[PNED] Boletim 27.06.2005
    [Esta lista tem actualmente 385 participantes inscritos.]
    ==========================
    Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

    Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
    e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

    Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

    Peça informações: campo_aberto@oninet.pt
    Consulte: https://campo-aberto.blogspot.com/
    ==========================

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Segunda-feira, 27 de Junho de 2005
    ===========================
    títulos no Público:

    _ Colisão faz um morto e um ferido grave
    Acidente em Espinho começa hoje a ser investigado

    O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes Aéreos (GPIAA) vai
    começar hoje a investigar o acidente que ocorreu ontem entre uma aeronave
    civil e um veículo ligeiro no aeródromo de Espinho, de que resultou um morto
    e um ferido grave.
    Avioneta abalroa automóvel e faz um morto e um ferido grave em Espinho
    https://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1226809&idCanal=79

    _ Aparelhos alugados por ajuste directo
    MAI contrata oito helicópteros a empresas que acusou de conluio
    O Ministério da Administração Interna (MAI) contratou oito helicópetros de
    combate a incêndios às duas empresas que acusou de estarem conluiadas, um
    entendimento que tinha levado à anulação do concurso para o aluguer de seis
    meios aéreos pesados em Maio. Em substituição dos helicópteros pesados foram
    recentemente alugados, por ajuste directo, cinco aparelhos médios e um
    pesado à Aeronorte e dois ligeiros à Helisul.
    https://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1226802&idCanal=90

    _Risco elevado de incêndio em doze distritos de Portugal continental
    https://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1226793

    _Quarenta e nove meios aéreos operacionais a partir de 1 de Julho
    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?id=27629&sid=3037

    _Novo espaço na Rotunda das Devesas
    Monumento a Edgar Cardoso ainda à espera de luz verde
    A escultora Margarida Santos concebeu uma estátua do engenheiro e um arco à
    imagem da Ponte da Arrábida.
    Nuno Corvacho
    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2005&m=06&d=27&uid=&id=27595&sid=3033

    _Obras polémicas em rua de Paredes
    Os moradores da Rua da Agrela, em Paredes, que efectuaram a ligação à rede
    de saneamento básico protestam contra a empresa Águas de Paredes, por esta
    ter alegadamente efectuado mal as obras de tubagem.
    https://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2005&m=06&d=27&uid=&id=27599&sid=3033

    ===========================

    1- País está hoje em risco elevado de incêndios

    O risco de incêndio para hoje é “elevado” na maior parte do país,
    permanecendo apenas o distrito de Viana do Castelo no nível “muito elevado”,
    informou, ontem, a Agência para a Prevenção de Incêndios Florestais (APIF).
    De acordo com a Agência para a Prevenção de Incêndios Florestais, os
    distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria,
    Viseu, Guarda, Castelo Branco e Faro vão apresentar, por seu turno, um risco
    “elevado” de incêndio.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/pais/pais_esta_hoje_risco_elevado_incendi.html

    ===========================

    2- António Campos incita Governo a proibir subsídio ao pinheiro

    Salvar a área florestal do País só será possível com o seu ordenamento e a
    reintrodução das espécies autóctones, como carvalhos e castanheiros, defende
    António Campos, ex-eurodeputado socialista, em entrevista ao JN

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/sociedade/governo_deve_proibir_financiamento_p.htmlUm
    morto no choque de

    ===========================

    3- Doze viaturas apedrejadas na auto-estrada

    Dez automóveis e dois autocarros de passageiros foram apredejados, na
    madrugada de ontem, quando circulavam no IP1, junto ao nó com a A29, em
    Vilar do Andorinho, Gaia. “Um grupo de selvagens atirou pedras para a
    auto-estrada e provou um verdadeiro pandemónio”, avançou, ao JN, Filipe
    Gonçalves, um dos automobilistas atingidos

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/ultima/viaturas_apedrejadas_ip1_gaia.html

    ===========================
    4- SONDAGEM: Cidadãos querem “directas” para a Junta Metropolitana do Porto

    Mais de dois terços dos cidadãos do Grande Porto (66,9%) consideram que o
    presidente da Junta Metropolitana do Porto (JMP) deveria ser escolhido pelos
    eleitores no dia das eleições autárquicas.

    https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?pIdNoticia=41147&pIdSeccion=5&

    ===========================

    5- avioneta choca com carro em Espinho

    Um jovem de 20 anos morreu, ontem, na sequência de uma colisão do seu
    automóvel com uma avioneta que se preparava para aterrar no aeródromo de
    Paramos, em Espinho. O acidente aconteceu cerca das 20.45 horas e provocou,
    ainda, ferimentos graves no piloto do pequeno avião

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/Avioneta_choca_com_carro_ao_ater.html

    ===========================

    6- Ir até à Baixa do Porto sobre carris demorará 20 minutos
    maia
    Hugo Silva
    Metro faz hoje a primeira viagem experimental até à Praça do Município,
    iniciando-se, depois, período de testes Operação comercial começará no final
    do próximo mês
    O metro chega hoje ao centro da Maia. A viagem é experimental e marca o
    início dos testes de circulação na Linha Verde – embora ontem já tenha
    havido o chamado “check-line”, com um veículo a percorrer, muito lentamente,
    toda a linha. Os testes deverão ser intensificados a partir do final da
    semana. Nos últimos dias do próximo mês (ainda não há data definida),
    arranca o serviço de passageiros. O centro da Maia passará a estar a cerca
    de 20 minutos de distância da Baixa do Porto, numa viagem sobre carris.
    A Linha Verde partilha o canal com a Vermelha (em funcionamento do Porto a
    Pedras Rubras) até à Fonte do Cuco. A partir dali, as novas estações a
    entrar em operação comercial serão as de Cândido dos Reis, Pias, Araújo,
    Custió, Parque da Maia e Fórum Municipal.
    A operação comercial em mais uma linha obriga ao reforço da equipa de
    condutores dos veículos. Mais 18 agentes de condução vão entrar ao serviço,
    recebendo, para o efeito, formação específica para a linha da Maia.

    Preços do andante
    Para viajar do centro da Maia à Baixa do Porto (ou até ao estádio do Dragão,
    já que a zona é a mesma), os passageiros precisam de um andante Z3. O
    bilhete simples custa um euro e o de 10 viagens (dá direito a mais uma) fica
    por 10 euros. Pelo passe mensal é preciso desembolsar 25,7 euros.
    Até ao ISMAI
    Só no final do ano é que a Linha Verde estender-se-á até ao ISMAI, passando
    pela Zona Industrial, Mandim e Castelo. As obras já estão no terreno. Sem
    data continua a extensão à Trofa. O Governo ainda não deu aval à duplicação
    da linha.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/ir_a_baixa_porto_sobre_carris_demora.html

    ===========================

    7- Ruído da VCI sem solução no Outeiro
    Porto

    Barreiras acústicas são promessa adiada e os carros cruzam a via junto ao
    bairro
    Dia e noite, o ruído do trânsito que cruza a Via de Cintura Interna (VCI) do
    Porto não dá tréguas aos moradores do Bairro do Outeiro. Não é um problema
    isolado. Várias urbanizações camarárias foram erguidas na margem da via sem
    preocupações com o barulho intenso. Com o adiamento sucessivo das barreiras
    acústicas, tarda a chegar o sossego aos inquilinos.
    A queixa repetida pelos moradores é a falta de obras. Muitos apartamentos
    ainda têm pias antigas e perigosas para os idosos. “Desde o início do
    mandato que propusemos um plano de erradicação de pias. Esta é uma
    prioridade. Mas o único plano transversal foi o arranjo de telhados e de
    caleiras. Há outros planos que são necessários”, assinalou o candidato da
    CDU, salientando a necessidade de fechar as entradas dos blocos e de reparar
    as varandas. Faltam, também, equipamentos sociais para os idosos e crianças.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/ruido_vci_solucao_outeiro.html

    ===========================

    8- Câmara discute “défices ocultos”
    Porto

    Rui Sá (CDU) leva três projectos chumbados à reunião e teme o custo de
    indemnizações para a Câmara
    A avaliação de vários processos imobiliários pela Direcção Municipal de
    Urbanismo estará em discussão, amanhã, na reunião semanal da Câmara do
    Porto. O vereador da CDU, Rui Sá, acredita que estão a ser desrespeitados
    compromissos, assumidos anteriormente pelo Município, com o indeferimentos
    de vários projectos. Temendo a criação de “défices ocultos”, o autarca leva
    três exemplos ao debate no Executivo.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/camara_discute_defices_ocultos.html

    ===========================

    9- Festa marca conclusão do Polis de Ermesinde

    A Câmara de Valongo promove, hoje, um conjunto de iniciativas que assinalam
    o encerramento do Programa Polis Ermesinde. O programa termina com um
    espectáculo aberto a toda a população, no Parque Urbano Dr. Fernando Melo,
    com apresentação do Circo Acrobático Nacional da China (21.30 horas) e de um
    espectáculo multimédia (23 horas).
    O programa arranca pelas 14.30 horas, com a realização de ateliês
    ambientais, no Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental, na Vila
    Beatriz. Dedicados ao público jovem, são da responsabilidade da “Ciência
    Divertida”. A cerimónia oficial de encerramento do Programa Polis decorre
    pelas 18 horas, na Praça da Estação, em Ermesinde.

    O Programa Polis de Ermesinde arrancou oficialmente em meados de Dezembro de
    2003, envolvendo um investimento global de 10 milhões de euros,
    comparticipado pelo PIDDAC a 75%.
    No âmbito do Polis Ermesinde foram realizadas várias obras de beneficiação
    da cidade, como é o caso da Praça da Estação (anteriormente conhecida como
    “Triângulo do Canecão”), a Praça da Cultura (no átrio exterior do Fórum
    Cultural) e o jardim adjacente ao antigo Consulado do Equador, na Rua 5 de
    Outubro. Foram igualmente realizadas uma série de obras de beneficiação dos
    arruamentos, foi feita a recuperação e adaptação da Vila Beatriz a Centro de
    Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) e Biblioteca e está prevista
    a ampliação do Parque Urbano.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/festa_marca_conclusao_polis_ermesind.html

    ===========================

    10- Património está “ao abandono”
    Gondomar

    Os candidatos da CDU à Câmara e à Assembleia Municipal de Gondomar, Pimenta
    Dias e Maria Olinda Moura, visitaram, ontem, o património do concelho,
    constatando que a autarquia não tem tido a preocupação de o preservar.
    “Se Gondomar fosse um concelho riquíssimo em património, como o Porto”,
    observa o vereador, “talvez nos pudéssemos dar ao luxo de o ignorar. Mas
    como temos pouco, se não o protegermos, daqui a alguns anos, não teremos
    qualquer memória colectiva”.
    (…)
    A antiga fábrica de moagem, nas imediações do parque da Senhora das Neves,
    foi também alvo de críticas severas. “Está desactivada há largos anos.
    Qualquer dia, surge ali um empreendimento habitacional, quando o espaço
    podia ser utilizado como equipamento cultural. Não há nenhum local para
    fazer e ver teatro, cinema ou assistir a concertos. A fábrica poderia ser
    transformada numa casa das artes”.
    Os candidatos visitaram a capela de Santa Ana com o mesmo desapontamento. “É
    bonita, mas está perto da derrocada”.

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/grande_porto/patrimonio_esta_ao_abandono.html

    ===========================

    11- Turismo local passará pelo pedestrianismo
    Minho

    trilhos Grupo Restauradores da Granja criou cinco rotas que atravessam 11
    das 36 freguesias Serão criados pequenos museus temáticos, albergues e
    restauração
    “Se ninguém fizer nada, nada se faz”. Esta afirmação “verdadeira” foi
    proferida por Júlio Pereira, o Júlio da “Tábua” como gosta de ser tratado.
    Com 84 anos, todos eles vividos em Várzea Cova, no concelho de Fafe, Júlio
    nunca tinha vista tanta gente “de fora” na sua terra. “É gente (.)

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/minho/turismo_local_passara_pelo_pedestria.html

    Afife é paraíso de surfistas
    l Az Er Michel Salgado, estrela do Real Madrid, é aluno da escola do Surf
    Clube de Viana,
    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/minho/afife_e_paraiso_surfistas.html

    Palmas dão lugar a críticas no aniversário do Polis
    como “positivo”Sociedade espera concluir programa até ao final de 2006
    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/minho/palmas_lugar_a_criticas_aniversario_.html

    Piscinas municipais prontas no Verão de 2006
    A construção das piscinas municipais de Terras de Bouro vai avançar em
    breve, depois da decisão (.)
    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/minho/piscinas_municipais_prontas_verao_20.html

    ===========================

    12- Revitalização agrícola em debate
    VAGOS

    Os agricultores de Vagos querem que o planeamento do território tenha em
    consideração não só o urbanismo, mas também a prática agrícola, de forma a
    permitir projectos de grandes dimensões e o aproveitamento dos melhores
    solos.
    “Temos 35% do território em reserva agrícola, condições excepcionais de
    clima e terrenos” explicava Paulo Pereira, durante um debate sobre
    agricultura na Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural.
    Na ocasião, o agricultor pediu ainda o envolvimento de agricultores,
    políticos e empresários, para ajudar a revitalizar a prática agrícola, que
    há muito caiu em decadência.
    As causas são diversas. Passam pela pequena dimensão das parcelas,
    mentalidade fechada dos agricultores (que por medo de perderem o direito à
    propriedade não se unem para planificar as culturas, exportarem e
    modernizarem o equipamento), falta de formação e dependência dos subsídios.
    Apesar das barreiras, alguns agricultores recusam desistir da luta. “É
    preciso uma revolução, não basta dizer que é difícil”, respondeu António
    Moreira, perante o desânimo demonstrado pelo vice-presidente da autarquia.
    Momentos antes, Mário Reis Pedreira apontara exemplos concretos de
    oportunidades perdidas. “Tivemos um projecto, trazido por um Israelita e um
    Alemão, que queriam fazer plantações de floricultura no meio dos nossos
    pinhais, mas as entidades governamentais responsáveis pela área não
    permitiram”.
    “Ninguém melhor que a autarquia sente o colete-de-forças em que está
    metida”, desabafou o autarca. Zulay Santos

    https://jn.sapo.pt/2005/06/27/centro/revitalizacao_agricola_debate.html

    ===========================

    13- ÍLHAVO: Trilho “Entre a Ria e o Mar” aberto ao público

    A Câmara Municipal de Ílhavo assinou, ontem, protocolos de cooperação com o
    Grupo de Espeleologia e Montanhismo de Aveiro (GEMA) e com a Associação para
    a Valorização e Promoção do Património (HERA), no dia em que foi inaugurado
    o trilho de natureza “Entre a Ria e o Mar”. Na mesma ocasião, as duas
    parceiras da autarquia no projecto proporcionaram uma visita guiada pelo
    percurso agora aberto ao público.

    https://www.ocomerciodoporto.pt/

    ===========================

    14- Novo complexo nasce em Canidelo

    No valor de quatro milhões de euros, resulta de uma parceria público-privada
    O presidente da Câmara de Gaia assistiu ao arranque da primeira fase da
    construção do complexo desportivo de Canidelo. A empreitada é suportada pela
    autarquia, junta de freguesia e privados, que ganham capacidade de
    construção na Quinta Marques Gomes.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=f0bd627b1d3777fc865b75df1d9b766a

    ===========================

    15- ROM pode ser exemplo a seguir

    A Reserva Ornitológica de Mindelo (ROM) pode tornar-se um exemplo nacional
    do ponto de vista da conservação da natureza, defesa do Litoral, educação
    ambiental e desenvolvimento rural. Isto porque os alunos do quarto ano de
    Arquitectura Paisagista da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
    (UP) apresentaram, na segunda-feira, o trabalho que desenvolveram nos
    últimos meses, intitulado «Recuperação da Paisagem da Reserva Ornitológica
    de Mindelo». De acordo com Pedro Macedo, presidente da Associação Amigos do
    Mindelo, será preparada para breve uma apresentação pública deste projecto.
    Pedro Macedo revela que “as propostas apresentadas incluem espaços lúdicos e
    o traçado de um trilho interpretativo, unindo a estação do metro e a praia,
    com passagem pelos quatro biótopos principais”, nomeadamente as dunas, a
    floresta, os campos agrícolas e as zonas húmidas associadas à ribeira de
    Silvares. Os alunos propuseram também a criação de um centro de educação
    ambiental, de um museu e de uma quinta pedagógica, bem como uma aposta na
    agricultura biológica e reflorestação do espaço. Salientam ainda o facto de
    a existência de várias estações de tratamento de águas por plantas
    permitiria despoluir as linhas de água e criar uma laguna costeira, refúgio
    fundamental para as aves migratórias e para a protecção dos anfíbios.
    Durante a apresentação do trabalho dos estudantes universitários, Teresa
    Andresen, orientadora da licenciatura e coordenadora da proposta de
    «Estrutura Ecológica do Grande Porto» – um estudo encomendado pela Comissão
    de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte -, sublinhou a
    importância da ROM no contexto do Litoral do Grande Porto.
    Vânia Esteves

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=f874d68b544db0aaf66dfa2ac6bdf80e

    ===========================

    16- Vila do Conde: frente marítima já está aberta aos automóveis

    A frente marítima de Vila do Conde já abriu ao trânsito. O presidente da
    câmara congratula-se pelo facto, sublinhando que a marginal “está a
    funcionar em pleno e bem”.
    Mário Almeida realça que “a marginal reflectiu a capacidade de quem esteve
    na sua programação”, lembrando que, “em Julho do ano passado, quando
    decidimos avançar com a marginal na parte Norte, houve quem dissesse que era
    um erro”. Acrescentando que “a clara demonstração da correcção do
    procedimento verifica-se agora”.
    O autarca explica que “sabíamos que a obra na parte Sul iria prolongar-se
    por todo o Verão e teríamos que ter a zona Norte completamente pronta ao
    nível fundamental da rede viária para que se pudesse circular”. O presidente
    da câmara sublinha que “isso conseguiu-se”, além de na parte Sul estarem
    criados o estacionamento, os acessos à praia, o passeio e a ciclovia,
    “embora ainda em grosso, mas que permitem às praias funcionarem”. Desta
    forma, Mário Almeida garante que “as praias estão em pleno funcionamento,
    com todas as limitações que existem numa obra ainda em curso, mas criando as
    condições necessárias para que os vila-condenses e aqueles que gostam de
    Vila do Conde como destino de praia poderem usufruir neste Verão”.
    O edil elogia o empenho dos empreiteiros e técnicos envolvidos para que
    “tivéssemos um Verão à altura de Vila do Conde”, afirma. Mário Almeida tem
    ainda uma palavra aos concessionários, pela sua “compreensão”, concluindo
    que “há um mês atrás ninguém acreditaria que isto era possível”. Uma obra
    que vem descongestionar parte significativa do trânsito na zona, em especial
    na época balnear que arrasta sempre muita gente para as praias do concelho
    Vânia Esteves

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=5669760e8b96692c1c7072e15b4f0811

    ===========================

    17-Mais protecção para a serra de Santa Justa

    CDU de Valongo lembra urgência e estabelece prioridade
    A criação do Parque Natural do Douro Litoral, compreendendo as serras de
    Santa Justa, Pias, Castiçal, Flores e Banjas, é uma prioridade assumida pela
    CDU de Valongo. Os comunistas defendem que é vital criar um forte movimento
    de apoio a esta proposta.
    Frisando que a Serra de Santa Justa deveria ser preservada como grande
    Parque Natural, não só de Valongo, mas de toda a Área Metropolitana do
    Porto, a CDU de Valongo realça que “é urgente continuar a lutar pela
    concretização dos projectos-lei do PCP, bem como pela protecção e
    reflorestação das áreas florestais degradadas”. A criação do movimento de
    apoio é defendido com o objectivo de não se repetirem situações como a
    verificada “aquando da discussão do Orçamento de Estado de 2005, altura em
    que o PCP apresentou uma proposta para inclusão de verbas destinadas à
    protecção e reflorestação da Serra de Santa Justa que a maioria PSD/PP
    rejeitou com a conivência da abstenção do PS”. Os comunistas relembram o
    “rápido e desordenado crescimento” do concelho que conduziu a uma realidade
    de muito betão e poucos espaços verdes, tendo simultaneamente, “fantásticos”
    recursos naturais, estando a maior parte “desaproveitados e degradados”,
    como é o caso da Serra de Santa Justa.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=ce4e9f7f98186a05f04d68d575b61dd0

    =================================
    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    =================================

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresenta-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
    Notícias, de O Primeiro de Janeiro, Comércio do Porto e do Público Local
    Porto e Minho (em um ou vários dos citados, não necessariamente em
    todos).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
    específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
    entre o Vouga e o Minho.

    Selecção hoje feita por Alexandre Bahia

    Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:
    campo_aberto@oninet.pt
    telefax 229759592
    Apartado 5052, 4018-001 Porto
    https://campo-aberto.blogspot.com/

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

    Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

    Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

    Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

    Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============
    Links do Yahoo! Grupos

    <*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    <*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    <*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
    https://br.yahoo.com/info/utos.html

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário