• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[PNED] Boletim de 20/IV/2005

[Esta lista tem actualmente 306 participantes inscritos.]

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Quarta, 20 de Abril de 2005
==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações
indicadas.

==========================

Destaque: Música e poesia no Dia Mundial do Livro

A Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim começa, hoje, a comemorar
o Dia Mundial do Livro, que se celebra no próximo sábado. Hoje e
amanhã, a biblioteca promove uma acção de formação sobre literatura
infantil. A iniciativa tem como objectivo promover um contacto com
novas vertentes e novos autores da literatura infantil. O curso é
orientado por Sara Reis de Lima, docente da Universidade do Minho.

No sábado, Dia Mundial do Livro, a biblioteca acolhe um espectáculo
poético-musical intitulado “Ainda não estavam inventadas as mãos”. O
colectivo “Silêncio da Gaveta” vai interpretar textos de António
Ramos Rosa, Artur Cruzeiro Seixas, Joaquim Castro Caldas, Federico
Garcia Lorca, Valter Hugo Mãe e Herberto Hélder, entre outros.

A declamação dos textos, por João Rios, vai ser acompanhada pela
guitarra de José Peixoto. Neste dia, a biblioteca funciona em
horário excepcional, ficando aberta das 14 às 24 horas.

A programação continua na segunda-feira, com o ateliê de leitura
encenada “A árvore livreira”, que tem como público-alvo alunos e
professores do ensino básico.

O projecto da Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim visa estimular
a criação narrativa das crianças e o desenvolvimento da sua
expressão oral e escrita. Pretende-se, assim, que as crianças
participem na construção de várias histórias colectivas através da
associação de ideias, imagens, palavras e adivinhas.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/musica_e_poesia_dia_mundial
_livro.html

==========================
1. Governo quer tirar o metro da porta do Hospital S. João

A secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, irá
propor à Metro do Porto que estude um conjunto de soluções
alternativas na empreitada da Linha Amarela que está a decorrer
junto ao Hospital de S. João. O afastamento das composições da
entrada da unidade hospitalar, permitindo que “a reversão do
material circulante possa ser feita na própria linha, antes de
chegar à frente da porta principal”, é uma das soluções, segundo
revelou, ontem, fonte oficial do Ministério das Obras Públicas,
Transportes e Comunicações.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/governo_quer_tirar_o_metro_
porta_hos.html

==========================
2. Assembleia quer discutir projecto dos Aliados

O projecto de requalificação da Avenida dos Aliados, no Porto, pode
vir a sofrer alguns atrasos. Isto porque a Assembleia Municipal
decidiu, anteontem à noite, definir um período de discussão
pública “abrangente” que envolva não só a autarquia, mas também as
associações da cidade e os munícipes.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/assembleia_quer_discutir_pr
ojecto_al.html

==========================
3. Avanços para o Túnel de Ceuta

O parecer negativo do Instituto Português do Património
Arquitectónico (Ippar) sobre a saída do Túnel de Ceuta na Rua D.
Manuel II, em frente ao Museu Nacional Soares dos Reis, não impediu
a Assembleia Municipal do Porto de aprovar uma recomendação que tem
por base a saída do túnel neste local. “Não se pode resolver o
problema ao arrepio do Ippar, mas assumimos que somos a favor da
saída do túnel neste local”.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=be8bbb65743
1f0f0a9e95a0b730c45b2

==========================
4. “Inaceitável” fim dos CTT na Baixa do Porto

A Assembleia Municipal do Porto considera “inaceitável” o
encerramento do serviço dos CTT no edifício da Praça General
Humberto Delgado, tendo em conta “a desertificação da Baixa
portuense”. Na moção aprovada pela maioria de esquerda lê-se
que “uma contribuição positiva dos CTT para não aprofundar a
desqualificação urbana do centro do Porto é uma exigência
democrática da cidade”. Ainda que partilhem da mesma opinião, os
deputados do PSD e CDS/PP justificaram o seu voto contra por não
puderem obrigar a empresa a permanecer na Baixa e por se escusarem a
aprovar um documento que contesta “os critérios neo-liberais” dos
CTT, uma empresa “sem quaisquer preocupações sociais” para os
deputados de esquerda.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=38936e71105
95cd4e3e987cf0e61a0f9

==========================
5. Pêgo Negro à espera de ATL prometido

A Associação de Moradores do Pêgo Negro continua à espera da
construção do novo espaço prometido para a colocação do ATL. A
execução do troço final do IC 29 – Via Rápida de Gondomar obrigou a
invadir um terreno da urbanização e a demolir as instalações em
Campanhã, no Porto.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/pego_negro_a_espera_atl_pro
metido.html

==========================
6. Baixa aguarda investidores

Sem investimento privado, o projecto de reabilitação da Baixa
portuense não tem pernas para andar. E é, precisamente, para cativar
os agentes económicos que começou, ontem, a ser apresentado o
masterplan da Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana. Um
plano destinado a orientar os investidores, que perspectiva a longo
prazo o que vai acontecer no centro da cidade.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/baixa_aguarda_investidores.
html

O Masterplan estará disponível na Internet a partir da próxima
semana. Quem quiser consultá-lo, basta aceder à página da Porto
Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana www.portovivosru.pt

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/curiosidades.html

==========================
7. Feira da Vandoma muda-se para a Cadeia da Relação

A Feira da Vandoma vai mudar-se, temporariamente, para o Campo de
Mártires da Pátria, em frente à Cadeia da Relação, no Porto. As
obras de requalificação da Alameda das Fontainhas, iniciadas
anteontem de manhã, obrigam à deslocação deste mercado.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/grande_porto/feira_vandoma_mudase_para_a
_cadeia_r.html

==========================
8. Marca própria para parques naturais do Norte

“Parques Com Vida” será a marca colectiva que vai designar um
projecto de promoção territorial para certificação de produtos
regionais e de apresentação de serviços na área do turismo que junta
os quatro parques naturais da zona Norte, Alvão, Gerês, Montesinho e
o do Douro Internacional. O projecto vai ser preparado durante os
próximos seis meses – a candidatura a financiamento comunitário tem
de ser apresentada em Junho – e será desenvolvido ao longo de dois
anos.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/pais/marca_propria_para_parques_naturais
_.html

==========================
9. Jardim da Pampilhosa abre em Maio

O Jardim Público da Pampilhosa, Mealhada, vai ser inaugurado dentro
de um mês. Na visita que decorreu ontem, para dar a conhecer aos
jornalistas o espaço, Carlos Cabral, presidente da Câmara Municipal,
referiu que aquela “é a mais importante operação de requalificação
ambiental alguma vez levada a cabo no concelho”. Com uma área de
cerca de dois hectares e meio, foi investido no jardim mais de meio
milhão de euros, valor que não contabiliza as verbas gastas com a
aquisição e expropriação de terrenos. A intervenção, inserida na
requalificação ambiental da antiga fábrica dos “Químicos”, encerrada
há mais de meio século, é da autoria do arquitecto Sidónio Pardal,
da Universidade Técnica de Lisboa.

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/centro/jardim_pampilhosa_abre_maio.html

==========================
10. Dolce Vita abre ao público totalmente comercializado

O Centro Comercial “Dolce Vita” Coimbra foi inaugurado, ontem, e
abre as portas ao público, hoje, com uma taxa de comercialização de
100%. Integrado no complexo Eurostadium, o centro comercial tem 115
lojas, cinco pisos comerciais, uma área bruta de construção de
73.500 metros quadrados, área bruta locável de 42.500 metros
quadrados e cinco pisos de estacionamento coberto com 2700 lugares.
O “Dolce Vita” Coimbra, da Amorim Imobiliária, representou um
investimento de 100 milhões de euros, criou 1300 postos de trabalho
directos e prevê 10 milhões de visitantes por ano. Inclui também 10
salas de cinema Lusomundo e o hipermercado Jumbo

https://jn.sapo.pt/2005/04/20/centro/dolce_vita_abre_publico_totalment
e_c.html

==========================
11. Produção de milho transgénico requer regras

Os portugueses que quiserem cultivar milho geneticamente modificado
vão ter de enviar uma notificação às autoridades, avisar os
agricultores vizinhos e guardar uma distância de segurança entre
culturas, segundo um projecto de diploma do Governo. A
regulamentação vai a aprovação do Conselho de Ministros amanhã,
confirmou fonte do Ministério da Agricultura. Portugal está
autorizado a produzir 17 variedades de milho transgénico desde a
aprovação deste tipo de culturas pela Comissão Europeia, mas o
arranque desta produção aguarda pela publicação de regulamentação
nacional. Um dos problemas das culturas de Organismos Geneticamente
Modificados (OGM) é a contaminação que pode provocar nas produções
que não empregam esta tecnologia, uma vez que o pólen pode espalhar-
se acidentalmente. Como prevenção, o Governo propõe distâncias
mínimas de isolamento entre culturas, dispensada entre os
agricultores que voluntariamente se associem para constituir zonas
de produção exclusivas de OGM. Na versão do diploma, o Governo impõe
ao agricultor de OGM uma distância de segurança no mínimo de 200
metros em relação a campos com sistema de produção convencional e de
250 metros para os de produção biológica. Se estas distâncias não
puderem ser cumpridas, o diploma possibilita que possam ser
substituídas por um número determinado de linhas de cultivo de milho
(sem OGM).

A regulamentação ainda não foi aprovada, mas o projecto de diploma
já suscitou várias críticas, de que é exemplo uma providência
cautelar do advogado José Sá Fernandes.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=b6d767d2f8ed5d21a44b0e5886680cb9&subsec=&id=54f15488789
3f7bcf0a7ba1b3b739098

==========================
12. Águas termais vão aquecer equipamentos da vila de Monção

A Câmara Municipal de Monção está apostada no lançamento de um
projecto pioneiro de produção de energia geotérmica destinada ao
aquecimento de água e de diversos equippamentos da sede do concelho.
A energia deverá ser produzida utilizando as elevadas temperaturas
das águas minero-medicinais existentes em Monção. Em breve vai ser
feito um novo furo de prospecção de água que deverá atingir uma
profundidade de quinhentos metros.

https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?
pIdNoticia=33899&pIdSeccion=9

==========================
==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias, de O Primeiro de Janeiro, de O Comércio do Porto e do
Público Local Porto e Minho (em um ou pvários dos citados, não
necessariamente em todos).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
campo_aberto@oninet.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============
Links do Yahoo! Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
https://br.yahoo.com/info/utos.html

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário