İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe. Divulgue!

    ==========================
    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o
    que é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio.

    Peça informações:
    contacto@campoaberto.pt

    ==========================

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Terça-feira, 14 de Agosto de 2007

    ==========================

    Para os textos integrais das notícias consultar as ligações
    indicadas.

    ==========================
    1. Etapa da Volta a Portugal preocupa Plataforma ambiental

    A caravana da Volta a Portugal sobe hoje à Torre, mas o impacto que
    a penúltima etapa pode ter na área protegida está a preocupar a
    Plataforma pelo Desenvolvimento Sustentável na Serra da Estrela.

    Formado por associações de cariz ambientalista dos distritos da
    Guarda e Castelo Branco, este organismo teme sobretudo o
    comportamento do público e da caravana, que podem causar “danos
    irreparáveis” no património ambiental do maciço central.

    Na véspera daquela que é considerada a etapa ‘rainha’, a Plataforma
    apelou aos “apaixonados” pela Volta para que não abandonem lixo, nem
    façam pinturas de apoio aos ciclistas nas rochas, além de não
    estacionarem os carros fora da estrada, pois “há locais específicos
    para o fazer”. Em comunicado, é também recomendado que não se faça
    fogueiras, enquanto espectadores e agentes publicitários são
    aconselhados a recolher o lixo provocado pela passagem da
    caravana. “Deve evitar-se a distribuição de bandeirinhas e panfletos
    na área do Parque Natural, que são tradicionalmente abandonados no
    local depois da etapa”, defende a Plataforma. A RTP também não
    escapa, já que lhe é pedido um “especial cuidado” com a instalação
    do estúdio móvel na Torre.

    Para José Maria Saraiva, da associação Amigos Serra da Estrela
    (ASE), que integra a Plataforma, todos estes cuidados são poucos
    para evitar os impactos negativos decorrentes dos resíduos deixados
    pela caravana, espectadores e o estacionamento desordenado em zonas
    de vegetação protegida. “A Volta é bem-vinda, o que nos preocupa é o
    comportamento de milhares de pessoas, e nomeadamente das acções
    publicitárias, numa zona sensível do parque”, afirma. “A serra não
    se limpa a si própria”, ironiza, defendendo que cada espectador e
    entidade participante na corrida “deve ser responsável por recolher
    o lixo que produz e levá-lo para as zonas urbanas, onde há recolha”.

    Na sua opinião, com estes comportamentos estão em risco sobretudo os
    cervunais, os prados com vegetação que só se encontra na serra da
    Estrela e são responsáveis por fixar o solo, mas cuja destruição
    afecta a vida natural envolvente. “As pessoas podem pensar que não é
    grave passar por cima de alguma vegetação e, sem saberem, estão a
    destruir flora importante”, alerta.

    https://jn.sapo.pt/2007/08/14/norte/etapa_volta_a_portugalpreocupa_pla
    ta.html

    ==========================
    2.CCDR-N está a analisar amostras de água das praias de Matosinhos

    O Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR endereçou
    para o Tribunal de Matosinhos e Ministério Público o caso que
    envolve a refinaria Petrogal como culpada pela descarga de
    hidrocarbonetos nas águas matosinhenses, ocorrida na semana passada.

    Ao longo da noite, foram efectuadas limpezas, e não houve nenhuma
    praia suja, excepto uma zona, onde o mau cheiro também foi
    inevitável”. Fonte da CCDR-N adianta que “os resultados das análises
    à qualidade da água nas duas praias serão conhecidos nos próximos
    dias”. Contudo, avança a mesma fonte, ” prevê-se que as
    consequências desta ocorrência sejam limitadas”. No documento lê-se
    ainda que a Comissão está a “acompanhar a ocorrência”, sublinhando
    que foi activada “de imediato uma operação de limpeza da ribeira
    pela autarquia e pela empresa”. “A CCDR-N encontra-se ainda a
    acompanhar a execução das obras de requalificação e melhoramento do
    desempenho ambiental em curso na empresa, que são decisivas ao
    processo do seu licenciamento ambiental, cuja autoridade é a Agência
    Portuguesa de Ambiente”, termina a missiva.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=de5d3c7b9cc
    c9841bbcbd0a6bd22171e

    ==========================
    3. Junta de Perafita quer referendo sobre os efeitos da Petrogal

    Poluição. Descargas sucessivas de hidrocarbonetos. Uma explosão na
    operação da monobóia, em 1998 (causou um morto), e outra
    no “pipeline”, em 2004, com 30 feridos. Tem sido este o cenário da
    história da refinaria de Leça da Palmeira, em Matosinhos. Uma semana
    depois de mais duas descargas na praia da Aldeia Nova, a Junta de
    Perafita exige um referendo à população sobre a continuidade das
    instalações petrolíferas.

    Ao lado do eleito de Perafita, estão, uma vez mais, os presidentes
    de junta de Matosinhos, Leça da Palmeira e Lavra.

    A Associação Ambiental Obeliscos também concordou com a opinião
    manifestada pelos autarcas e mostrou-se “disponível” para participar
    no referendo às populações “Ao longo dos anos, têm existido
    demasiadas faltas e atropelos ao ambiente por parte da Petrogal. As
    descargas poluentes sucedem-se ao longo da costa. As pessos têm todo
    o direito a ter uma opinião”, concluiu o geógrafo Cristiano Veloso,
    dirigente da “Obeliscos”.

    https://jn.sapo.pt/2007/08/14/porto/junta_perafita_quer_referendo_sobr
    e_.html

    ==========================
    4. Grupo do Norte quer referendar aeroporto e TGV

    Um grupo de cidadãos da região Norte do país enviou, ontem, uma
    carta aos líderes dos partidos com assento parlamentar apelando à
    realização de um referendo sobre o novo aeroporto de Lisboa e o
    comboio de alta velocidade.

    O documento enviado aos líderes dos partidos com assento parlamentar
    surge na sequência das cartas de igual teor que este grupo de
    cidadãos endereçou no início de 2006 a todos os deputados.

    https://jn.sapo.pt/2007/08/14/primeiro_plano/grupo_norte_quer_referend
    ar_aeroport.html

    ==========================

    Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    Se quiser consultar os boletins atrasados veja
    https://campoaberto.pt/boletimPNED/

    ==========================
    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
    de Notícias, do Público e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente
    de outros jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
    está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
    âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
    Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
    contacto@campoaberto.pt
    telefax 229759592
    Apartado 5052, 4018-001 Porto

    Selecção hoje feita por Maria Carvalho

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário