[PNED] 28 Setembro INFO
    Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página, net
    veja informações no rodapé da mensagem.

    O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
    https://groups.yahoo.com/group/pned/

    A estrutura deste Boletim INFOPNED tem vindo a variar por motivo de
    experiências e tentativas de fixação de um modelo a seguir no futuro.
    Agradecem-se sugestões e comentários.

    Domingo, 28 de Setembro de 2003

    JN:

    1. Novos acessos e luz verde para a expansão seguram Exponor
    Matosinhos

    Novos acessos e luz verde para mais pavilhões, a construção de um centro
    de negócios e de um hotel são os argumentos da Câmara de Matosinhos para
    “prender” a Exponor em Leça da Palmeira.
    A “convicção” de Narciso Miranda, presidente da Câmara de Matosinhos, é
    reforçada: “A Exponor não vai sair de Matosinhos”. E o autarca até
    admite a participação do município no investimento do hotel. Segundo
    apurou o JN, a Exponor pode mesmo crescer para além dos terrenos que
    actualmente ocupa. Esfuma-se, assim, a hipótese de transferência para a
    Feira.

    2. Casa da Música de novo envolvida em polêmica
    Porto

    A Casa da Música volta a dar que falar. Desta vez, a discussão centra-se
    em torno da solução urbanística proposta para a envolvente do edifício
    emblemático da Porto 2001, designadamente no que se refere às traseiras
    do imóvel da autoria do arquitecto holandês Rem Koolhaas.

    3. Os últimos resistentes de uma pesca a morrer na praia

    De Espinho a Vila Chã (Vila do Conde), não há quem dê futuro ao sustento
    pelo mar Jovens desinteressam-se pela arte tradicional que acabará com
    um grupo de homens corajosos
    Em cinco praias da Área Metropolitana do Porto, as frases repetem-se: “A
    pesca artesanal está a morrer. Esta é a útima geração de pescadores, de
    homens corajosos”.

    4. Transformar estuário numa área protegida
    Porto

    Teixeira Lopes, do grupo parlamentar do BE, explica a razão: “Queremos
    que fique integrada na Rede Distrital de Áreas Protegidas, a exemplo do
    Parque Natural da Serra de Pias, Castiçal e Santa Justa”. Afinal,
    comenta, “o Governo nunca deveria ter desclassificado esta zona, onde
    agora tudo é permitido”, acusa. “Desde a extracção de areias, a ocupação
    selvagem, os molhes, a poluição”.

    5. Autarquias preocupadas com abastecimento de água
    Vale do Minho

    Em estudo, pela empresa Águas do Minho e Lima (AML), continuam os locais
    onde deverá ser feita a captação de água para abastecimento dos
    municípios de Melgaço, Monção e Valença. Aludindo a um “arrastar do
    processo”, os autarcas mostram-se receosos quanto à conclusão dos
    trabalhos até 2006, prazo previsto no contrato de concessão. Para
    agravar a situação, as populações banhadas pelo rio Mouro (onde a
    empresa prevê construir uma das captações), discordam da edificação de
    uma barragem no curso de água.

    6. Águas do Minho e Lima diz que não vai “secar” o Mouro
    Vale do Minho

    “Não vamos secar o rio Mouro. Durante o Verão, não tocaremos numa gota
    de água sequer.” Ao adiantar que a solução que implica a construção de
    uma barragem no curso de água “não foi inventada” pela empresa, Carlos
    Póvoa, das Águas do Minho e Lima (AML) salientou: “Não pretendemos fazer
    barragens. Do projecto inicial da empresa, constava a construção de três
    infra-estruturas, situadas em Ponte de Lima, Caminha e Lamas de Mouro
    (no rio Mouro, em Melgaço). Destas, conseguimos evitar duas, em Ponte de
    Lima e Caminha, captando a água na barragem de Touvedo e distribuindo-a
    até Vila Nova de Cerveira. Temos trabalhado no sentido de evitar a
    construção de barragens”.

    7. IC1 continua a ganhar opositores dia após dia
    Estarreja

    Onovo traçado do IC1, recentemente dado a conhecer pelo Governo e pelas
    estruturas ligadas ao sector rodoviário, vai ganhando opositores, dia
    após dia. Depois da população de Avanca, Estarreja, agora são os
    habitantes da vila de Angeja, Albergaria-a-Velha, que se dizem à beira
    de um ataque de nervos com as implicações que a via terá nas suas vidas.

    8. Rio Âncora continua poluído
    Minho

    O rio Âncora voltou a apresentar problemas na zona da sua foz, em Vila
    Praia de Âncora (Caminha), confirmados pelos resultados das análises
    realizadas, nos passados dias 25 de Agosto e 1 de Setembro, pela
    Sub-Região de Saúde de Viana do Castelo.

    9. Sem trilhos para conservar
    Serra da Cabreira

    Seria quase como mostrar o ouro ao bandido. Por isso, não haverá trilhos
    que facilitem o acesso a locais arqueo- lógicos vulneráveis da serra da
    Cabreira, em Vieira do Minho. A Câmara Municipal entende que só assim
    ficarão a salvo as gravuras rupestres.

    PUBLICO:

    1. Ferro Rodrigues Denuncia Paragem do Programa Polis
    Portugal

    “O programa Polis está parado, pois o país em geral também está parado,
    o que está actualmente a pôr em perigo esta vila”, declarou ontem de
    manhã o secretário-geral do Partido Socialista, Ferro Rodrigues, no
    decorrer de uma visita à Costa da Caparica.

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentou-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de Notícias
    e do Público Local Porto e Minho, em 28 de Setembro de 2003.

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho. Em «Fora do Noroeste» (só ocasionalmente), podem inserir-se
    notícias de outras regiões que possam apresentar interesse como exemplo
    negativo ou positivo para situações equivalentes no Noroeste.

    Selecção hoje feita por Daniel Carvalho

    Para os textos integrais consultar:

    https://jn.sapo.pt/eddia/eddia1.asp

    https://jornal.publico.pt/publico/2003/09/28/indice.html

    ou as respectivas edições em papel.

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Para difundir mensagens escreva para: pned@egroups.com

    Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogroups.com e com o corpo da mensagem vazio.

    Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@egroups.com

    Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@egroups.com

    Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

    https://www.egroups.com/group/pned

    Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

    =============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

    Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: https://br.yahoo.com/info/utos.html

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário