İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    «6 de Julho de 2005
    Convidam-se os Cidadãos interessados em defender os valores postos em causa pelo processo relativo ao projecto e à obra em curso na Avenida dos Aliados / Praça da Liberdade, para uma Reunião a ter lugar na próxima 4.ª feira, dia 6 de Julho, pelas 21h30, no Auditório da Fundação Eng. António de Almeida, Rua Tenente Valadim, 231/325.

    Esta Reunião conta com a presença de várias Associações Culturais e Ambientalistas
    (ARPPA, APRIL, Campo Aberto, GAIA, Olho Vivo, Quercus Porto) bem como de personalidades convidadas.
    Ordem de Trabalhos:
    1 – Projecto para a Avenida dos Aliados / Praça da Liberdade
    2 – Informações Várias

    NOTA EXPLICATIVA
    Em finais do passado mês de Abril, a empresa Metro do Porto S.A. iniciou as obras de remodelação da Avenida dos Aliados segundo um projecto adoptado sem qualquer consulta pública e por ajuste directo. Esse projecto prolonga a estética perfilhada pelos da Porto 2001 da substituição da “calçada portuguesa”
    por grandes superfícies cobertas a granito sem qualquer respeito por árvores e zonas ajardinadas. Além da descaracterização e perda patrimonial que estas intervenções significam, o granito agravará notoriamente, como já sucede noutros locais da cidade, as condições climáticas locais, nomeadamente a ilha de calor, com sérias implicações para a qualidade ambiental da cidade.
    Uma intervenção tão radical no coração da cidade do Porto, com impacto relevante no ambiente e nas condições económicas e sociais dos portuenses, nunca deveria ter avançado desta lamentável forma autocrática (Lei n.º83/95). Só uma ampla consulta popular, seguida de concurso público em que fossem claros os valores patrimoniais a preservar, poderia legitimar uma intervenção transformadora na Av. Aliados e Praça da Liberdade.
    Na ausência de um tal procedimento, a Metro do Porto SA dever-se-ia limitar a cumprir o contrato e simplesmente repor a traça original do conjunto.
    Não podemos assistir mudos e quedos a um processo que, por afectar um local tão emblemático, abre as portas a todo o tipo de intervenções arbitrárias na cidade à revelia dos seus cidadãos. Está a circular um abaixo-assinado de protesto que já recolheu um número representativo de assinaturas. As Associações cívicas e os portuenses não podem alhear-se deste movimento.
    A sua presença é importante. Não falte! Exerça o seu direito de cidadania e faça ouvir a sua opinião.

    (…)
    Agradecemos toda a ajuda que possa dar na divulgação da reunião e na recolha de assinaturas.
    Aqui vão alguns atalhos com informação sobre o projecto e as obras em curso.
    (a) Informação oficial da Câmara:
    https://www.cm-porto.pt/pageGen.asp?SYS_PAGE_ID=455902&ID=1373
    https://www.cm-porto.pt/document/449218/477155.pdf
    (b) Imagens das obras, exibindo o contraste entre a calçada portuguesa o
    granito:
    https://campo-aberto.blogspot.com/2005/06/na-avenida-dos-aliados-as-obras.html
    (c) Fotos da Praça da Liberdade ainda não tocada pelas obras:
    https://dias-com-arvores.blogspot.com/2005/06/o-ltimo-vero.html»

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Deixar comentário