onde estudou com os Franciscanos e, devido ao círculo social do avô, conviveu com importantes figuras da maçonaria, arte e cultura da época (século XVIII).

Reconhecido mundialmente

Foi também em Mafra que Félix Avelar Brotero teve pela primeira vez contacto com as plantas, nomeadamente através do Horto Medicinal que então existia para servir o hospital local.
No livro, cuja versão portuguesa tem chancela da Imprensa da Universidade de Coimbra e da Livros Horizonte, Cristina Castel-Branco traça o percurso de Avelar Brotero desde Mafra a Paris, e o seu regresso a Portugal com a permanência em Coimbra e em Lisboa.
O seu trabalho na área da botânica foi desde logo reconhecido, como refere a autora. Efectivamente, “Brotero foi agraciado e honrado com cerca de 12 diplomas das academias científicas mais prestigiadas do mundo inteiro, da Rússia aos Estados Unidos, o que nos dá a sua dimensão”, realça.
Mas apesar de internacionalmente conhecido, em Portugal “nem o ordenado lhe pagam”. Aliás, permaneceu sempre sob uma certa sombra de Vandelli, o homem que ficou para a história como o fazedor do Botânico de Coimbra, cujo maior autor, na realidade, foi Brotero, como se pode comprovar mediante documentos encontrados aquando da investigação feita para esta obra.
“A descrição metódica para o projecto do jardim é longa e tem como objectivo a forma de construir um jardim para o ensino da botânica, fazendo lembrar a memória descritiva de um arquitecto paisagista; e esta nova capacidade, a adicionar a todos os outros talentos de Brotero, surpreende uma vez mais”, refere Cristina Castel-Branco.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=c20ad4d76fe97759aa27a0c99bff6710&subsec=&id=5fdb939de2882ee3bfa852c9d7eb8f8f

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário