Destaque: Nuclear – o Crime Continua

    Qualquer pretexto serve para prosseguir a escalada das armas
    nucleares (n.º 6). Antes era a “guerra fria”, agora é o
    neonacionalismo russo. O crime sem nome inaugurado em Hiroxima e
    Nagasaqui ainda é admitido. Tornou-se quase uma banalidade Estados a
    ameaçar outros Estados (ou seja: milhões de seres humanos) com o uso
    efectivo de bombas nucleares a que, dizem, não hesitarão em recorrer.
    A humanidade enloluquecida ou os que a dominam, revelando uma
    profunda patologia da nossa civilização de que tanto alguns se
    orgulham. Não se percebe de que se orgulham, a não ser que sejam
    cegos, surdos e tenham uma pedra no lugar do coração.

    JCM

    ==========================

    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
    é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio.

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
    www.campoaberto.pt
    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592

    ==========================
    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

    ==========================
    Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.
    ==========================
    1. Valongo: Câmara organiza seminário «A Cidade e os Rios»
    Recursos hídricos em discussão

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=6696a2c11a9a2c
    16d6917eccacc47c99

    Agitar consciências e promover a efectiva requalificação dos recursos
    hídricos é o que a Câmara de Valongo propõe concretizar com o
    seminário «A Cidade e os Rios». O encontro internacional começa
    amanhã no Fórum Cultural de Ermesinde.
    ==========================
    2. Espinho promove o uso da bicicleta

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=cdc03fd40c313a
    abf1816548549466a3

    A Câmara Municipal de Espinho vai promover, no âmbito do
    «Circunstâncias – Encontro de Artes de Rua», o 1º Encontro de
    B.T.I.S. – Bicicletas Totalmente Incríveis e Saudáveis. Esta
    iniciativa, que é também uma das actividades de Educação Ambiental da
    Campanha da Bandeira Azul da Europa, quer ser um desafio à
    criatividade de todos os espinhenses e, simultaneamente, alertar a
    população em geral para os benefícios, para a saúde e ambientais, do
    uso da bicicleta. Assim, a autarquia lança o desafio a todos os
    espinhenses, maiores de 8 anos, para recuperarem e transformarem uma
    velha bicicleta num veiculo divertido e original e participarem no
    desfile do 1º Encontro de B.T.I.S.. Os interessados em participar,
    podem pedir mais informações e solicitar a sua inscrição na Divisão
    de Acção Cultural da Câmara Municipal de Espinho.

    ==========================
    3. Vila Real: Projecto da UTAD pretende duplicar plantação no
    Interior Norte
    70 milhões para a castanha

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=a64f253b1c6c98
    cdbf829c42343ab113

    Trás-os-Montes pode duplicar a plantação de souto e aumentar a sua
    produção de castanha. A UTAD está a ultimar um projecto que pretende
    investir 70 milhões de euros na fileira da castanha. O RefCast prevê
    a plantação de cerca de 11 mil hectares de souto.

    ==========================
    4. Paredes de Coura Morte de dez cavalos em Corno de Bico agudiza
    situação da raça
    Garranos cada vez mais em extinção

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=f0e7922d526f08
    332e856d1bb48de0f5

    A morte de dez garranos veio agravar a sua situação. Os cavalos foram
    mortos em plena área da Paisagem Protegida de Corno de Bico ao que
    tudo indica sem motivo aparente. Actualmente existem menos de dois
    mil garranos em Portugal.
    ==========================
    5. Monforte Em causa a autorização de ensaios experimentais com milho
    geneticamente modificado
    Plataforma Transgénicos Fora critica Governo

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/
    op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=e47b118aca33b4
    5e4e2897e659249396

    A Plataforma Transgénicos Fora criticou que o Ministério do Ambiente
    tenha autorizado a realização de ensaios experimentais com milho
    geneticamente modificado (dos tipos 98140 e GA21) solicitados pelas
    empresas Pioneer e Syngenta para Monforte e Ferreira do Alentejo.
    Em comunicado, a organização precisa que a autorização foi concedida
    através da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e alerta que “o
    terreno experimental de Monforte localiza-se numa área classificada
    pertencente à Rede Natura 2000”.
    “Trata-se da Zona de Protecção Especial de Monforte criada pelo
    Decreto Regulamentar 6/2008 especificamente para a protecção de aves
    estepárias, aves essas que usam as culturas de cereais para se
    alimentarem e nidificarem. Assim o milho geneticamente modificado vai
    entrar na alimentação das aves que têm estatuto de protecção o que,
    não sendo ilegal, é ilógico e imoral”, diz a “Plataforma Transgénicos
    Fora”, que integra, nomeadamente, a Associação Ambientalista Quercus.
    Para a Plataforma, a saúde humana também “está em causa com estes
    testes devido à apicultura, abelhas e colmeias”, pois de acordo com
    um estudo científico de investigadores portugueses “uma abelha pode
    atingir zonas a mais de cinco quilómetros e uma única colmeia pode
    abranger uma área de 113 kms”. “Como tal, o mel produzido a vários
    quilómetros de distância dos ensaios pode conter quantidades
    consideráveis de pólen transgénico, o que, para o caso do milho 98140
    que não está estudado nem autorizado para consumo humano ou animal, é
    totalmente ilegal”, sustenta a Plataforma Transgénicos Fora.
    Na perspectiva da organização, a democracia “também sai a perder com
    estas autorizações”, uma vez que “os ensaios são aprovados contra a
    vontade expressa dos órgãos municipais de Monforte, que se opuseram
    unanimemente à sua realização tanto em sede de executivo municipal
    quanto em assembleia municipal”.
    Por outro lado, em Ferreira do Alentejo – queixa-se também a
    Plataforma – não se cumpriram as regras básicas da consulta pública
    que precedeu esta autorização do Ministério do Ambiente, “visto que,
    mais do que uma vez, foi comprovado telefonicamente que a câmara
    municipal não tinha disponível a documentação prevista”.
    Confrontado pela Lusa, o Ministério do Ambiente, através da Agência
    Portuguesa do Ambiente (APA), enviou uma nota com diversos
    esclarecimentos relativamente aos ensaios, entre os quais se refere
    que, “após a avaliação de riscos para a saúde humana e o ambiente” e
    tendo em ponderação todas as entidades consultadas (incluindo o
    Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade), emitiu
    parecer favorável.

    ==========================
    6. Mundial: Estados Unidos não querem ficar para trás relativamente à
    Rússia
    Arsenal nuclear americano é para aumentar

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=8f14e45fceea167a5a36dedd4bea2543&subsec=&id=f379c885541acd
    fe11d0abea7de2351b

    O secretário norte-americano da Defesa, Robert Gates, explicou que o
    arsenal nuclear norte-americano vai certamente crescer nos próximos
    anos, face ao reforço da potência nuclear russa.

    =========================

    7. Litoral Norte recebe 20 milhões de fundos europeus

    https://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?
    Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=956267

    A valorização do Litoral nortenho, de Caminha a Espinho, vai contar
    com quase 20 milhões de euros de fundos comunitários.

    Os contratos foram ontem assinados entre os municípios e o ministro
    do Ambiente, em Leça da Palmeira, Matosinhos. Do Quadro de Referência
    Estratégico Nacional (QREN) foi reservada uma fatia de 19, 7 milhões
    de euros. A estes somam-se os cerca de 6,5 milhões de euros da
    comparticipação das autarquias. No total, o investimento na orla
    costeira atinge os 26 milhões de euros. Desta forma, será possível
    investir, nos próximos dois anos, “o triplo” do que se gastou nos
    últimos dez para requalificação das praias, destacou Carlos Lage,
    presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do
    Norte (CCDRN). A fase que se segue é de implementação, apesar de
    grande parte das obras estar já em execução.

    ==========================

    8. Ponte de Lima: Energia de jardins contagia o ministro do Ambiente

    https://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viana%20do
    %20Castelo&Concelho=Ponte%20de%20Lima&Option=Interior&content_id=952667

    Nunes Correia descontraído na abertura da quarta edição do festival
    2008-05-31
    O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e do
    Desenvolvimento Regional, Francisco Nunes Correia, deixou-se
    contagiar pela energia que dá mote ao Festival Internacional de
    Jardins de Ponte de Lima, já amplamente marcado pela
    internacionalização – de entre os 11 jardins expostos estão
    representados oito países além de Portugal. Na quarta edição, o
    certame aborda a temática “Energias no Jardim”.

    ==========================

    Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    Se quiser consultar os boletins anteriores veja
    https://campoaberto.pt/boletimPNED/

    ==========================
    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
    de Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
    está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
    âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
    Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por José Carlos Marques

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário