• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

Veja o site da Campo Aberto:
https://www.campoabe rto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

=====================

Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
recebem).

Peça informações:
contacto@campoabert o.pt

=====================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

=====================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

=====================

1. Falta de solos e de água potável ameaça sobrevivência no Planeta

Cerca de 400 peritos tomaram o pulso à Terra e, com o contributo de outros mil conselheiros, traçaram para o Programa das Nações Unidas para o Ambiente mais um Panorama Global, nesta sua quarta edição fazendo o diagnóstico do estado das coisas relativo a 2006. Segundo eles, os grandes problemas ambientais persistem, apesar de alguns esforços para os contrariar, esforços esses considerados insuficientes. As maiores ameaças, afirmam, são as mudanças climáticas, a extinção acelerada de espécies e a previsível incapacidade de produzir alimentos para uma população em crescimento.

É certo que aumentou a consciência sobre os problemas ambientais, mas as soluções são ainda muito curtas para revertê-los. Por outro lado, se as agendas políticas tentam integrar uma visão sustentável do desenvolvimento económico, há uma contra-corrente de interesses encabeçados por “grupos poderosos capazes de influenciar as decisões políticas”. Esta é parte do diagnóstico avançado pelo documento do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, ontem divulgado.

O relatório indica um número muito pequeno de avanços positivos alguns cortes nas emissões de gases com efeito de estufa, um relativo aumento de áreas protegidas. No resto, só desgraças. Um dos maiores perigos que espreitam a humanidade é a escassez de solos para a agricultura, seja devido à ocupação pela construção, seja pelo empobrecimento dos terrenos, pela desertificação e pela falta de água. Esta já é consumida em 70% das reservas pela agricultura. O aumento das necessidades alimentares e também a procura de biocombustíveis conquistam mais áreas de floresta. Dado reconfortante é que terá estancado a destruição da Amazónia. Mas a desflorestação noutras regiões está a intensificar desastres naturais como as inundações.

Entretanto, os recursos marinhos estão a ser destruídos pela sobrepesca feita por frotas internacionais. E há fenómenos que, numa primeira fase pareciam ajudar economias locais pobres, mas as depauperaram ainda mais. É o caso de mangais, na Ásia, que foram destruídos para a aquacultura de camarão; não só eles abriram espaço às inundações, como a doenças entre os habitantes, devido aos resíduos produzidos. Os resíduos, aliás, surgem no relatório como um dedo apontado aos países desenvolvidos, nomeadamente à Europa. Esta anda a “exportar vulnerabilidades”, por exemplo através dos resíduos tóxicos.

Já a extinção de espécies, assegura o documento, começa a atingir proporções idênticas à das quatro extinções maciças que ocorreram na história da Terra.

https://jn.sapo.pt/2007/10/26/sociedade_e_vida/falta_solos_e_agua_potavel_ameaca_so.html

=====================
2. Escolas estão a reiventar as cidades

Levar os jovens a olhar as cidades e as vilas onde vivem ou estudam de uma forma crítica e a assumir, em relação a elas, uma atitude mais interventiva é o que pretende o concurso nacional de ideias “cidades criativas”, dirigido aos alunos do12º ano, apresentado, ontem, em Aveiro.

O concurso, coordenado pela Universidade de Aveiro (UA), de parceria com a Associação Portuguesa de Planeadores do Território (APPLA), tinha, até ontem, quase 300 equipas inscritas, que envolvem 1.200 estudantes de uma centena de escolas de todo o país. Reflectir sobre as cidades, identificar o seu potencial e desenhar propostas inovadoras para sua valorização, são os desafios propostos aos estudantes.

O concurso desenvolve-se em três fases, até ao fim do ano lectivo. A primeira, dedicada à elaboração dos diagnósticos, decorre até Dezembro. De Janeiro a Março as equipas vão desenhar as suas estratégias, devendo entregar os trabalhos em Maio. Na apresentação do concurso, Maria Luís Pinto, do conselho directivo da Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas daUA, onde a ideia nasceu, salientou a importância de “sermos capazes de ter olhares diferenciados sobre a realidade das nossas cidades”.

https://jn.sapo.pt/2007/10/26/sociedade_e_vida/escolas_estao_a_reiventar_cidades.html

=====================
Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups. yahoo.com/ group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto. pt/boletimPNED/

=====================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias, do Público e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente
de outros jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
contacto@campoabert o.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Celina Raposo

============ === PNED: Porto e Noroeste em Debate ============ ===

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário