Destaque: Mercados Municipais

    Os mercados municipais são um património importante como equipamento
    alimentar que têm sido bastante descurados, quando não encerrados. A
    requalificação do de Matosinhos (notícia n.º 1) tem pois que ser saudada
    desde que seja para manter nele basicamente as funções de abastecimento
    alimentar sobretudo quando for de proximidade, dos agricultores da região.
    Os mercados municipais poderiam ser, assim o quisessem as autarquias, uma
    alavanca na melhoria da qualidade da agricultura e da qualidade alimentar
    com o incentivo à produção de alimentos saudáveis e ecologicamente
    produzidos segundo um caderno de encargos, que ofereceria uma garantia aos
    consumidores e incentivaria estes a voltarem a preferir esses mercados às
    superfícies abastecidas pela agricultiura intensiva. E seriam assim um
    incentivo a manter a actividade agrícola local.

    JCM

    [Esta lista tem actualmente 403 inscritos.]

    Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe, divulgue.

    ====

    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e
    faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações:
    contacto@campoaberto.pt

    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    ====
    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    ====
    Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007
    ====
    1. Matosinhos: Mercado de Matosinhos requalificado

    Já arrancaram as obras de requalificação e conservação do Mercado Municipal
    de Matosinhos, que está em vias de ser classificado pelo IPPAR. Esta
    empreitada faz parte de um pacote de obras que já arrancaram e vão arrancar
    na cidade.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7
    baf3&subsec=&id=3141b7eb7505eb617e708969746f4ead

    ====

    2. Águas do Douro e Paiva defende 8,5% de aumento no preço da água
    Decisão nas mãos do Governo

    A Águas do Douro e Paiva garante que a proposta de aumento da tarifa para
    2008 cumpre o contrato de concessão. No entanto, compete ao Governo a última
    palavra sobre o preço que a empresa multimunicipal responsável pelo
    abastecimento de água do Grande Porto Sul poderá cobrar.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7
    baf3&subsec=&id=43e5bce10f4eeae6af4cdbce7565953b

    ====

    3. Minho: Novo regulamento de pesca no rio Minho espera aprovação no
    Conselho de Ministros
    Pronto há 11 anos

    O novo regulamento de pesca do rio Minho está há 11 anos à espera de
    aprovação em Conselho de Ministros. O comandante da Capitania de Caminha
    está convicto de que o documento, vital para evitar a extinção de várias
    espécies, será apreciado até ao final do ano.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a3
    18d5&subsec=&id=61503b3148bd959b60653bda82e5bc8f

    ====

    4. Esmolfe: Maçã Bravo: Esmolfe espera oportunidade para conquistar mercados
    internacionais
    Baixa produção dificulta exportação

    A maçã de Bravo Esmolfe é portuguesa e única no mundo, deve o seu nome à
    aldeia de Esmolfe, Penalva do Castelo, mas a sua produção actual, apenas
    seis mil toneladas/ano, certificadas, impede a conquista dos mercados

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a3
    18d5&subsec=&id=03191d052218488a0efb52abf8ef07d1

    ====

    5. Viana do Castelo: Pagar para entrar no parque divide vianenses
    miguel rodrigues

    Parque urbano deverá ser inaugurado na Primavera de 2008

    Pagar para entrar no parque divide vianenses

    Pagar ou não pagar, eis a questão, que não reúne consenso junto da população
    de Viana do Castelo. Em causa está o pagamento no acesso ao futuro parque da
    cidade (abre na próxima Primavera), decidido pela Câmara Municipal, liderada
    por Defensor Moura.

    https://jn.sapo.pt/2007/10/10/norte/pagar_para_entrar_parque_divide_vian.html

    ====

    6. Braga: Reinstalação do eléctrico já pede concurso público
    cmbraga/museu de imagem

    O eléctrico chegou a Braga em 1914, desaparecendo na década de 60

    A ideia do regresso do eléctrico às ruas da cidade – tentativa lançada
    recentemente no blogue “Avenida Central”, cujo primeiro subscritor foi Pedro
    Morgado – levou a coligação “Juntos por Braga” a apresentar uma proposta no
    Executivo municipal para o lançamento de um concurso público, tendo em vista
    a selecção da entidade executora de um estudo “exaustivo” da exequibilidade
    técnica e da viabilidade económica e financeira do projecto.

    https://jn.sapo.pt/2007/10/10/norte/reinstalacao_electrico_pede_concurso.html

    ====

    7. Interioridade: Abdicar de receitas para fixar cidadãos

    O concelho de Manteigas é um dos que menos receitas arrecada com os impostos
    directos por habitante, posicionando-se nos últimos cinco lugares do
    ‘ranking’ dos municípios portugueses. Este facto não impede a autarquia de
    abdicar de benefícios, a que podia legalmente recorrer, para fixar cidadãos
    e combater “o agravamento das assimetrias entre o litoral e o interior”.

    Em nota tornada pública, a Câmara Municipal de Manteigas (CMM) enumera um
    conjunto de decisões tomadas, nos últimos tempos, com o objectivo de
    combater a interioridade e impedir o “enfraquecimento do tecido produtivo, o
    encerramento de serviços, a diminuição dos postos de trabalho e o
    consequente abandono das populações”.

    Ao contrário da prática comum na generalidade dos municípios, a CMM decidiu
    não proceder ao lançamento de derrama e aplicar tarifas sociais na prestação
    dos serviços de fornecimento de água e resíduos. Para combater a diminuição
    do investimento público, a autarquia tem vindo a implementar outras medidas
    que contrariem essa tendência. Estão neste caso programas financeiros,
    urbanísticos e sociais que visam melhorar a qualidade de vida dos
    residentes.

    “Pretendemos levar até ao extremo das nossas capacidades orçamentais, e no
    limite do que a lei nos permite, todas as iniciativas que façam de Manteigas
    um concelho ainda mais atractivo em termos de qualidade de vida, e
    competitivo do ponto de vista tributário e fiscal”, declara o autarca José
    Manuel Biscaia.

    As últimas decisões do executivo, a submeter à aprovação da Assembleia
    Municipal, apontam para a isenção do imposto municipal sobre transmissões
    onerosas de imóveis quando adquiridos por jovens ou situados em zonas
    empresariais; e a dedução máxima de IRS, correspondente a 3%, na colecta dos
    residentes em Manteigas. TC

    https://jn.sapo.pt/2007/10/10/norte/abdicar_receitas_para_fixar_cidadaos.html

    ====

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresenta-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias e de O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por José Carlos Marques

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

    www.campoaberto.pt
    campo-aberto.blogspot.com

    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário