• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio.

Peça informações a:
campo_aberto@oninet.pt

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
www.campoaberto.pt
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592

======================
==========================
BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Terça-feira, 10 de Abril de 2007

==========================
Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.
==========================
==========================
1. Opinião1: Uma Comisão Regional de Turismo do Norte

A Região Norte de Portugal tem características únicas para ser um
destino turístico de excelência. Mas não o é. Falta-lhe, tão só, uma
liderança estratégica. Vejamos.

https://jn.sapo.pt/2007/04/10/norte/uma_comisao_regional_turismo_norte.html

==========================
2. Opinião2: Jardim Botânico – engenho e responsabilidade social

Noticiou o JN, na semana passada, que o Jardim Botânico tem
ressurreição à vista. Depois do anúncio de fecho aos fins-de-semana,
por falta de verbas, as soluções divulgadas – embora ainda em estudo –
são, simultaneamente, motivo de satisfação e entusiasmo. Satisfação
porque, perecendo o Botânico em virtude dos cortes orçamentais no
ensino superior e da absurda falta de autonomia orgânica, se avista
desfecho positivo para um problema complexo. Entusiasmo, dado que a
aparente disponibilidade de uma empresa de construção para garantir
os encargos com a vigilância do espaço, revela uma responsabilidade
social pouco comum. Aqui, destaco ainda a desassombrada intervenção
da directora do Departamento de Botânica da FCTUC que, à míngua de
outros apoios, tomou a iniciativa. A necessidade e a vontade genuína
aguçam, de facto, o engenho. Mesmo quando em volta se encolhem os
ombros e se argumenta com o inefável calvário das dificuldades
financeiras.

Estamos, assim, perante duas boas notícias. Ambas reveladoras do que,
a um tempo, engenho e responsabilidade social, podem trazer. Oxalá se
concretizem.

https://jn.sapo.pt/2007/04/10/pais/jardim_botanicoengenho_e_responsabil.html

==========================
3. Matosinhos: Novos acessos à ponte móvel com mais áreas verdes

Os acessos à ponte móvel de Leixões, em Matosinhos, vão permitir
aumentar a área verde e “preservar quase na totalidade o espaço
projectado pelo arquitecto Fernando Távora”. A Administração dos
Portos do Douro e Leixões (APDL) apresentou uma nova solução à Câmara
que passa pela construção de uma rotunda oval no lado de Leça da
Palmeira. Para o lado contrário, na freguesia de Matosinhos, é
sugerida uma malha viária em forma de “lágrima” para disciplinar o
trânsito. A proposta será analisada hoje pelo Executivo.

https://jn.sapo.pt/2007/04/10/porto/novos_acessos_a_ponte_movel_mais_are.html

==========================
4. Rússia: Central nuclear flutuante em 2010

A Rússia começou a construir a primeira central nuclear flutuante do
Mundo, que produzirá energia em 2010, anunciou ontem o vice primeiro-
ministro russo, Serguei Ivanov, indicando que o país poderá vir a
exportar este tipo de centrais. A primeira central fornecerá
electricidade aos estaleiros navais de Severodvinski, porto do Norte
da Rússia, mas, segundo Ivanov, “existem planos para construir sete
centrais dessa classe, que poderão ser utilizadas no Norte da Rússia
e no Extremo Oriente”. Entretanto, já há vários países interessados
em adquirir centrais nucleares flutuantes russas, disse o vice-chefe
do Governo. Segundo a Imprensa russa, a China é um dos compradores
mais interessados, tendo por isso investido no projecto. “É
importante que a tecnologia utilizada nestas centrais seja a mais
moderna”, afirmou Vladimir Putin.

A central flutuante, que utilizará urânio pouco enriquecido (5%),
contará com dois reactores, com uma potência de 70 megawatts e gerará
o mesmo volume de energia que uma central atómica terrestre. Além de
poder fornecer electricidade a uma cidade com 250 mil habitantes, a
central poderá ser utilizada para a dessalinização de água do mar e
aquecimento, permitindo economizar, anualmente, 200 mil toneladas de
carvão e 100 mil de petróleo. A central enriquecerá o urânio a menos
de 20%, o que faz com que não viole os acordos com a Agência
Internacional de Energia Atómica.

Em 1968, os Estados Unidos da América puseram em funcionamento uma
central flutuante no Canal do Panamá, mas foi desactivada em 1976
devido aos altos custos de manutenção.

https://jn.sapo.pt/2007/04/10/sociedade_e_vida/central_nuclear_flutuante_2010.html

==========================
==========================
Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins anteriores veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário