• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
======================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
recebem).

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
==========================
1. Porto: Jardim maltratado está há um ano à espera de obras

O jardim do Campo 24 de Agosto, no Porto, está abandonado.
Transformado em estaleiro durante as obras de requalificação à
superfície da estação do metro, há mais de um ano que o espaço verde
municipal espera pela prometida requalificação. Os sinais de
degradação são evidentes e, apesar de já não se ver operários naquela
praça, o entulho da empreitada ainda não foi retirado. Ficou
despejado no jardim. O cenário é de desolação. O espaço em que esteve
montado o estaleiro permanece em terra batida, transformando-se num
parque de estacionamento improvisado para alguns condutores. O lago
encontra-se seco e a vegetação vai sobrevivendo sem a necessária
manutenção. Entre as espécies abandonadas, só as pombas pousam. Os
transeuntes atravessam apressados entre os tufos de relva e o lixo.

As obras de requalificação da envolvente do Campo 24 de Agosto
(feitas de acordo com a proposta do arquitecto Souto Moura), a cargo
da Empresa do Metro e lançadas em Março do ano passado, com um prazo
de execução de dois meses, previam a renovação do jardim. Mas a
intervenção ficou adiada.

Camélias substituídas

“Foi feita uma plantação de árvores que não são adequadas ao local.
Como não vingaram, terão de ser substituídas”, assinala Álvaro
Castello-Branco. A substituição das camélias, plantadas na zona
ajardinada em frente ao edifício da Junta de Freguesia do Bonfim,
deverá ocorrer no momento em que a Empresa do Metro proceda ao
arranjo do jardim do Campo 24 de Agosto.

https://jn.sapo.pt/2006/05/22/porto/jardim_maltratado_esta_um_a_espera_
o.html

==========================
2. Porto: Projecto-piloto para impulsionar turismo no Douro

Já terá acontecido a todos os que figuram na lista de turistas do
Douro querer ler os jornais, portugueses e estrangeiros, e não os
ter; querer jantar num restaurante virtuoso e não o encontrar; querer
aprofundar o conhecimento histórico ou gastronómico sobre o local
visitado e não haver ninguém capaz de o saber ensinar. As
deficiências não serão exclusivas dos serviços turísticos da região
duriense, mas é ali – Património da Humanidade na categoria de
paisagem cultural, desde 2001 -, que a Universidade Católica do
Porto, em parceria com a Associação Portuguesa de Cortiça e o
Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, decidiu suprir, através de um
projecto formativo piloto, as lacunas, visando impulsionar o turismo
de qualidade.

https://jn.sapo.pt/2006/05/22/norte/catolica_cria_projectopiloto_para_i
m.html

==========================
3. Porto: Ondas vão dar energia a um terço do concelho

O primeiro parque mundial de aproveitamento da energia das ondas, o
Okeanós, que será instalado ao largo da Aguçadoura, na Póvoa de
Varzim, poderá vir a abastecer mais de um terço do concelho em 2008,
já que 10% da energia produzida reverterá a favor do município, ou
seja, segundo as estimativas da Enersis, o equivalente ao
abastecimento a 25 mil habitantes.
Em 2008, quando estiver concluída a segunda fase do Okeanós, a
energia total produzida será suficiente para abastecer uma população
de 250 mil habitantes.

https://jn.sapo.pt/2006/05/22/porto/ondas_dar_energia_a_terco_concelho.
html

==========================
4. Porto: Pretendido mais dinamismo no Batalha

Apesar de o Cinema Batalha ter reaberto sob a batuta do Gabinete
Comércio Vivo, a Câmara do Porto continua a ser aliciada em adquirir
o espaço para garantir uma dinamização cultural mais activa. A gestão
do Grande Auditório do Cinema Batalha está a cargo da Música no
Coração que para já não conseguiu agendar mais do que um espectáculo
por mês desde Março, um número que fica aquém das expectativas.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=2c9a7a8cea72
e10a49025099a3709d62

==========================
5. Porto: Textos viraram peça que vira livro

A Fundação Engenheiro António de Almeida acolheu a apresentação do
livro «Porto profundo» Alfredo Correia. A obra agora apresentada dá a
conhecer os textos de uma peça homónima da Companhia de Teatro de
Ramalde da Associação 26 de Janeiro. O texto da peça assume
particular relevância, já que tem por base textos escritos por Hélder
Pacheco, investigador da história do Porto.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=67b417b84b2f
50e10d9fd0b9aaa5cfd8

==========================
6. Matosinhos: Livro eterniza memórias das gentes do mar

É a história dos pescadores e das suas famílias, das ilhas onde
moravam, das traineiras em que se faziam ao mar para ganhar o
sustento. É a memória viva de uma comunidade que marcou – e ainda
marca – o concelho de Matosinhos. Em 312 páginas, o livro “Uma praia
d’ela” (expressão que é sinónimo de boa safra) reúne os escritos que,
ao longo do tempo, foram preenchendo as páginas da Maré, boletim
sobre as coisas do mar e da pesca. Um trabalho do Núcleo de Amigos
dos Pescadores de Matosinhos ao qual a Câmara Municipal se associou
para lançar, agora, o livro que homenageia os homens e as mulheres do
mar.

https://jn.sapo.pt/2006/05/22/porto/livro_eterniza_memorias_gentes_mar.
html

==========================
7. Guimarães: Reabilitação urbana partilhada em debate

No âmbito do Programa de Assistência e Gestão Urbana Sustentável
(PAGUS), que visa a partilha de experiências e a promoção de uma
reabilitação sustentável entre cidades com centro histórico,
Guimarães irá desenvolver uma acção de capacitação de técnicos e
empresas que trabalham na área da Reabilitação Urbana. Permitirá a
partilha de conhecimentos e experiências entre Mestres, Técnicos,
Artífices, Operários, Entidades Públicas e Privadas organizadas em
Empresas. A primeira conferência/Debate será proferida pelos
arquitectos Álvaro Siza Vieira e Alexandra Gesta, na quinta-feira,
pelas 22 horas, nos Paços dos Duques de Bragança, em Guimarães, com
entrada livre.

https://jn.sapo.pt/2006/05/22/norte/reabilitacao_urbana_partilhada_deba
t.html

===========================
==========================
Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins anteriores veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário