[Esta lista tem actualmente cerca de 400 inscritos.]

    Veja o site da Campo Aberto:
    https://www.campoaberto.pt/

    Comente, participe, divulgue.

    ====

    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e
    faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações:
    campo_aberto@oninet.pt

    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    ====
    ====
    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    ====

    Domingo, 21 de Janeiro de 2007

    ====
    1. DESTaQUE – construções no Parque Natural do Litoral Norte
    Câmara licencia moradia nas dunas de Esposende

    O director do Parque Natural sacode a responsabilidade para a
    autarquia. O presidente da câmara diz-se impotente para travar a obra.
    O que é certo é que está
    já em construção, em plenas dunas da praia Suave Mar, uma casa com dois pisos

    A Câmara Municipal de Esposende licenciou a construção de uma moradia
    em plenas dunas da praia Suave Mar, a mais importante do concelho. O
    licenciamento, segundo a autarquia e a direcção do Parque Natural do
    Litoral Norte (PNLN), não viola o Plano Director Municipal, nem as
    regras definidas no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), mas
    o que é certo é que a empreitada é considerada por vários sectores da
    vida política local e estruturas ambientais como “um verdadeiro
    atentado” à conservação do cordão dunar, protegido desde 1987.
    (…)
    Local foi alvo de protecção por parte do PNLN
    A construção obriga à remoção de toneladas de areia, que integravam a
    zona dunar. O local tinha sido, ainda há pouco tempo, alvo de
    protecção por parte do PNLN, com a preservação da vegetação natural e
    o encerramento da zona ao pisoteio. Para isso, o PNLN construiu um
    passadiço, que obriga a que o acesso à praia seja feito sobre os
    terrenos protegidos.

    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2007&m=01&d=21&uid=&id=117666&sid=13038

    ====
    2- PORTO
    Sem margem de erro
    iNDAGAÇÕES rui moreira

    Os resultados da requalificação do centro só serão visíveis daqui a
    alguns anos. A reabilitação de alguns quarteirões está em marcha e o
    elevado preço de transacção de alguns imóveis é sintoma de que o
    sector privado acredita que o modelo tem “pernas para andar”, mas
    pode, também, inflacionar os preços e fazer com que atinjam preços
    proibitivos. É preciso que haja uma oferta consentânea com as camadas
    da população que procuram a sua primeira habitação e por isso gozam de
    maior mobilidade.

    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2007&m=01&d=21&uid=&id=117664&sid=13038

    ====
    3.PORTO
    Carvalhido com plano para renascer de novo

    Foi em tempos um arrabalde a norte da cidade do Porto e é hoje uma das
    zonas mais frequentadas do concelho, ao ponto de movimentar
    diariamente mais gente que a própria Baixa. O Carvalhido é um bairro,
    um lugar da freguesia de Paranhos, que cresceu de forma pouco
    articulada e que espera por uma intervenção de fundo, que arrancará
    ainda este mês. Novas vias e equipamentos vão alterar este pequeno
    burgo através de um projecto pensado de raiz.

    https://dn.sapo.pt/2007/01/21/cidades/carvalhido_plano_para_renascer_novo.html

    ====
    4. PORTO
    Quantos negócios pode albergar uma casa? Artes em Partes acolhe no mesmo edifício vários tipos de estabelecimentos comerciais

    “É preciso mexer o Porto. Está muito morto!”. As palavras são de
    Marina Costa, responsável pelo edifício Artes em Partes, situado na
    Rua de Miguel Bombarda, no Porto. O local, que existe há oito anos,
    abriga uma série de espaços galerias de arte, lojas de discos ou de
    mobiliário, entre outros. A preocupação com a estética é nítida. Para
    Marina Costa, na cidade, “faz falta uma oferta diurna de coisas
    diferentes, que não sejam centros comerciais”.

    https://jn.sapo.pt/2007/01/21/porto/quantos_negocios_pode_albergar_casa.html

    ====
    5. PORTO
    O que o Grande Porto ambiciona fazer com os milhões da Europa
    https://jn.sapo.pt/2007/01/21/norte/o_o_grande_porto_ambiciona_fazer_os_.html

    ====
    6. MATOSINHOS
    Dez milhões para requalificar a costa

    A câmara municipal demoliu, ontem de manhã, o bar da Praia de
    Fuzelhas, em Leça da Palmeira, e uma construção na Praia do Cabo do
    Mundo. Guilherme Pinto salientou que até à época balnear de 2008 vão
    ser investidos 10 milhões de euros na requalificação da orla costeira.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=182be0c5cdcd5072bb1864cdee4d3d6e&subsec=&id=bc75d07578b43b038bd9e6a478f15984

    ====
    6. MATOSINHOS
    Despoluição do Leça no impasse

    Guilherme Pinto defende que o projecto de despoluição e requalificação
    do rio Leça seja assumido pela Junta Metropolitana do Porto enquanto
    estrutura que agrega todos os municípios atravessados pelo curso de
    água. A JSD critica o esquecimento a que o projecto foi votado.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=182be0c5cdcd5072bb1864cdee4d3d6e&subsec=&id=27f06e19535eb59c057a132b47304133

    ====
    7.Novas linhas da STCP motivam protestos em Lavra e em Leça do Balio
    Rede antiga devia voltar?

    Leça do Balio e Lavra foram duas das freguesias onde a população saiu
    à rua, no sábado, para protestar contra as linhas de autocarro
    implantadas pela STCP no início do ano. Em qualquer um dos casos, as
    populações exigem o regresso da antiga rede.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=182be0c5cdcd5072bb1864cdee4d3d6e&subsec=&id=d8686d33d502e466c748d8ed2b47040d

    ====
    8. FOTOGRAFIA- exposição
    Cortejar os enigmas da intemporalidade
    Cada paisagem é um registo único. As fotografias de Castello-Lopes
    agarram o olhar ao primeiro contacto. Há sempre um pormenor a reter e
    uma história a construir.

    Fotografia
    (In)Temporalidades
    de Gérard Castello-Lopes
    SÃO JOÃO DA MADEIRA
    Paços da Cultura
    Todos os dias 10h00/24h00
    Até 28 de Fevereiro

    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2007&m=01&d=21&uid=&id=117673&sid=13038

    ====
    9. BRAGA
    Fazer ginástica a subir o escadório do Bom Jesus

    https://jn.sapo.pt/2007/01/21/minho/fazer_ginastica_a_subir_o_escadorio_.html

    ====
    10. Trás-os-Montes, Douro, Tâmega e Marão vão juntar-se numa nova região de turismo

    Douro e Trás-os-Montes será a designação da nova região de turismo, que irá aglutinar um total de 52 municípios.

    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2007&m=01&d=21&uid=&id=117671&sid=13038

    ====
    11. ESTARREJA
    Uma visita à laguna em busca das lontras

    Paciência e tempo” é a principal recomendação para quem aceitar o
    desafio de descobrir os “segredos dos esteiros” da zona lagunar de
    Salreu, em Estarreja, distrito de Aveiro, um valioso ecossistema que
    guarda espécies raras, algumas muito esquivas ao olhar humano.

    https://dn.sapo.pt/2007/01/21/cidades/uma_visita_a_laguna_busca_lontras.html

    ====
    12. Parque Nacional da Peneda-Gerês
    Abandonaram Lisboa paraestudar os lobos na serra

    Anabela Moedas e Pedro Alarcão pretendem, no final do seu trabalho de
    campo, escrever um livro sobre o lobo ibérico
    ínhamos encontro marcado para as 10 horas, no centro de Castro
    Laboreiro. À medida que subimos a serra, a paisagem vai mudando, o ar
    torna-se mais frio, e os ouvidos acusam os efeitos da altitude. Mas
    vale, decididamente, a pena. As fragas e os penedos desta zona que
    integra o Parque Nacional da Peneda-Gerês tornam a paisagem dura, mas
    bela. Pedro Alarcão e Anabela Moedas são jornalistas. Trabalhavam como
    free-lancers na revista “Fórum Ambiente” e a paixão pela natureza e um
    animal em especial levou-os a deixarem a cidade de Lisboa e
    instalarem-se ali, na serra. O único e firme objectivo desta mudança
    radical foi o de estudar o lobo ibérico e escrever um livro sobre esta
    espécie ameaçada.

    https://jn.sapo.pt/2007/01/21/minho/abandonaram_lisboa_paraestudar_lobos.html

    ====
    ====
    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresenta-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias e de O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por Manuela D.L.Ramos

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

    www.campoaberto.pt
    campo-aberto.blogspot.com

    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

    Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

    Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

    Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

    Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário