Destaque:

    O cancro vai matar muito mais pessoas do que se supunha (ver notícia nº 3,
    abaixo). E enquanto nos entretêm com a “luta contra o cancro” década após década, as
    causas ambientais, responsáveis de grande parte dos cancros, continuam por combater
    consequentemente pelas instâncias “competentes” quer a nível mundial quer nacional.
    Falar do cancro causado pela radioactividade das centrais nucleares mesmo em laboração
    normal é praticamente tabu, o mesmo acontecendo com os resíduos radioactivos do
    átomo bélico. A incineração e co-incineração de resíduos banais e perigosos, fonte de
    alguns dos produtos mais cancerígenos existentes, é “abençoada” como prova de
    “autoridade” de um governante macho. O regulamento REACH, que visava obrigar a uma
    vigilância rigorosa sobre parte dos milhares e milhares de produtos químicos em
    circulação, foi em grande parte cloroformizado graças à pressão do lóbi da indústria
    química. O cancro da mama tornou-se um flagelo para as mulheres e para a humanidade
    e toda a gente sabe que está relacionado com substâncias químicas perigosas sobre as
    quais as sociedades não exercem controlo capaz. E lá nos vão entretendo com a “luta
    contra o cancro”…

    ====

    [Esta lista tem actualmente 403 inscritos.]

    Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe, divulgue.

    ====

    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e
    faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações:
    campo_aberto@oninet.pt

    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    ====
    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    ====
    Quarta-feira, 4 de Abril de 2007
    ====

    1. Gerês: Lobos espreitam o gado

    Como se já não bastasse a escassez de pastoreio, em parte motivada pela vaga de
    incêndios que afectou a região, os criadores de gado do Soajo têm agora outra
    preocupação: os constantes ataques de lobos aos rebanhos. Os prejuízos começam a ser
    de monta e aponta-se o dedo aos responsáveis do Parque Nacional da Peneda Gerês.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=a11c75b7fe595e473f74c9e2b17e43fa

    ====

    2. Vila do Conde: Autarquia vila-condense apresentou Plano Estratégico de Ordenamento
    e Gestão da ROM Litoral Sul protegido

    A Comissão Directiva da futura área de Paisagem Protegida do Litoral Sul de Vila do Conde
    vai ser presidida pela autarquia, ICN, CCDR-N e Centro de Investigação em Biodiversidade
    e Recursos Genéticos da Universidade do Porto. O projecto está concluído.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=771ea85f5fc736d16071a990da1f6976

    ====

    3. Mundial: Cancro vai matar 17 milhões por ano

    Cerca de 17 milhões de pessoas poderão morrer anualmente de cancro em todo o Mundo
    em 2030, segundo estimativas divulgadas por uma agência associada à ONU que apela à
    comunidade internacional para que actue na prevenção.

    https://jn.sapo.pt/2007/04/04/sociedade_e_vida/cancro_matar_milhoes_ano.html

    ====

    4. Sermonde-Gaia: Situação do aterro é”dramática”

    A situação do aterro de Sermonde, que, no ano passado, recebeu quase 180 mil toneladas
    de lixo urbano de Gaia e de Santa Maria da Feira, é “dramática”. O alerta chega da
    Suldouro, sociedade gestora do equipamento, perante a indefinição do modelo futuro para
    o sistema multimunicipal de tratamento dos resíduos daqueles dois municípios. A decisão
    cabe ao Governo e tarda a chegar.

    https://jn.sapo.pt/2007/04/04/porto/situacao_aterro_edramatica.html

    ====

    5. Ovar: Fábrica de papel faz descargas no rio Cáster

    Morador Luís Vieira queixa-se, há vários anos, da poluição no rio Cáster e a Câmara
    confirma reclamações

    Desde 1996 que Luís Vieira, morador em S. João de Ovar, tudo tem feito para pôr fim às
    descargas de águas residuais no rio Cáster levadas a cabo pela Fapovar – Fábrica de Papel de Ovar, situada imediatamente a sul da Quinta do Godinho, onde vive com a família.

    https://jn.sapo.pt/2007/04/04/porto/fabrica_papel_descargas_rio_caster.html

    ====

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresenta-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias e de O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por José Carlos Marques

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

    www.campoaberto.pt
    campo-aberto.blogspot.com

    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário