İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    [PNED] Boletim de 4/V/2005
    [Esta lista tem actualmente 306 inscritos]

    BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
    resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

    Quarta, 4 de Maio de 2005
    ==========================

    Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

    =======================
    Destaque: Entrevista a Rui Oliveira

    A intervenção cívica, do qual é defensor e convicto praticante, foi
    tema de conversa

    É um homem do betão armado. Sobretudo, é um homem interventivo. Quem
    tem opinião, tem o direito e o dever de a expressar. É assim que
    pensa. Nem os dias e noites passadas na prisão, no período que
    antecedeu a Revolução de Abril, o demoveram desta ideia. Ex-
    presidente e fundador da Associação Política Regional e de
    Intervenção Local (APRIL), engenheiro civil de formação, lamenta que
    a sociedade civil ainda não tenha interiorizado que a liberdade
    conquistada há 31 anos implica alguns deveres. Entre os quais o de
    intervir.

    Cria-se então “um vício”: o Estado não dá informação, o cidadão não a
    reclama e o resultado são as polémicas fora de tempo. Entende que a
    cidade que escolheu para viver está a ser gerida por Rui Rio como
    um “fundo de quintal”. Defensor da regionalização, acredita que as
    diferenças, se se complementarem, são factores de desenvolvimento
    económico.

    https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?
    pIdNoticia=35030&pIdSeccion=5

    ==========================
    1. Laboratórios: bem-estar de animais

    A ética nas experiências científicas com animais e a promoção de
    conhecimentos sobre outros métodos cientificamente satisfatórios que
    não impliquem a sua utilização são temas a abordar num curso sobre
    bem-estar animal, a decorrer no Porto. Calcula-se, segundo dados de
    um relatório do Parlamento Europeu, que anualmente cerca de 12
    milhões de animais vertebrados sejam utilizados na UE para o
    desenvolvimento e ensaio de produtos químicos, material biológico e
    outros produtos. O mesmo documento, sobre a directiva 86/609 relativa
    à protecção dos animais utilizados para fins experimentais e outros
    fins científicos, sublinha a necessidade de realização de cursos para
    melhorar o nível dos cuidados prestados.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=b6d767d2f8ed5d21a44b0e5886680cb9&subsec=&id=4c510c7b1e87
    5c013a0d7a8088517491

    ==========================
    2. Menos hospitais que os previstos

    Dos dez novos hospitais anunciados pelo anterior governo, o actual
    ministro da Saúde apenas encontra justificação para cinco
    (contemplando Loures, Cascais, Braga, Vila Franca de Xira e o
    equipamento final e gestão do Centro de Medicina Física e
    Reabilitação de São Brás de Alportel)
    e vai encomendar estudos técnicos para hierarquizar as prioridades
    nesta área, anunciou o Ministério. O anterior ministro da Saúde Luís
    Filipe Pereira tinha anunciado a construção de dez novos hospitais,
    uma decisão que, segundo o seu sucessor, Correia de Campos, foi
    tomada “sem estudo de sustentação conhecido”.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=c9f0f895fb98ab9159f51fd0297e236d&subsec=&id=27c1432fc405
    e038f64e678d92e4aef9

    (b) Construção de unidade em Gaia sem custos para o Estado

    Luís Filipe Menezes, presidente da Câmara de Gaia, disse ontem à Lusa
    que irá propor a construção de uma nova unidade hospitalar no
    concelho a “custo zero para o Estado”, num próximo encontro com o
    ministro da Saúde, Correia de Campos. Esta é a ideia do autarca para
    contornar a decisão anunciada anteontem pelo gabinete do Ministério
    de reavaliar a construção do novo Hospital Eduardo Santos Silva,
    fazendo regressar o processo à estaca zero. Filipe Menezes mostrou-se
    disponível para viabilizar a edificação de um condomínio de luxo nos
    terrenos do hospital, junto à Câmara, onde estão instalados os
    serviços de Pediatria e Obstetrícia. O líder da autarquia gaiense
    perspectiva angariar cerca de 100 milhões de euros de receitas com
    esse empreendimento, os quais seriam investidos na construção das
    novas instalações hospitalares.

    https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?
    pIdNoticia=35343&pIdSeccion=5

    ==========================
    3. Túnel de Ceuta em tribunal

    O imbróglio do túnel de Ceuta pode arrastar-se no tribunal. O
    primeiro passo já foi dado, com a contestação judicial, interposta no
    mês passado pela Câmara, ao parecer negativo da Direcção Regional do
    Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR) ao
    prolongamento do túnel até à Rua de D. Manuel II. A solução para o
    embargo, decretado na quarta-feira pela ministra da Cultura e
    formalizado anteontem, pode residir também na via judicial, caso a
    autarquia opte pelo pedido de suspensão de eficácia e pela impugnação
    da ordem governamental (ler caixa).

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/pais/tunel_ceuta_tribunal.html

    (b) Suspensão do embargo permitiria acabar a obra

    O impasse a que chegaram as obras de construção do túnel de Ceuta
    deverá ser resolvido pela via judicial, a única forma que a Câmara
    Municipal do Porto tem para fazer valer os seus pontos de vista e
    tentar impugnar a decisão da ministra da Cultura, que decretou o
    embargo das obras junto ao Museu Nacional de Soares dos Reis. A
    autarquia pode ainda pedir a suspensão dos efeitos do embargo, o que
    lhe permitiria concluir o túnel enquanto o processo decorre em
    tribunal.

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/pais/suspensao_embargo_permitiria_acabar_
    .html

    (c) Indemnização não está afastada

    A notícia do embargo caiu como uma bomba na zona do Carregal. Os
    comerciantes, que ainda mantinham a expectativa na conclusão das
    obras até Maio, lembram a promessa da ministra da Cultura durante a
    visita à Casa da Música. “Foi contra o que nos tinha dito. Prometeu-
    nos que o embargo só seria feito a partir da Rua de D. Manuel II, mas
    também parou as obras na envolvente ao jardim”, recorda Sérgio Pinto,
    um dos comerciantes na zona, que lamenta a decisão reveladora
    de “incapacidade de bom senso”. Perante esta ordem, Sérgio Pinto
    ainda crê na negociação, mas não põe de lado a hipótese de pedir uma
    indemnização pelos prejuízos causados ao IPPAR e ao Governo.
    Sobretudo se os comerciantes “chegarem à conclusão de que esta
    situação se vai arrastar indefinidamente”. Sérgio Pinto não esquece
    que o pedido de indemnização só foi suspenso, a pedido da Câmara, que
    prometeu a conclusão célere da empreitada.

    (d) IPPAR à espera de nova proposta

    O presidente do Instituto Português do Património Arquitectónico
    (IPPAR) do Porto aguarda por uma nova proposta da Câmara
    portuense. “Cabe ao promotor da obra dar os passos que achar
    conveniente. É a única entidade que pode apontar as suas pretensões”,
    explica, ao JN, Lino Tavares Dias, lembrando que o embargo é um
    procedimento habitual. “Só não é normal o incumprimento”, acrescenta.
    No caso do túnel de Ceuta, a decisão de embargar a obra serve
    para “repor a legalidade”. Já o director do Instituto Português de
    Museus, Manuel Bairrão Oleiro, revela que está em “total sintonia com
    o IPPAR” e aguarda, “com tranquilidade”, por uma solução o mais
    rápido possível. Quanto aos montes de terra colocados na frente do
    Palácio das Carrancas, espera que “as barreiras possam ser retiradas
    e o museu possa voltar a ganhar o acesso que tinha antes”. Contactada
    pelo JN, a directora do museu, Teresa Viana, informou de que não está
    autorizada a prestar esclarecimentos.

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/grande_porto/indemnizacao_esta_afastada.h
    tml

    ==========================
    4. Metro até às traseiras do S. João

    Porque reconhecem a importância da inauguração da Linha Amarela, os
    participantes do debate promovido pela comissão ad hoc, formada para
    defender o enterramento do metro junto ao Hospital de S. João, pedem
    que para já a última estação seja nas traseiras do hospital.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=2cefbd2c2db4
    5df35179d0cb5d0a7917

    ==========================
    5. Ambiente mandou abater três freixos

    No âmbito dos trabalhos de gestão do arvoredo urbano, o pelouro do
    Ambiente da Câmara do Porto detectou três freixos na Rua António
    Cardoso que se encontram secos e com sinais de debilidade e
    fragilidade, decidindo por isso, e porque não oferecem a segurança
    necessária para pessoas e bens pelo seu estado de degradação
    irreversível, proceder ao seu abate nos próximos dias 6 e 7.

    https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
    op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=838300b075d4
    617e01bcc50757a98808

    ==========================
    6. Governo pede tempo para estudar o Metro

    O Governo pediu mais tempo para estudar o dossiê do Metro Mondego e,
    por isso, os seus representantes dos ministérios da Economia e dos
    Transportes suspenderam a última Assembleia Geral quando se ia
    discutir e votar o plano de actividades. Depois de um adiamento
    inicial, os accionistas reuniram na sexta-feira mas limitaram-se a
    aprovar o relatório e contas referente a 2004.

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/centro/governo_pede_tempo_para_estudar_o_
    me.html

    ==========================
    7. Junta sensibiliza crianças para as energias alternativas

    O livro “Uma Viagem pelas energias alternativas” é um meio para
    sensibilizar as crianças. Foi imbuído deste espírito que o presidente
    da Junta de Freguesia de Fafe, José Mário Silva, apresentou mais um
    livro onde o Ambiente voltou a ser a grande preocupação. Depois de
    lançado o trabalho “Uma aula colorida”, onde a finalidade era a
    sensibilização para a não poluição do meio ambiente, a Junta de
    Freguesia patrocinou o lançamento de “Uma viagem pelas energias
    renováveis”, que contou com o contributo de cerca de 600 crianças das
    escolas básicas e jardins-de-infância da cidade.

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/minho/junta_sensibiliza_criancas_para_ene
    r.html

    ==========================
    8. Casa-Museu recorda Aquilino Ribeiro

    Englobada no programa da Feira do Livro, a Casa- Museu de Monção,
    unidade cultural da Universidade do Minho, tem patente ao público,
    até sábado, uma exposição sobre Aquilino Ribeiro. A exposição consta
    de diversos painéis graficamente apelativos e informativamente
    funcionais que, numa simbiose entre cronologia e fotografias, nos
    encaminham para o universo familiar e literário do autor de “A casa
    grande de Romarigães”. No sábado, último dia da exposição, às 17
    horas, realiza-se a conferência “O olhar de Aquilino sobre a
    repressão do Estado Novo”, da autoria de Norberto Cunha, professor
    catedrático do Departamento de Filosofia e Cultura do Instituto de
    Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho.

    https://jn.sapo.pt/2005/05/04/minho/casamuseu_recorda_aquilino_ribeiro.
    html

    ==========================
    9. Sete mil alunos de todo o país terão aula prática sobre borboletas

    Cerca de sete mil alunos do ensino básico e secundário de todo o país
    vão ter uma aula prática de ciências naturais exclusivamente dedicada
    às borboletas, identificando as espécies que vivem nos espaços verdes
    perto das escolas. O repto foi lançado aos professores pelo Centro de
    Conservação de Borboletas de Portugal (TAGIS), uma associação de
    defesa do ambiente criada em 2004 especialmente dedicada ao estudo
    daqueles insectos voadores, numa perspectiva de conservação da
    diversidade da fauna de Portugal. Aos docentes é pedido que escolham
    um dia, durante os meses de Maio e Junho, que usem os espaços verdes
    em volta da escola como sala de aula e acompanhem os seus alunos na
    observação, identificação e registo de borboletas. A este dia será
    chamado de dia B – Dia das Borboletas e a única condição é que seja
    um dia de sol com temperaturas acima dos 17 graus. Para ajudar os
    alunos e os professores a cumprir esta tarefa, o Tagis disponibiliza
    um guia com fotos de 31 das 135 espécies de borboletas existentes em
    Portugal e um manual de apoio com informações básicas sobre a
    biologia e a morfologia daqueles insectos.

    https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?
    pIdNoticia=35366&pIdSeccion=2

    ==========================
    ==========================
    Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/
    ==========================

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
    de Notícias, de O Primeiro de Janeiro e de O Comércio do Porto (em um
    ou vários dos citados, não necessariamente em todos).

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
    está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
    âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
    Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

    Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
    campo_aberto@oninet.pt
    telefax 229759592
    Apartado 5052, 4018-001 Porto

    Selecção hoje feita por Maria Carvalho

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

    Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

    Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

    Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

    Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============
    Links do Yahoo! Grupos

    <*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

    <*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

    <*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
    https://br.yahoo.com/info/utos.html

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário