• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

30 de Junho, 21:30 : próximo debate do ciclo

Reflectir o Porto e a região metropolitana do Porto

Na Casa da Cultura de Paranhos (Largo do Campo Lindo, 7, junto à PSP)

«Cidadania, Movimento Associativo e Democracia Participada e Transparente»
=================================
Abertura da Sede da Campo Aberto
quartas-feiras
das 14:30 às 20:00
das 21:30 às 23:00
segundas-feiras
das 14:30 às 17:30
Horários válidos em Junho. Para Julho e Agosto horários serão divulgados
oportunamente

=================================

[Esta lista tem actualmente 387 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
https://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe, divulgue.
[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
https://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Sábado, 10 de Junho de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Bruxelas dá nota muito positiva à qualidade das águas balneares

Quase 98 % das praias portuguesas apresentavam, em 2005, águas limpas ou que, pelo menos, respeitavam os padrões ambientais mínimos exigidos pela União Europeia, revela o relatório anual da Comissão de Bruxelas sobre a qualidade da água nas praias europeias.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/sociedade_e_vida/bruxelas_nota_muito_positiva_a_quali.html

Melhores praias
https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=b6d767d2f8ed5d21a44b0e5886680cb9&subsec=&id=299d4d71a934328a2c85d3fbce52642c

==========================
2. Quercus preocupada com omissão de praias

Uma das preocupações da Quercus, reafirmada ontem naquele relatório, é a de que várias praias estejam a sair da lista oficial de zonas balneares.

“Desde há 10 anos que várias praias têm deixado de ser classificadas como zonas balneares, alegando-se os motivos referidos mas também a falta de água, obras, necessidade de saneamento básico ou mesmo a sua destruição para construção por exemplo de portos de recreio”, refere a Quercus em comunicado.

Os ambientalistas lembram que, em Abril deste ano, a Comissão Europeia iniciou um processo de infracção contra Portugal por omissão de algumas praias na lista oficial das zonas balneares que têm de ser sujeitas às regras comunitári as de controlo da qualidade da água.

“O problema é que são retiradas da lista precisamente praias que deveriam ser melhoradas e que, em vez disso, passam a não existir oficialmente apesar de os banhistas as continuarem a frequentar”, adiantou aquele responsável.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/sociedade_e_vida/quercus_preocupada_omissao_praias.html

==========================
3. Marcha em duas rodas para exigir segurança

A criação de uma classe de motociclos nas portagens, a redução do IVA nos equipamentos pessoais de segurança e o cumprimento da “Lei dos Rails” (regulamentada no ano passado) são algumas das dez reivindicações constantes do manifesto.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/nacional/marcha_duas_rodas_para_exigir_segura.html

==========================
4. Poluição das vacarias será analisada

Matosinhos e Vila do Conde vão querer saber até que ponto as descargas feitas pelas vacarias estão a poluir os rios dos dois concelhos e encontrar soluções para os problemas que venham a ser encontrados. Para isso, vão ser estudadas as descargas feitas pelas vacarias, sobretudo as existentes ao longo das margens do rio Onda, um curso de água nos limites dos dois concelhos, adiantou ontem à Lusa Joana Felício, vereadora de Ambiente da Câmara de Matosinhos e membro do Conselho Metropolitano do Ambiente.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/porto/poluicao_vacarias_sera_analisada.html

==========================
5. Oito escolas vão ser encerradas

A Câmara de Vila do Conde anunciou a intenção de encerrar oito escolas do primeiro ciclo do Ensino Básico (EB1) e alunos serão integrados em quatro novos complexos escolares. Das conclusões da Carta Educativa (CE), apresentada ontem, fazem a ainda parte a construção de uma nova EB 2,3 e Secundária na zona Sul do concelho, bem como ampliações nas escolas existentes, num investimento de 26,9 milhões de euros, para concluir em dez anos.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/porto/oito_escolas_ser_encerradas.html

==========================
6. Demolição do prédio Coutinho é irreversível

O ministro do Ambiente, Nunes Correia, garantiu, ontem, que a demolição do prédio do Coutinho é mesmo para levar até ao fim. E mostrou a convicção que ela pode ser concretizada até ao final do ano.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/minho/demolicao_predio_coutinho_e_irrevers.html

==========================
7. Ministro deu posse ao novo director do Parque

O ministro do Ambiente deu, ontem, posse, no Governo Civil de Braga, ao novo director do Parque Nacional da Peneda Gerês. Nunes Correia lembrou a todos os presentes que o parque “é o único do país com classificação de nacional”, com “características muito próprias em termos de fauna e flora”que devem merecer “cuidados especiais”.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/minho/ministro_posse_novo_director_parque.html

==========================
8. Feira tenta impulsionar desenvolvimento agrícola

A XVI Feira Agrícola do Vale do Mouro, certame realizado na freguesia de Segude, que se realiza hoje e amanhã, conta com um conjunto diversificado de actividades recreativas e musicais que, como vem sendo habitual, prometem encher o recinto da feira. Para o autarca, José Moreira, o acontecimento agrícola do Vale do Mouro “fortalece a actividade do minifúndio e contribui, de forma decisiva, para a provocação de um desenvolvimento sustentado da agricultura desta área geográfica do concelho “.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/minho/feira_tenta_impulsionar_desenvolvime.html

==========================
9. Crianças fazem de polícias

“Leva o cinto colocado? Qual o limite de velocidade na cidade”?. Estas foram as perguntas da Joana Ferreira, que ontem se armou em polícia de trânsito quando interpelou um condutor numa invulgar Operacão Stop que decorreu junto ao Liceu Latino CoelhoD, em pleno centro de Lamego. Como a Joana, houve mais vinte e três alunos da Escola EB 1 desta cidade que, auxiliados por agentes da PSP, fizeram o mesmo.

https://jn.sapo.pt/2006/06/10/norte/criancas_fazem_policias.html

==========================
10. Novo método de descontaminação de água premiado

Um método capaz de degradar as substâncias mais contaminantes das águas residuais com metade da energia usada por outros procedimentos obteve ontem os Prémios Lynx e Lillehamer da XXII Conferência Ministerial Eureka. O sistema, desenvolvido no quadro do Projecto Biomac do programa Eureka, liderado por uma equipa de investigadores suíços, é capaz de erradicar os compostos tóxicos “mais difíceis” das águas industriais e municipais, o que não acontece com os métodos tradicionais. A iniciativa europeia Eureka, a que Portugal aderiu em 1987, tem por objectivos a valorização no mercado dos resultados da investigação e desenvolvimento, sob forma de inovação em produtos, processos ou serviços.
Os prémios Lynx e Lillehamer distinguem, respectivamente, uma empresa e uma investigação associadas a um projecto benéfico para o ambiente. Este ano foram atribuídos a uma equipa de investigadores da Universidade de Genebra chefiada por Enga Luye e à empresa croata EcoEngineering. Para o director da EcoEngineering, o método premiado consiste num tratamento biológico que emprega uma concentração exacta de bactérias «inimigas» das substâncias residuais mais contaminantes.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=b6d767d2f8ed5d21a44b0e5886680cb9&subsec=&id=fd30301a85b78398c62a4ed69d089366

==========================
11. Ministro não autoriza mais barragens no Minho

O ministro do Ambiente, Nunes Correia, garantiu ontem que não dará luz verde à construção das barragens que a empresa espanhola de electricidade Union Fenosa quer construir no rio Minho.
“Daquilo que conheço, não tenho qualquer simpatia pela barragem de Sela. Enquanto eu for ministro, não há barragem nem qualquer decisão nesse sentido”, frisou.
Nunes Correia respondia assim ao apelo que lhe foi feito pelo presidente da Comunidade Intermunicipal do Vale do Minho, Rui Solheiro, para “livrar” aquele curso de água internacional de mais barragens. A Union Fenosa manifestou em 2003 a intenção de construir três barragens no rio Minho para substituir a que esteve prevista para Sela mas que foi inviabilizada face à contestação de autarcas e ambientalistas portugueses e espanhóis.
A construção de uma grande barragem em Sela definida ao abrigo do Convénio Luso-Espanhol de 1968 foi inviabilizada em 1998 pela Comissão Mista, muito por força da contestação de autarcas e ambientalistas de ambas as margens. Segundo o presidente da associação ambientalista «Corema», José Gualdino, a Union Fenosa fala em três mini-hídricas, “mas isso não passa de um eufemismo, porque na verdade trata-se de três barragens que poderão ter consequências nefastas” do que a que foi chumbada. Para José Gualdino, os argumentos então aduzidos para travar a barragem de Sela são “perfeitamente válidos” para as três agora projectadas, mas agora “reforçados” com o facto de o rio Minho ter sido incluído na Rede Natura 2000. O desaparecimento de espécies como o sável, a lampreia e salmão, o fim da actividade piscatória tradicional e ainda a adulteração da qualidade do vinho Alvarinho são algumas das consequências mais temidas.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=02eb54ba0ec5776d560d450b1932709e

==========================
12. Peneda-Gerês

O ministro do Ambiente, Nunes Correia, anunciou ontem um reforço das verbas para projectos de promoção da bio-diversidade no Parque Nacional da Peneda-Gerês.
“Vamos atender às necessidades mais imediatas, mas já em 2007, reforçaremos as verbas do único Parque Nacional português quando as condicionantes financeiras actuais o permitirem”, declarou Nunes Correia.
O ministro salientou que o Parque Nacional contém uma grande parte dos recursos ambientais do país, em termos de fauna e de flora.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=303cf2ce8a2b17c753a8d3be988e11fd

==========================
15. Encerramento da maternidade analisado este mês

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga começa a ouvir dia 23 Junho as testemunhas no processo movido pela Câmara de Barcelos contra o encerramento da maternidade do hospital local, disse à Lusa fonte judicial.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=84d8bd1ea0bb723efd5e7bd770e8a7ef

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário