Destaque: Poluição Electromagnética

    Embora relativa a Sintra, a notícia (n.º 1) interessa ao país todo, tanto
    mais que a poluição electromagnética é uma das formas mais ignoradas de
    poluição.
    Curiosa a facilidade com que os dirigentes de grandes empresas exibem uma
    segurança que se sobrepõe aos tribunais e aos peritos que estes ouvem e
    seguem.
    Interessante também, e de consequências potencialmente profundas, a
    afirmação do tribunal que inverte o ónus da prova: ³não existem evidências
    da inocuidade da exposição a campos electromagnéticos², diz o tribunal. Ou
    seja, a REN é que teria que provar a inocuidade…

    JCM

    [Esta lista tem actualmente 403 inscritos.]

    Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe, divulgue.

    ====

    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e
    faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações:
    contacto@campoaberto.pt

    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    ====
    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    ====
    Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007
    ====
    1. Sintra: presidente da REN vai recorrer da decisão do Supremo

    O presidente da Rede Eléctrica Nacional (REN) afirmou ontem que vai recorrer
    da decisão do Supremo Tribunal Administrativo (STA), que mandou desligar a
    linha de muito alta tensão entre Fanhões e Trajouce, no concelho de Sintra.
    José Penedos avisou ainda que se a linha for desligada há zonas de Lisboa
    que vão ficar em risco de abastecimento.
    ³Se o tribunal decidir que a REN tem de desligar a linha, a REN desliga, mas
    terão que ser encontradas soluções que serão pagas pelos portugueses²,
    afirmou o responsável, que falava à margem do Lisbon Energy Forum 2007, que
    decorre no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Em Agosto, o Tribunal
    Central Administrativo do Sul já havia dado provimento a uma providência
    cautelar interposta pela Junta de Freguesia de Monte Abraão, que considerava
    que a ³simples implantação dos apoios (torres)² é susceptível de lesar o
    direito da população a ³um ambiente sadio e equilibrado por se tratar de um
    equipamento de enorme altura². No entanto, a energia nunca foi desligada
    porque a REN contestou a decisão junto do STA, alegando que era ³socialmente
    intolerável². De acordo com a edição de hoje do Diário de Notícias (DN), o
    STA entendeu que a distribuição de energia eléctrica é uma actividade
    perigosa e decorre do simples bom senso que não é indiferente ter a menos de
    25 metros de prédios de habitação um simples candeeiro ou uma linha de muito
    alta tensão². O juiz considerou ainda que ³não existem evidências da
    inocuidade da exposição a campos electromagnéticos², acrescenta o DN.
    Contudo, o presidente da REN lembra que a linha ³foi construída com as
    licenças ambientais e da Direcção Geral da Energia². ³A linha respeita os
    limites do campo eléctrico e electromagnético² e, por isso, ³é uma aleivosia
    dizer que a linha faz mal à população², acrescentou.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a3
    18d5&subsec=&id=099410aa463e25c9a6184742882da890

    ====

    2. AMP: 11 grandes superfícies esperam autorização
    malacó

    Dois dos novos centros comerciais estão projectados para o concelho de
    Gondomar

    A Comissão Regional de Economia vai apreciar, na próxima quarta-feira, os
    pedidos de autorização para instalação de mais 11 superfícies comerciais de
    grandes dimensões em concelhos da Área Metropolitana do Porto. Entre os
    pedidos encontram-se três centros comerciais – dois para Gondomar, conforme
    já noticiou o JN, e outro para S. João da Madeira – e um conjunto comercial
    do grupo E. Leclerc (na Póvoa da Varzim).

    https://jn.sapo.pt/2007/10/03/porto/11_grandes_superficies_esperam_autor.html

    ====

    3. Autarquia inaugura ETAR biológica

    A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis inaugura, na tarde de hoje, a nova
    estação de tratamento de águas residuais (ETAR) do Pinhal de S. Lourenço, na
    freguesia de Palmaz. O equipamento, que custou mais de 200 mil euros,
    financiados na totalidade por uma entidade privada, vai ser entregue à
    Autarquia no âmbito de um processo de loteamento.

    Para além de receber os efluentes das futuras habitações, a ETAR está já a
    tratar os esgotos provenientes dos limpa-fossas das freguesias vizinhas.

    Quinze cisternas

    A nova estação de tratamento foi construída pela ACS investimentos para
    receber o saneamento de 55 habitações que farão parte do novo
    empreendimento, mas está dimensionada para tratar o dobro dos efluentes
    previstos. Motivo pelo qual está já a ser aproveitada para o tratamento dos
    esgotos que são recolhidos pelos limpa-fossas. São ali descarregados,
    diariamente, cerca de 15 cisternas com quatro mil litros, cada uma. A ETAR,
    designada como equipamento biológico, tem a particularidade de não recorrer
    a componentes químicos nem mecânicos. A “decomposição” do efluente é feita
    através de plantas denominadas “phragmites australis” que, para além de se
    alimentarem do efluente removendo-lhe os nutrientes, transportam
    descendentemente oxigénio ao substrato, não libertando quaisquer odores.

    https://jn.sapo.pt/2007/10/03/porto/autarquia_inaugura_etar_biologica.html
    ====

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresenta-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias e de O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por José Carlos Marques

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

    www.campoaberto.pt
    campo-aberto.blogspot.com

    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário