• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[Esta lista tem actualmente cerca de 400 participantes inscritos.]

Veja o site da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
contacto@campoaberto.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Gaia/Porto: Flor da aristocracia nasce no frio e dá cor a jardins públicos

O Inverno não é só a estação das árvores despidas, da chuva intensa ou
dos ventos agrestes. É a época em que a camélia, “flor da
aristocracia”, desponta para reinar nos jardins da região. A planta de
origem Oriental, que conquistou os ingleses e as famílias portuguesas
ilustres com quintas no Porto e em Gaia, não abandonou as cidades e
vive hoje, em alguns casos com mais de 300 anos, nos jardins públicos
do Palácio de Cristal (Porto) e do Solar dos Condes de Resende, em
Canelas (Gaia).

https://jn.sapo.pt/2008/02/06/porto/flor_aristocracia_nasce_frio_e_cor_a.html

==========================
2. Porto: Azulejos estão a cair aos bocados

Estão a cair aos bocados alguns painéis de azulejos históricos do
Porto. Na Estação de S. Bento tardam as prometidas obras de restauro e
na frontaria da igreja de Santo Ildefonso, à Batalha, existem “sinais
de destruição preocupantes”. Numa das fachadas da capela das Almas,
nas ruas de Santa Catarina e de Fernandes Tomás , caíram 12 azulejos e
na Sé Catedral, “desapareceram dezenas” de azulejos das capelas de S.
Vicente e da Pièta. “Não estamos a acautelar como devíamos o
património da azulejaria portuense”, disse, ao JN, o investigador e
padre Alexandrino Brochado, reitor da capela das Almas.

https://jn.sapo.pt/2008/02/06/porto/azulejos_porto_estao_a_cair_bocados.html

“Cenário desolador” traduz falta de atenção pelo património
https://jn.sapo.pt/2008/02/06/porto/cenario_desolador_traduz_falta_atenc.html

Avisos do padre não foram escutados e “15 obras de arte” soltaram-se para a rua
https://jn.sapo.pt/2008/02/06/porto/avisos_padre_foram_escutados_e_15_ob.html

Restauro das “bonitas figuras” custará cerca de 180 mil euros
https://jn.sapo.pt/2008/02/06/porto/restauro_bonitas_figuras_custara_cer.html

==========================
3. Canoístas no Tua contra barragem

Cerca de três dezenas de canoístas de todo o país concentraram-se
ontem no Tua para divulgar o potencial do rio transmontano para a
prática da canoagem em águas bravas e protestar contra a construção de
uma barragem. “Pretendemos alertar para a importância que este rio tem
na política do Turismo desta região”, explicou Leonel Castro, da
organização. O rio Tua é “dos poucos rios em Portugal que permite a
prática de Águas Bravas durante todo o ano, sendo uma excelente
oportunidade de negócio para as empresas de descidas em rafting que
ainda não está explorada”, acrescentou. O grupo fez a descida entre
Brunheda e a foz do Tua, zona conhecida como “garganta do Tua” e,
segundo Leonel Castro, “um dos percursos mais espectaculares do país”.

https://jn.sapo.pt/2008/02/06/norte/canoistas_tua_contra_barragem.html

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias, do Público e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de
outros jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
contacto@campoaberto.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Paulo Araújo

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário