• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[Esta lista tem actualmente cerca de 390 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Comente, participe. Divulgue!
==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e faz
a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt
==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Domingo, 17 de Setembro de 2006
==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1.As fontes e os chafarizes na cidade de Quinhentos
Que ninguém vá à fonte com moças

As fontes e os chafarizes do Porto foram desde sempre concebidos de forma a que,
à componente da utilidade pública, juntassem uma outra, não menos importante
a de servirem como elemento de ornamentação do jardim, do largo ou da rua em
que iriam ser inseridos.

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/porto/as_fontes_e_chafarizesna_cidade_quin.html

==========================
2.Comércio Justo como alternativa à produção massiva
AAssociação Reviravolta inaugurou, ontem, na Rua de Cedofeita, no Porto, mais
uma loja de Comércio Justo. Esta é a primeira loja que surge em parceria com
a Altromercato e a Equação.

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/porto/comercio_justo_como_alternativa_a_pr.html

Terceira loja de Comércio Justo abriu ontem em Cedofeita
Comércio: do mundo para o Porto

O comércio justo e solidário conta desde ontem com uma nova loja na cidade do
Porto, desta vez mais competitiva e estratégica. No espaço da Rua de
Cedofeita pode-se privar com diferentes culturas, adquirindo artigos de países
em vias de desenvolvimento.
https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=4f1d754156868ace0bf9ceb991dc2e48

==========================
3.Crianças e artistas juntos para criarem histórias
Douro inspira iniciativa inédita

Espicaçar as consciências infantis para a importância do ambiente é um dos
principais objectivos do projecto “Pintar o Verde com Letras”, uma nova
iniciativa da Delegação Regional da Cultura do Norte, que pretende promover a
leitura. As áreas protegidas e os parques naturais do Norte de Portugal
transformar-se-ão na fonte de inspiração de pintores e escritores convidados
para tratar o tema ambiente. A acção, inédita, vai decorrer até ao final de
Outubro em seis áreas classificadas Parques Naturais de Montesinho, Douro
Internacional, Alvão e Peneda-Gerês, Alto Douro Vinhateiro e Parque
Arqueológico do Côa.

https://jn.sapo.pt/2006/09/16/norte/criancas_e_artistas_juntos_para_cria.html

==========================
4.Concurso para túnel no Marão
Conclusão das obras aprazada para 2011

O túnel que irá rasgar o Marão e ligará Amarante a Vila Real vai ser
lançado a concurso em Outubro, prevendo-se que a obra esteja concluída em
2011. A construção desta via está incluída no Plano de Acessibilidades e
Mobilidade em Trás-os-Montes e Alto Douro.
https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=702b3a90ad1cd92e2abafc606c834485

==========================
5.Licenciamento de pequenas barragens pode levar 17 anos

Quatro projectos de pequenos aproveitamentos hidroeléctricos (PCH) no Minho e Trás- -os-Montes aguardam licenciamento há 16 anos, havendo um que esperou “luz verde” por 17. Segundo os promotores dos projectos, sucessivas alterações das regras de licenciamentos, a complexidade processual, a burocracia e o facto de os organismos envolvidos estarem por vezes de costas voltadas são as causas dos atrasos.

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/economia_e_trabalho/licenciamento_pequenas_barragens_pod.html

==========================
6.Douro só será viável se importar “cérebros” e encontrar líderes

São João da Pesqueira, um dos 15 concelhos da Região Demarcada do Douro, perdeu, nos últimos dez anos, cerca de 1300 pessoas. Mais de metade das cerca de oito mil que ainda existem têm mais de 65 anos e debatem-se com a falta de qualidade de vida. A desertificação e o declínio demográfico são idênticos em toda a região. O que motiva o despovoamento na única zona do país com duas distinções mundiais e cuja paisagem será, como define José Rodrigues, escultor portuense, “uma catedral”?

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/norte/douro_sera_viavel_importar_cerebros_.html

==========================
7. “Daqui a pouco seremos só meia dúzia”

Não se ouve sequer o ruído trivial da vida a acontecer. O silêncio impera nas casas, quase todas vazias, quase todas no rés-do chão, encardidas pelo desuso e pela passagem do tempo. E nas vielas estreitas, muitas das quais não vão dar a sítio nenhum. Até os homens a carregar cestos das vindimas trilham o caminho com mudez. Só a chuva, a primeira de Outono, parece contrariar o peso daquela quietude. A paisagem, para quem não vive em Casais do Douro, uma das três povoações de Ervedosa, concelho de S. João da Pesqueira, será idílica. Para qualquer uma das cerca de 40 pessoas que ainda lá resiste, alheia às inovações do mundo, é triste.

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/norte/daqui_a_pouco_seremos_meia_duzia.html

==========================
8. Projecto galardoado carece ainda de apoio

A Universida de do Minho (UM), através de um projecto da autoria de dois investigadores do Departamento de Informática, foi galardoada com o Prémio Internacional IBM, relativo à gestão de fogos florestais em tempo real. Contudo, o projecto – um dos quatro premiados a nível da Europa – ainda não tem “pernas para andar”, atendendo à falta de uma entidade competente que coordene, em Portugal, toda a informação relacionada com os fogos florestais.

https://jn.sapo.pt/2006/09/17/minho/projecto_galardoado_carece_ainda_apo.html

==========================
==========================
Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse urbanístico
ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de Notícias e de O
Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais ou fontes de
informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
contacto@campoaberto.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Manuela D.L.Ramos

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário