Comente, participe. Divulgue!
    ==========================
    Caro Leitor do Boletim Diario PNED:

    Se ainda nao o ‘e, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o
    que e’ e faz
    a Campo Aberto, e se julga util apoia-la, faca-se socio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os socios tambem
    recebem).

    ==========================

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das noticias de ambiente e urbanismo em linha

    Sexta, 15 de Junho de 2007

    ==========================

    Para os textos integrais das noticias consultar as ligacoes indicadas.

    ==========================

    1. Internacional: Governos africanos proíbem comercialização do marfim

    Os países africanos decidiram ontem não legalizar a comercialização do
    marfim de elefante durante os próximos nove anos, numa cimeira que
    decorre desde 3 de Junho, em Haia, na Holanda, refere a Reuters. Assim,
    mantém-se a lei em vigor desde 1989.

    Os 171 países da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies em
    Vias de Extinção (CITES) acordaram uma última venda do material ar-
    mazenado no Botswana, Namíbia, África do Sul e Zimbabwe, em que os
    lucros reverterão a favor da protecção da espécie.

    Foi igualmente autorizado um número limite de vendas de animais vivos,
    pele e pêlo, objectos em couro e pequenas peças em marfim.

    As negociações foram marcadas por fortes discrepâncias entre as várias
    nações, adiando a decisão para o penúltimo dia de conferências. Enquanto
    o Quénia e o Mali defendiam a interdição da prática por 20 anos, os
    países do Sul do continente sugeriam a sua legalização.

    “Esta solução africana para um problema africano marca um importante
    passo para a protecção da vida selvagem”, declarou o secretário-geral
    do CITES, Willem Wijnstekers. Resta ainda um dia de negociações e é
    possível que se alcance uma maioria de dois terços de assinaturas no
    acordo, que poderá ainda sofrer alterações.

    https://jornal.publico.clix.pt/default.asp?url=search%2Easp%3Fweb%3DEI%26q%3DPesquisa%26check%3D1

    ==========================

    2. Barragem de Montargil: Quercus denuncia violação do plano de
    ordenamento e da REN

    A associação ambientalista Quercus acusa a Câmara Municipal de Ponte de
    Sor de ter licenciado uma obra turística que viola o Plano de
    Ordenamento da Albufeira de Montargil e a Reserva Ecológica Nacional.

    https://ecosfera.publico.pt/canal.aspx?idCanal=2101&tp=noticias

    ==========================

    3. Internacional: Criação de animais extingue espécies

    A criação cada vez mais industrializada está a ameaçar a diversidade de
    animais, segundo um relatório da Organização das Nações Unidas para a
    Alimentação e Agricultura (FAO). Estima-se que pelo menos uma raça
    doméstica tenha desaparecido em cada mês nos últimos sete anos.
    Está a ocorrer “uma erosão genética”, advertem especialistas da FAO, que
    referem o desaparecimento de espécies devido à selecção de algumas
    variedades pela indústria intensiva de pecuária e avicultura. Tal
    selecção, para maior produtividade e uniformização dos produtos, está a
    pôr em causa a continuidade de pelo menos um quinto das raças bovinas,
    caprinas e suínas, com risco também para muitas espécies de aves.
    A FAO chama a atenção para o facto de as escolhas industriais excluírem
    animais que, não sendo dos mais produtivos, transportam em si
    características únicas, como a resistência às doenças e a tolerância a
    condições climatéricas adversas.

    https://jn.sapo.pt/2007/06/15/sociedade_e_vida/criacao_animais_extingue_especies.html

    ==========================

    4. Porto: Centro histórico não tem um plano de emergência

    Falta um plano de emergência contra fogos para a zona histórica do Porto
    e, em geral, a acessibilidade dos veículos de socorro no concelho
    enfrenta os mais variados obstáculos. O diagnóstico, avançado por
    representantes dos bombeiros num seminário sobre protecção civil e
    urbanismo, é preocupante, mas os profissionais do sector acreditam que
    poderá, em breve, ser ultrapassado.

    Para Vitor Martins Primo, comandante dos Bombeiros Sapadores do Porto,
    são inúmeros os obstáculos a uma eficaz intervenção de protecção e
    urgência. Tomando como base de análise o Porto, mas generalizando as
    preocupações ao resto do país, lamentou, por exemplo, a falta de planos
    de emergência para centros históricos. Por sua vez, o presidente da
    Autoridade Nacional de Protecção Civil, Miguel Correia da Silva,
    destacou que vão propor a revisão do respectivo regulamento, que “não é
    eficaz”. Ruas estreitas, de difícil acesso, e com muitos residentes
    idosos, é um perfil que aumenta a preocupação perante o risco de
    incêndio ou sismo. Neste momento, as atenções estão viradas para o novo
    regulamento geral. A regulamentação sobre zonas históricas ainda não foi
    revista, devido à sua forte componente urbanística

    https://jn.sapo.pt/2007/06/15/porto/centro_historico_tem_plano_emergenci.html

    ==========================

    5. Porto: Toneladas de lixo no Leça

    Num troço do rio Leça com apenas um quilómetro, entre a ponte da
    Travagem e o limite do concelho de Valongo, em Ermesinde, as equipas de
    limpeza recolheram 300 quilos de sucata, cinco toneladas de resíduos
    indiferenciados, 20 pneus e 190 toneladas de terra e vegetação. Foram
    detectadas, ainda, 14 descargas ilegais para as águas, sendo que pelo
    menos seis são poluentes “de certeza”, afirmou o vereador do Ambiente da
    Câmara de Valongo, José Luís Pinto. O projecto Corrente Rio Leça começa
    a a ter resultados visíveis. E ainda falta limpar mais sete quilómetros
    de rio. A intervenção na freguesia de Alfena começa às oito horas de
    amanhã.

    https://jn.sapo.pt/2007/06/15/porto/toneladas_lixo_leca.html

    ==========================

    6. Porto: Serviço online para recrutar voluntários

    A Câmara do Porto lançou, ontem, o Serviço Municipal de Apoio ao
    Voluntário (SMAV), uma espécie de bolsa “online” para cruzar candidatos
    a voluntariado e vagas abertas por organismos e instituições.

    O serviço, acessível 24 hora por dia em www.cm-porto.pt, surgiu depois
    de se constatar, no Gabinete do Munícipe, o interesse de “muitas
    pessoas” em saber as instituições que precisam de voluntários. O SMAV
    vai funcionar, também, aos dias úteis, na loja do munícipe.

    Na apresentação do serviço, a directora do Gabinete do Munícipe, Olga
    Maia, referiu que um estudo recente realizado na cidade do Porto revelou
    que um em cada seis portuenses exerce voluntariado e que 80% dos
    munícipes fazem-no, pelo menos, uma vez por mês.Com o novo serviço, o
    utilizador pode ver que instituições necessitam de voluntários e o tipo
    de serviço que pretendem. Pode também fazer a reserva online, depois de
    se registar. Num máximo de cinco dias, os candidatos que fazem reservas
    são chamados pela instituição ou organismo que recruta para uma
    entrevista.

    O sistema não aceita candidaturas que não se enquadrem nas ofertas
    existentes para que possa haver sempre seguimento dos processos. Com o
    SMAV vai ainda ser possível fazer uma monitorização do serviço de
    voluntariado no Porto.

    O novo serviço foi elogiado pela Primeira Dama, Maria Cavaco Silva, que
    considerou que o combate à pobreza e exclusão social não deve ser uma
    acção exclusiva do Estado. “Às vezes dar uns minutinhos pode ter um
    grande impacto na vida das pessoas”, referiu, elogiando a atitude da
    Câmara e lembrando que, embora sejam as “grandes obras que enchem o olho
    de quem passa, são os pequenos gestos que enchem o coração de quem
    sofre”.

    Para o presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, o voluntariado representa
    “um conjunto de valores”, designadamente “o gosto de ajudar os outros” e
    “a necessidade de alguém se sentir útil”.

    https://jn.sapo.pt/2007/06/15/porto/servico_online_para_recrutar_volunta.html

    ==========================
    ==========================
    Para se desligar ou religar veja informacoes no rodape da mensagem.

    ==========================
    INFORMACOES SOBRE O BOLETIM INFOPNED:
    Acima apresentam-se sumarios ou resumos de noticias de interesse
    urbanistico
    ou ambiental publicadas na edicao electronica do Publico, Jornal de
    Noticias e de O
    Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais ou fontes de
    informacao).

    Esta lista foi criada e e’ animada pela associacao Campo Aberto, e
    esta
    aberta a todos os interessados socios ou nao socios. O seu ambito
    especifico sao as questoes urbanisticas e ambientais do Noroeste,
    basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Para mais informacoes e adesao ‘a associacao Campo Aberto:
    contacto@campoaberto.pt
    telefax 229759592
    Apartado 5052, 4018-001 Porto

    Seleccao hoje feita por Celina Raposo

    -> danielpc@fastmail.fm

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário