İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    Para ligar/desligar, para ler as mensagens em modo página-net, ou para contactar
    a lista Porto e Noroeste em Debate, ver informações no fim da mensagem.

    Boletim INFOPNED
    Segunda-feira, 25 de Agosto de 2003

    1.
    JN grande porto, Rua do Bacelo

    Aglomerados de barracas abrigam miséria há décadas
    Famílias vivem sem quaisquer condições e dizem aguardar ajuda da Câmara
    Estão instaladas em terrenos baldios privados, com autorização dos
    respectivos proprietários
    Hugo Silva

    2.
    JN grande porto Porto/S. João de Deus

    Críticas à falta de intervenção da autarquia
    Um sentimento é comum aos moradores das barracas que resistem, há décadas,
    em terrenos baldios da cidade do Porto: a descrença na actuação da Câmara.
    Fernando Gonçalves lembra que, há mais de dois anos, já lhe pediram os dados
    para obter uma habitação, mas que ainda hoje permanece na mesma barraca,
    onde apenas abundam as dificuldades. Falta espaço, falta um quarto de banho,
    faltam as condições mínimas de habitabilidade.
    MARGARIDA GOMES

    3.
    JN grande porto Gaia

    Fogo-de- -artifício provoca incêndio
    Um incêndio deflagrou, anteontem, pouco antes da meia- noite, numa zona de
    mato, na Alameda de Santa Eulália, em Oliveira do Douro, concelho de Vila
    Nova de Gaia.

    4.
    JN grande PortoPóvoa do Varzim

    Praias perderam banhistas
    crise Concessionários alugaram menos barracas e quartos da Avenida dos
    Banhos ficaram “às moscas” Segunda quinzena de Agosto aliviou o cenário de
    um Verão pouco animador .Mesmo com o mar calmo , sem marés vivas, e com a
    vaga de calor, os concessionários da praia da Póvoa queixam-se da menor
    afluência de banhistas. Sobretudo dos clientes que alugam barracas. Gente do
    Minho e de Trás-os-Montes que fazia do areal poveiro a sua casa de Verão.
    São os sinais da crise.
    José de Azevedo

    5.
    JN país Nazaré

    Balões pelo ambiente
    lançamento Praia nazarena foi palco de uma acção simbólica em nome da
    preservação do Planeta Nuvens negras não afastaram curiosos
    Nem a ameaça de chuva afastou, ontem, os vários milhares de pessoas que
    aguardavam ansiosamente na praia da Nazaré pelo lançamento de 10 mil balões.
    A iniciativa, a cargo da Câmara Municipal, estava incluída no lote de acções
    relativas à bandeira azul e reuniu crianças e pais junto à bola Nívea, um
    local mítico na praia daquela vila.
    Joaquim Paulo

    6.
    JN País Braga
    Corridas ilegais invadem parque industrial de Adaúfe
    aceleras Tribo do “tuning” e da competição automóvel ilegal junta milhares
    de pessoas todos os fins-de-semana Há quem perca salários e até livretes, em
    apostas nos pilotos favoritos
    Elmano Madail

    7.
    JN país lisboa
    Faixas negras arrancadas
    As duas faixas e os panos negros que a associação ambientalista Quercus
    colocou, na passada quinta-feira, no Parque Eduardo VII e nas ruas Joaquim
    António Aguiar e Artilharia Um foram retiradas durante a tarde do dia
    seguinte. “Foi um serviço muito rápido elimpo” ironizou Carlos Moura, do
    núcleo de Lisboa, da Quercus.
    Zona Desportiva da Maia Vai Ser Requalificada com Espaços de Comércio e de
    Lazer Público
    NATÁLIA FILIPE

    8.
    JN país
    Jerusalém, Jerusalém…

    Eu sei de onde vem este meu fascínio pelas buganvílias. Vem de um tempo
    menino, de lugares do Sul, quando elas cresciam muros brancos acima e
    pendiam vermelhas dos telhados.
    Pára-me o pensamento em Jerusalém, não sei se pela memória das muitas que lá
    vi, nos jardins subindo as colinas, ao lado de cedros e oliveiras, se pela
    força poderosa do sangue que corre nas suas ruas depois de mais um
    atentado…
    Estive em Jerusalém nas vésperas da eleição de Ariel Sharon .
    Andei nas ruas de pedra dourada dos mercados da cidade velha, cheirei o
    Oriente no aroma das especiarias expostas em sacos de serapilheira, vi os
    latões, as cerâmicas, o colorido das vestes penduradas à porta dos
    estabelecimentos, ouvi os pregões dos vendedores ambulantes, vi uma babel de
    turistas subindo e descendo a escadaria da via dolorosa.
    No ar, o toque familiar dos sinos das igrejas misturava-se com o toque
    nostálgico vindo dos minaretes das mesquitas. Fui ao Muro das Lamentações,
    lugar de celebração judaica e ao Aram Esh Sharif, lugar de culto muçulmano.
    Visitei o Knesset, entre modernas avenidas e muitos jardins.
    Por isso, quando os noticiários das televisões anunciam mais um ataque
    suicida ou o raide que se lhe vai seguir, penso em gente concreta que sofre,
    que morre, que tem família. De um lado e do outro. São eles, estão longe.
    Podia ser aqui e sermos nós.
    por LUÌZA NOVO VAZ advogada

    9.
    JN país Arcos de Valdevez

    Jovens de nove países partilham experiências
    multiculturalismo Campo de trabalho em Vila Fonche acolhe rapazes e
    raparigas até 1 de Setembro Estão a limpar Monte do Castelo
    Alface, tomate, pepino, rabanete. Em pequenos pedaços, para salada. A carne
    já está no forno “com bastante pimenta”, expõe Anna Barsi, 22 anos, que,
    munida apenas de óculos de mergulho, foi capaz de cortar as inúmeras cebolas
    e acompanhar a irmã, Böbe, 18, na confecção da primeiro prato húngaro do 10º
    Campo de Trabalho Internacional em Vila Fonche, Arcos de Valdevez.
    Raquel de Melo

    10.
    Público – local Porto – Caminha

    Traçados do IC1 rejeitados mais uma vez por Lanhelas
    A Assembleia de Freguesia de Lanhelas rejeitou, na sexta-feira, todas as
    propostas do traçado do IC1, que atravessará aquela localidade, fazendo
    aprovar uma proposta da Junta de Freguesia que defende a abertura de um
    túnel pelo Monte Góis.
    Gil Diniz

    11.
    Público -local porto

    Foz do Douro Encheu-se para Ver Desfile de Roupas de Papel
    É um filme cujo guião todos já sabem de cor: há um cortejo, composto por
    pessoas com trajes de papel, que termina num animado banho na praia do
    Ourigo, no Porto. A cada ano, as Festas de S. Bartolomeu atraem largas
    centenas de espectadores à freguesia da Foz do Douro. O ritual voltou a
    cumprir-se ontem, num desfile colorido que partiu, com quase uma hora de
    atraso, do Forte S. . João Baptista da Foz,…Por ANDRÉIA AZEVEDO SOARES

    12.
    Público – Local Porto – Matosinhos

    Nova Igreja de Custóias Vai Custar Mais de 2,5 Milhões de Euros
    A Câmara de Matosinhos vai assinar em breve um acordo com a Diocese do Porto
    tendo em vista a construção da nova Igreja de Custóias, orçada em mais de
    2,5 milhões de euros. A igreja, que será construída num terreno cedido pela
    autarquia, actualmente ocupado por um parque de estacionamento, terá
    capacidade para 500 lugares sentados. 13.
    Concursos do Polis em Viana com Cinco Meses de Atraso para Recuperar
    Público
    Por LUSA

    13.
    Público – Local Porto -Mindelo

    Ambientalistas Ensinam a Fazer Forno Solar Artesanal
    Bastam uma lata de cerveja, uma garrafa de plástico e um pacote de batatas
    fritas para se conseguir construir um forno solar artesanal. Não se trata de
    mais uma peripécia da série televisiva “McGyver”, mas sim um método sugerido
    pelo ambientalista Armando Herculano, que coordena no dia 30 deste mês um
    “workshop” sobre a técnica.
    Por LUSA

    14.
    Público – Local Minho, Esposende
    Só Falta o Dinheiro para a Requalificação da Apúlia e da Marginal de
    Esposende
    O presidente da Câmara de Esposende disse esta semana ao ministro Marques
    Mendes que a autarquia já tem concluídos os projectos de requalificação das
    suas frentes ribeirinha e marítima, mas não revelou grandes pormenores.
    TEXTO
    ver tb. “Revolução” na Zona Ribeirinha
    Planos de Pormenor para S. Bartolomeu do Mar, Ofir e Apúlia
    Imóveis Pretendidos pela Câmara

    15.
    Público – Local Minho, Cabeceiras de Basto
    Prédio da Boavista Vai Abaixo Até Quinta-feira
    O “Prédio da Boavista”, um imóvel que foi propriedade do anterior presidente
    da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Mário Campilho, e que esteve no
    centro da guerrilha política entre os dois últimos líderes da autarquia
    local ao longo da última década, deverá estar finalmente demolido até à
    próxima quinta-feira, confirmou ao PÚBLICO, o actual líder do executivo
    cabeceirense, Joaquim Barreto.
    Por NELSON MARQUES

    16.
    Público – Local Minho, Arcos de Valdevez
    “A Mais Bela Paisagem Humanizada do Minho”
    Mais que a história da arte ou o património edificado, o desafio colocado
    por Eduardo Pires de Oliveira aos participantes no último Passeio Público
    centrou-se essencialmente no encanto e harmonia da paisagem, num percurso
    por aquela que considera como “a mais bela paisagem humanizada do Minho”.
    Por JOSÉ AUGUSTO MOREIRA

    INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

    Acima apresentou-se o sumário e/ou resumos de notícias de interesse
    urbanístico/ambiental publicadas na edição electrónica do JN e do Público
    Local Porto e Minho.

    Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
    aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito específico
    são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste, basicamente entre o
    Vouga e o Minho. Em «Fora do Noroeste» (só ocasionalmente), podem inserir-se
    notícias de outras regiões que possam apresentar interesse como exemplo
    negativo ou positivo para situações equivalentes no Noroeste.

    Selecção hoje feita por Alexandre Bahia

    Para os textos integrais consultar:

    https://jn.sapo.pt/eddia/eddia2.asp

    https://jornal.publico.pt/publico/2003/08/25/indice.html

    ou as respectivas edições em papel.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário