İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    [Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

    Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

    www.campoaberto.pt
    campo-aberto.blogspot.com

    Apartado 5052
    4018-001 Porto
    telefax 22 975 9592
    contacto@campoaberto.pt
    ======================
    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
    é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
    recebem).

    Peça informações:
    campo_aberto@oninet.pt

    ==========================

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Segunda-feira, 8 de Maio de 2006

    ==========================

    Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

    ==========================
    ==========================
    1. Porto: Peões jogados num xadrez de obras

    O Porto é uma mancha interminável de obras, no espaço e no tempo. A
    parafernália dificulta a vida aos turistas, incapazes de se
    orientarem nos mapas desdobráveis. “Please, do you know where is
    Mercado Ferreira Borges?, pergunta, desorientado, um alemão,
    desmultiplicando-se em desculpas quando percebe que está ali, quase
    ao lado.

    Os peões protestam; os condutores exaltam-se. “Pior do que isto não
    há”, assevera Viriato Oliveira, taxista estacionado ao lado do
    Hospital de Santo António. “É mau para todos. Para nós é cansativo e
    estraga-nos os carros; para os clientes, o serviço é mais lento e
    mais caro”, reconhece. “Ontem, demorei mais de uma hora a chegar ao
    aeroporto. Levava um francês e, coitado, nem sei se chegou a tempo”.
    Faria Guimarães é, definitivamente, “a rua a evitar”, aconselha.

    José Luís, empresário, desaconselharia o Marquês. “Estou à meia hora
    parado na fila”, conforma-se, já perto da rotunda. É sempre
    assim. “Passo aqui todos os dias à hora de almoço e ao fim da tarde
    já sei que é isto que me espera”.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/porto/peoes_jogados_xadrez_obras.html

    ==========================
    2. Porto: De máquina em punho a captar o vazio da Baixa

    O “Porto vazio”, que serve de título à iniciativa, degradado, pouco
    estimado. O Porto, “cidade a morrer sem que ninguém faça nada contra
    isso”, emociona-se Teodósio, na Praça Carlos Alberto, diante da casa
    onde funcionou a sede de candidatura de Humberto Delgado à
    presidência da República, em Maio e Junho de 1958. “O meu coração
    ficará no Porto”, terá dito o general sem medo. A afirmação está
    perpetuada numa placa, homenagem da autarquia em 1991; a casa,
    irreconhecível e a ruir, está suportada por traves de madeira.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/porto/de_maquina_punho_a_captar_o_vazio_b
    a.html

    ==========================
    3. Porto: Associação e sindicato contestam

    A Assembleia Municipal do Porto aprovou o novo regulamento dos
    horários dos estabelecimentos comerciais no passado dia 27. Um
    documento que possibilita a abertura do comércio, todos os dias,
    entre as 6 e as 24 horas.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/porto/associacao_e_sindicato_contestam.ht
    ml

    Comerciantes não querem abrir as lojas ao domingo

    A possibilidade de abrir portas ao domingo não entusiasma os
    comerciantes do Porto e merece muitas críticas de quem não vê naquela
    medida, prevista no novo regulamento municipal, qualquer benefício
    para ultrapassar as dificuldades por que passam as lojas tradicionais
    da cidade.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/porto/comerciantes_querem_abrir_lojas_dom
    i.html

    ==========================
    4. Porto: Baixa “degradada”

    O vereador Rui Sá reprovou que o actual Executivo tenha terminado com
    a recolha de resíduos sólidos na Baixa nas madrugadas de domingo,
    fazendo com que se acumule lixo e haja um crescente mau cheiro.
    A “racionalização” de recursos deixa uma imagem “degradada”. O
    vereador comunista, que no anterior executivo tinha a pasta do
    Ambiente, falava no final de uma visita pela Baixa do Porto para, no
    local, verificar a acumulação de lixos e o crescente mau cheiro,
    alegadamente provocados pela política orçamental da autarquia.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=23ba981fa1a2
    f51256d1d9b23aaf6dac

    ==========================
    5. Porto: Se bem me lembro…

    Eu li. Depois reli. Esperei alguns dias a ver se alguém reagia à
    notícia. Ninguém reagiu. De maneira que o facto pode ser dado como
    certo o Museu da Ciência e Indústria vai ser transferido das antigas
    instalações da Fábrica Harmonia, junto ao Palácio do Freixo, para o
    Europarque, em Santa Maria da Feira. Morre o museu portuense, está
    salvo o acervo, conclui a jornalista Margarida Fonseca na notícia que
    o JN publicou em 29 de Abril.

    José Carmo

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/porto/se_me_lembro.html

    ==========================
    6. Vila Praia de Âncora: Praia pode desaparecer

    Persistem receios de que o areal da praia do Forte do Cão, em Âncora,
    venha a sofrer um processo de erosão derivado às obras executadas no
    porto de abrigo da vizinha freguesia de Vila Praia de Âncora.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/norte/praia_pode_desaparecer.html

    ==========================
    7. Vila Franca prepara Festas das Rosas

    A preparação dos cestos começa muito antes da festa e, ontem, mais um
    passo na azáfama foi dado, com a recolha de flores necessárias para a
    decoração. Cada um dos seis cestos floridos é decorado com quatro
    imagens, por isso, são necessárias muitas flores. “A maioria são
    flores silvestres colhidas nos campos, mas há pessoas que dão”,
    refere Ilídio Ferreira, um dos quatro bordadores. “Há flores que
    foram apanhadas em Braga, no Cabedelo e mesmo algumas que foram
    trazidas da rotunda do Arco do Triunfo, em Paris”, revela por seu
    turno José Cruz, de 35 anos, para quem a decoração de cestos é uma
    paixão bem “entranhada na alma”.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/norte/vila_franca_prepara_festas_rosas.ht
    ml

    ==========================
    8. Aveiro: Antigas quintas revisitadas

    Eça de Queirós não só viveu alguns anos da sua infância em Verdemilho
    (Aveiro), na casa do seu avô, o conselheiro Joaquim José Queirós (que
    se distinguiu por ter chefiado o golpe falhado de 16 de Maio de 1828
    contra o governo absolutista de D. Miguel. E terá sido numa casa da
    quinta de Nossa Senhora das Dores, nesta localidade dos arredores de
    Aveiro, outrora vila, mas, hoje, pertencente à freguesia de Aradas,
    que aprendeu as primeiras letras.

    https://jn.sapo.pt/2006/05/08/centro/antigas_quintas_revisitadas.html

    ===========================
    ==========================
    Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    Se quiser consultar os boletins anteriores veja
    https://campoaberto.pt/boletimPNED/

    ==========================
    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
    de Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
    jornais ou fontes de informação).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
    está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
    âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
    Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por Maria Carvalho

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

    Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

    Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

    Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

    Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário