İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2003

    (Para qualquer problema com esta lista, seguir por favor as instrucoes do rodape
    desta mensagem.)

    Destaque: Morrer da Cura? Pao e Neve

    O metro, segundo teria dito o famoso arquitecto Souto Moura (o autor do abortado
    projecto das torres
    do Parque da Cidade, e de muitas das estacoes do metro, inclusive a do Marquez),
    eh um soro para
    os males da cidade. Mas parte da cidade nao correra o risco de morrer da cura?

    O jardim do Marquez e outros espacos verdes ja experimentaram esse “soro” e o
    resultado nao e
    famoso. Seguir-se-a a Avenida da Boavista e o Jardim da Rotunda? O Vereador do
    Ambiente apenas
    espera o desenlace para saber se pode ou nao construir a projectada casa de cha,
    ou quando e como,
    pelo menos. Quanto ao resto, nao parece discordar do propjecto de fazer passar
    as composicoes pelo
    meio da Rotunda. Ou receara que o acusem de ser contra o metro?

    O metro, que e de facto um electrico mais sofisticado, pode ser bom e esperemos
    que seja. Mas nao
    ao preco do patrimonio arboreo e dos jardins da cidade, uns atras dos outros.
    Isso ficara seguramente
    no seu passivo.

    Por outro lado, nao esquecer que a energia electrica e produzida em grande parte
    gracas a
    combustiveis fosseis. Assim, energeticamente, o balanco nao sera tao evidente
    como se pode julgar a
    primeira vista. Autocarros com combustiveis alternativos poderiam nao ser, em
    certos percursos, uma
    ma solucao. Ha o exemplo de Curitiba para o atestar, hoje um classico de
    urbanismo ambiental
    famoso em todo o mundo. O ponto e que se instale um sistema de transporte
    publico eficiente. Parece
    ter sido esse o caso em Singapura e parece ser essa a via que Londres vai
    trilhar. Talvez seja essa
    afinal a solucao para a Avenida da Boavista: um sistema eficiente de autocarros
    (a gas, electricos ou
    mesmo… solares), prioridade clara aos corredores bus, comodidade e frequencia.
    Porque o metro
    pode resolver alguns problemas, nao se segue que os tem que resolver a todos. E
    sobretudo nao se
    justifica que para isso atropele valores da cidade que tem atras de si uma
    historia e a sua frente um
    futuro.

    Aparte: bastou a neve e ficam sem pao aldeias transmontanas. Todas as aldeias
    tinham os seus
    fornos, colectivos ou familiares. Deixaram de os ter e passaram a ser
    abastecidos pela industria de
    panificacao. Esse progresso trouxe dependencia. E essa dependencia, em situacoes
    de crise
    prolongada, pode ser mais que simples transitoria falta de pao. E o pais e uma
    imagem dessas
    aldeias: mais dependente do que nunca de abastecimento alimentar externo.

    Seguem-se os resumos de noticias de interesse urbanistico/ambiental publicadas
    na edicao
    electronica do JN e Publico, em 20 de Fevereiro de 2003. A seleccao e da
    associacao Campo Aberto.
    Para os textos integrais consultar as referidas paginas ou a respectiva edicao
    em papel.

    PNED = Porto e Noroeste em Debate

    Noticias fora deste ambito geografico podem a titulo excepcional ser incluidas
    por apresentarem
    interesse evidente para questoes relativas ao
    Porto e Noroeste.

    Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2003

    Metro eh “um soro” para tratar cidades doentes

    Ainda por definir como ficarao a Avenida dos Aliados e o Marquez
    hugo silva

    O Metro esta a transformar, por completo, os concelhos por onde passa. Souto
    Moura, arquitecto
    coordenador do projecto, nao tem duvidas e considera mesmo que o novo meio de
    transporte e “um
    soro” para tratar as cidades que “estavam doentes”. Ainda que o Porto, “em
    termos politicos, nao
    estivesse preparado” para acolher a empreitada, que tambem teve de ultrapassar
    uma fase de
    desconfianca da populacao.

    Tres casas de cha ate fim do mandato

    Primeiro equipamento arranca no Parque da Pasteleira
    nuno silva

    A construcao de tres casas de cha em espacos verdes do Porto e um dos objectivos
    do Pelouro do
    Ambiente da Camara a ser cumprido ate ao final do mandato. Rui Sa reiterou tal
    intencao, ontem, no
    decurso de uma sessao de educacao ambiental que teve como cenario o Parque de S.
    Roque. O
    Parque da Pasteleira sera o primeiro a ser servido por aquele tipo de
    equipamento. A empreitada ja foi
    adjudicada e devera arrancar em Abril, com um prazo de construcao de seis meses.
    Seguir-se-a a
    casa de cha do Horto das Virtudes, cujo projecto estara concluido no proximo
    mes. No caso da
    Rotunda da Boavista, tudo ainda esta ainda dependente do projecto do Metro do
    Porto.

    Valor das propriedades sera nivelado

    “O Metro tem papel decisivo na reorganizacao do espaco da Area Metropolitana”.
    Paulo Pinho tem
    trabalhado com a Empresa do Metro na definicao das estrategias a seguir pelo
    projecto em termos de
    transporte e sublinha que o novo meio de transporte devera nivelar os valores
    das propriedades, uma
    vez que vai dar acesso a zonas ate agora desguarnecidas.

    viana do castelo :
    Requalificada praia com nome de barco Espaco natural que deve o nome ao navio
    que ali encalhou
    beneficiado ate fim do ano
    LUIS OLIVEIRA

    A Camara de Viana do Castelo adjudicou a requalificacao da praia do Coral,
    espaco que deve o seu
    nome ao cargueiro chines “Coral Bulker”, que ali encalhou em Dezembro de 2000.

    Publico

    Aldeias Isoladas Ficaram Sem Pao
    Por A.F.

    Ontem pela manha, a maior parte das aldeias do nordeste transmontano, situadas
    em zonas de serra
    ou montanha, acordaram completamente isoladas. O gelo e a neve impediu os
    veiculos de circular, em
    Pombares, concelho de Braganca, e “nem o padeiro conseguiu romper a neve” conta
    Eugenio Pires.
    TEXTO

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário