• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo página
net veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

A estrutura deste Boletim INFOPNED tem vindo a variar por motivo de
experiências e tentativas de fixação de um modelo a seguir no futuro.
Agradecem-se sugestões e comentários.

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2003

1.
42 milhões para fazer 1355 metros de linha e três estações
Jornal de Notícias
Autor não indicado
Porto/Aeroporto Pedras Rubras/Verdes/Gandra/Crestins
Metro/Mobilidade/Especulação Imobiliária

O ramal de Metro até ao aeroporto Francisco Sá Carneiro terá uma extensão de
1355 metros. Pouco mais de um quilómetro (que se desenvolve paralelamente à
EN107 e em articulação com o projecto de re- qualificação da estrada), onde
se poderão encontrar três estações: Verdes, Gandra e aeroporto. O
investimento, já aprovado em Conselho de Ministros, será de 42 milhões de
euros. Uma das principais mais-valias do projecto é a criação de um
interface aéreo/ferroviário/rodoviário. Outro reflexo da chegada do Metro é
a construção de prédios de habitação, que começam a nascer à margem do canal
do Metro. Em Crestins, a edificação de um imóvel avança a bom ritmo.

2.
Metro corre contra o tempo
Jornal de Notícias
Hugo Silva
Porto/Aeroporto Pedras Rubras
Metro/Mobilidade

Início da construção da ligação ao aeroporto presa por burocracias Estudo de
impacte ambiental da empreitada indica que serão necessários dois anos para
construir o ramal

A pouco mais de nove meses do início do Euro 2004, ainda não começou a
empreitada de construção da linha de Metro até ao aeroporto Francisco Sá
Carneiro. O Conselho de Ministros aprovou o projecto, avaliado em 42 milhões
de euros, mas o arranque da obra aindaestá presa por burocracias: falta a
sua publicação em Diário da República e a posterior concretização das
expropriações necessárias. De resto, a fase de discussão pública do estudo
de impacte ambiental do projecto só termina na próxima terça-feira.

3.
Um elo entre a Marinha e a cidade
Jornal de Notícias
Autor não indicado
Espinho/Marinha de Silvalde
Ambiente Urbano

O futuro Fórum de Arte e Cultura de Espinho, a ser construído na antiga
fábrica de conservas “Brandão Gomes”, foi desde o início dado como uma forma
de fazer a ligação entre a cidade e uma das zonas consideradas mais pobres
do concelho, a Marinha de Silvalde. O FACE terá várias salas de aula, um
museu, um auditório com possibilidade de projecção de cinema, ateliês, uma
galeria de exposições, um bar e restaurante.

4.
Comercialização das carnes já tem empresas
Jornal de Notícias
Autor não indicado
Alto Minho-Lima
Desenvolvimento Rural

O “Plano Integrado de Desenvolvimento Rural para o Alto Minho-Lima” é um
projecto “de carácter estruturante, que visa criar um interposto modelar de
produção, gerar emprego e ser solução para centenas de explorações agrícolas
que estão perto de desaparecer”, refere o técnico Daniel Gomes.

5.
Cooperativa quer investir na agricultura biológica
Jornal de Notícias
Raquel de Melo
Paredes de Coura
Agricultura Biológica/Agricultura/Economia Tradicional

Objectivo é a produção, certificação e escoamento de produtos tradicionais
do Alto Minho montanhoso Projecto aguarda aprovação do Ministério da
Agricultura

‘A continuar assim, não vale a pena”, lamenta José Correia, de 57 anos,
agricultor de Insalde, Paredes de Coura. “Produzimos e não temos a quem
vender”. Passados dois anos de ter regressado de França, dedica-se ao único
bem que possui: a terra. Sem vantagens.Ir à vila vender alguns animais ou
produtos agrícolas “não compensa o trabalho, nem a despesa”. “Vendemos uma
dúzia de ovos a 75 cêntimos, quando nas cidades se vende ao dobro do preço”.

Práticas ancestrais Área do projecto Freguesias Financiamento

O projecto é baseado no modo de produção biológica. A cooperativa quer que
os agricultores retornem às práticas ancestrais. Todo o Alto Minho
montanhoso 1ª fase:Paredes de Coura-todas as freguesias;Ponte de Lima
(Bárrio, Calheiros, Cepões, Labruja, Labrujó, Rendufe e Vilar do Monte);
Arcos (Padroso); Monção (Abedim). Numa segunda fase, serão abrangidos Ponte
da Barca e o Vale do Minho.

6.
Mais cavalos do que turistas
Jornal de Notícias
Magalhães Costa
Braga/Bom Jesus
Turismo/Cavalos

Concorrência desleal no Bom Jesus afecta negócio, com mais de 200 anos, de
transporte de visitantes Operadores reclamam maior fiscalização e condições
de trabalho

O negócio dos cavalos do Bom Jesus está pelas ruas da amargura. A culpa é
atribuída à “concorrência desleal”. A oferta turística nunca registou tantos
operadores na estância. Nos últimos dois anos, o número da oferta quase que
triplicou, face a uma procura que, por sua vez, regista uma forte
decadência. E nem a santa do Sameiro parece proteger este património que é
preservado há mais de 200 anos, graças a boas-vontades de gente do povo.

7.
Polícias travam festival “Rock na Quinta”
Jornal de Notícias
M. C.
Amares/Braga
Ruído

Associação de Estudantes da Universidade Católica apresentou queixa ao
Governo Civil de Braga

A primeira edição do festival “Rock na Quinta”, promovido pela Associação de
Estudantes da Faculdade de Filosofia de Braga, no passado sábado, em
Caldelas, Amares, ficou “assombrado” pelo cancelamento dos concertos por
ordem da GNR local. Uma visita da autoridade considerada “inesperada”,
motivada por uma chamada anónima a reclamar do barulho dos espectáculos.
Pouco depois da meia-noite, a GNR de Amares procedeu ao cancelamento do
festival, ameaçando com a apreensão do material e detenção de pessoal afecto
à organização, caso a ordem policial não fosse cumprida.

8.
Projecto turístico no Braçal vale 8,4 milhões
Jornal de Notícias
Edgar Jorge
Sever do Vouga
Turismo/Antigas Minas

700 novos postos de trabalho poderão vir a ser criados no complexo de dez
hectares das antigas minas

O concelho de Sever do Vouga irá ver as suas ofertas turísticas
diversificadas com a aprovação do projecto do Braçal, um empreendimento
turístico de alta qualidade, avaliado em 8,4 milhões de euros, que ficará
situado num agregado mineiro abandonado.

9.
Santa Maria da Feira Adere à Semana Europeia da Mobilidade
Público
S.D.O.
Santa Maria da Feira
Mobilidade

“Acessibilidades” será o grande tema da semana europeia da mobilidade à qual
a cidade da Feira se vai juntar pela primeira vez. De 16 a 22 de Setembro, o
município enche-se de campanhas de sensibilização que pretendem alertar a
consciência de gente de todas as idades.

10.
Comunidade Urbana do Vale do Lima Avança a Todo o Vapor
Público
ANTÓNIO GONÇALVES
Viana do Castelo/Vale do Lima
Comunidades Urbanas/Orgtanização Territorial

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, na reunião do seu executivo
efectuada ontem, a proposta de instituição da “Comunidade Urbana do Vale do
Lima – Valima”, integrando os municípios de Arcos de Valdevez, Ponte da
Barca, Ponte de Lima e Viana.

11.
Mais Meio Milhão de Euros para Requalificar Centro Histórico de Cerveira
Público
LUSA
Cerveira
Centro Histórico/Ambiente Urbano

O concurso público para a terceira fase da requalificação do centro
histórico de Vila Nova de Cerveira, orçada em 500 mil euros, será lançado em
Setembro, disse à agência Lusa o presidente da autarquia. “As obras deverão
iniciar-se em Novembro, com um prazo de execução de seis meses, pelo que os
trabalhos estarão concluídos no início do Verão de 2004”, acrescentou José
Manuel Carpinteira.

12.
Câmara prossegue corte de árvores em Monsanto
Jornal de Notícias
Ana Fonseca
(Fora do Noroeste) Lisboa/Monsanto
Abate de árvores/Parque de Monsanto

Autarca revelou que dos 320 hectares da área total de espécies a abater só
37% já estão realizados Vereação PCP questiona operação

O abate de centenas de árvores no Parque Florestal de Monsanto foi um dos
pontos que ontem, em reunião pública, mereceu a atenção do executivo
camarário. Às dúvidas levantadas pela Oposição, nomeadamente pelo comunista
António Abreu, o presidente da autarquia respondeu que a intervenção se
prende com a “valorização da mata e com questões de segurança”. Santana
Lopes confessou que “é impossível quantificar o número de plantas abatidas”.

13.
Jardim para invisuais pronto em meados de 2004
Jornal de Notícias
Helena Silva
Leiria/Senhora da Encarnação
Jardins/Jardim Sensorial/Invisuais/Barreiras Arquitectónicas

ACAPO aplaude projecto, mas defende necessidade de investir primeiro na
eliminação de barreiras na cidade Espaço será criado no morro da Senhora da
Encarnação

O morro da Senhora da Encarnação, em Leiria, vai acolher, no próximo ano, um
jardim sensorial destinado a pessoas invisuais. Embora aplaudido pela
delegação de Leiria da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO),
o projecto não é considerado prioritário, tendo em conta as barreiras que
dominam a cidade.

INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentaram-se os resumos de notícias de interesse
urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de Notícias
e do Público Local Porto e Minho, em 28 de Agosto de 2003.

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
Vouga e o Minho. Em «Fora do Noroeste» (só ocasionalmente), podem inserir-se
notícias de outras regiões que possam apresentar interesse como exemplo
negativo ou positivo para situações equivalentes no Noroeste.

Selecção hoje feita por José Carlos Marques

Para os textos integrais consultar:

https://jn.sapo.pt/eddia/eddia5.asp

https://jornal.publico.pt/publico/2003/08/28/indice.html

ou as respectivas edições em papel.

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário