• Set : 17 : 2020 - ALERTA AOS CIDADÃOS: TRÊS JARDINS DO PORTO E 503 SOBREIROS EM GAIA AMEAÇADOS DE MUTILAÇÃO E ABATE
  • Mai : 14 : 2020 - Por Amor da Árvore 2020
  • Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes

(Para qualquer problema com esta lista, ver informagues no final do texto e
instrugues no rodapi da mensagem)

Seleção hoje feita por Alexandre Bahia

Segunda-feira, 11 de Agosto de 2003

JN

1.Demolição dos blocos três e quatro já começou
N.S.
As demolições dos blocos 3 e 4 do Bairro de S. João de Deus arrancaram, ontem de
manhã, um dia depois de a Câmara ter despejado as sete famílias que lá viviam.
2.Nova vaga de despejos leva S. João de Deus à Câmara porto manifestação
Moradores esperam ser recebidos, amanhã à tarde, pelo vereador Paulo Morais Será
pedida à Assembleia Municipal uma comissão de inquérito para avaliar despejos
Nuno Silva As sete famílias despejadas anteontem não ficarão ao relento. Vítor
Marques, presidente da União Romani, revelou quese estão a procurar formas de
“encaixar” as pessoas em casas de familiares e amigos, dentro do bairro. “A
comunidade cigana é muito unida e ninguém ficará na rua”, sublinhou. O mesmo
responsável pôs de parte a hipótese de os desalojados se instalarem em tendas.
“Não é viável”, disse.
3.Torneiras outra vez sem gota de água porto seca Nova rotura da conduta da
marginal afectou parte significativa das populações ribeirinhas da cidade Nuno
Silva Repetiu-se o cenário de “seca”. Uma nova rotura na conduta da marginal do
Porto voltou a privar de água parte significativa das populações ribeirinhas da
cidade. Pela quinta vez, em pouco mais de uma semana.
4.Viva Paranhos e a CPPPM por jorge vilas jornalista Que falta a Paranhos para
ser município? Nada que outros municípios não tenham Eu e alguns dos meus
vizinhos sentámo-nos, há dias, a uma das mesas do “Barcarola” e depois de muito
matutar resolvemos constituir uma Comissão Pró-Promoção de Paranhos a Município.
A CPPPM, assim vou designar a partir de agora o referido grupo de trabalho, terá
como objectivo, já se vê, libertar a freguesia da tutela da Câmara do Porto e
transformá-la em município.
5.Câmara delega poder em juntas de freguesia póvoa de lanhoso Berta Carvalho A
Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, com o objectivo de reforçar as atribuições
e competências das freguesias em diversas matérias, celebrou protocolos de
delegação de competências de Administração e Fiscalização com sete Juntas de
Freguesia do município.
6.Concentração motard acabou à bastonada bragança corpo de intervenção Cerca de
20 agentes da PSP carregaram sobre participantes e assistência Acrobacias na
origem da acção policial Glória Lopes Aconcentração de motards de Bragança
terminou, na noite de anteontem, com uma carga à bastonada por parte do Corpo de
Intervenção da PSP do Porto, quando vários pilotos profissionais faziam
acrobacias junto a um bar. Munidos de bastão e escudo, cerca de 20 agentes
abeiraram-se da multidão, agredindo os motoqueiros que faziam acrobacias e as
pessoas que assistiam, batendo, também, nos veículos que estavam estacionados
nos dois lados da rua.
7.Domingo sem carros: mais aveirenses na rua jaimanuel freire Os aveirenses
estão a habituar-se aos Domingos sem Carros, essa iniciativa da Câmara Municipal
que decidiu fechar as ruas mais centrais ao trânsito, entre as 10 e as 13 horas.
Ontem, foi visível a presença de mais gente junto aos canais, aproveitando a
ausência dos motores para andar ou pedalar à vontade. Nem os cavalos ficaram em
casa num dia bonito, mais fresco que os anteriores, mas mesmo assim quente. O
suficiente para ver, bem cedo, milhares de carros no Itinerário Principal 5
(IP5) em direcção às praias de Ílhavo e Vagos. Só por isso o centro da cidade
não registou “lotação esgotada”. Domingo há mais.
8.Fogo-de-artifício fere duas mulheres melgaço Duas mulheres ficaram feridas,
anteontem à noite, ao serem atingidas por um morteiro de fogo-preso, um dos
atractivos da Festa da Cultura, que encerrou ontem, em Melgalço.
9.Meio milhão viajou até à Idade Média santa maria da feira Associações locais
Foi enorme o envolvimento na maior recriação histórica do país Isabel Peixoto
“As pessoas vêm à procura da diferença, não vêm por vir”. A expressão de Carlos
Martins, vereador da Cultura da Câmara de Santa Maria da Feira, espelha bem o
sucesso da 7ª edição da Viagem Medieval, que ontem terminou. Numa estimativa
ainda superficial, aquele responsável calcula que o centro histórico da cidade
tenha sido visitado por 400 mil a 500 mil pessoas.
10.Carrinha percorre concelho para atender os munícipes cabeceiras de basto
mobilidade Serviço inovador tem cerca de dois mil veneráveis clientes que de
outro modo não poderiam ter cuidados primários de saúde Permite também pagar
contas de electricidade Liliana Costa Na aldeia já toda a gente sabe da
novidade. Uma carrinha adaptada chega todas as semanas da vila, Cabeceiras de
Basto, para resolver alguns dos problemas mais básicos da população. Os cuidados
primários de saúde são os mais requisitados, ou não fossem os destinatários de
avançada idade, com evidentes debilidades.
11.Povo contesta secura braga seca Fontanário secular de Palmeira deixou de ter
água em 1998 e não deverá tornar a verter gota Adjudicadas obras para instalar
saneamento Elmano Madail “Que puta de miséria por estes lados”, grita o cartaz,
colocado por anónima indignação, no chafariz granítico fronteiro à Estrada
Nacional 101, em Palmeira, Braga, de cuja boca já não sai água, quando a
canícula aperta, desde 1998. Fora o Verão, e desde então, a fartura também nunca
foi muita, mas o estio determina a mais completa secura.

PUBLICO
1.
Falta de Limpeza da Vegetação Junto às Bermas da A1 Por CARLOS
CIPRIANOSegunda-feira, 11 de Agosto de 2003
Uma auto-estrada em zona de floresta poderia constituir uma linha de contenção
ideal ao avanço dos incêndios, mas não é o que acontece na A1, onde a falta de
limpeza das bermas constitui um perigo para a própria segurança das viaturas.
Em alguns lanços a vegetação seca cresce junto aos “rails” de protecção da
auto-estrada. Noutros são os pinheiros e o mato rasteiro que abraçam os “rails”,
ameaçando invadir a via de serviço. Tudo isso porque a Brisa tem descurado a
desmatagem das bermas da A1, apesar de ser obrigada, por lei, a fazer a limpeza
do espaço entre a vedação que impede o acesso ao seu terreno e a auto-estrada
propriamente dita.
2.
Câmara do Porto Arrasou Mais Um Bloco no Bairro S. João de Deus
Por ANDRÉIA AZEVEDO SOARES
Num tempo recorde de 48 horas, a Câmara do Porto conseguiu cumprir as três
etapas necessárias ao avanço do plano de reconversão do Bairro S. João de Deus:
notificações, despejos e demolição dos blocos habitacionais 3 e 4. Ontem, após
as 8h00, o braço mecânico de uma máquina começou a desfazer o edifício, de onde
foram despejadas sete famílias ainda na manhã de anteontem. TEXTO
3. Câmara de Matosinhos Vai Construir Parque de Estacionamento Junto ao Forte de
Leça
Por LUÍSA PINTO
Os fortes congestionamentos à circulação de trânsito que a Câmara de Matosinhos
se está a preparar para impor na zona da marginal de Leça da Palmeira obrigaram
a autarquia a pensar numa alternativa de estacionamento que venha, também, a
contribuir para regular os aparcamentos “desordenados” que ali agora têm lugar.
TEXTO

4. Praias Fluviais Interditas Devido à Qualidade da Água Estão Cheias de Gente
Por SARA DIAS OLIVEIRA
O cartaz que mais desperta a atenção está escrito a tinta vermelha e as letras
vêem-se ao longe. “Aviso: Praia não Vigiada”. A praia do Gramido, em Gondomar,
não tem, portanto, banheiros. Mais ao pé do rio Douro, a pouco mais de três
metros, há um outro placard que tem um alerta não menos importante. As letras
mudam para um tom negro. “É desaconselhável a prática balnear neste lugar. TEXTO
5. Local Minho
Minho Longe dos Valores de Reciclagem de Resíduos Exigidos pela UE
Por NUNO PASSOS
Apenas um cada três dos 260 mil habitantes dos seis concelhos abrangidos pela
Braval – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos (Amares, Braga, Póvoa de
Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde) faz separação de
resíduos, o que corresponde sensivelmente à média nacional e nos coloca muito
longe das metas exigidas pela União Europeia. TEXTO
6. Contra o Foguetório
Por EDUARDO JORGE MADUREIRA
A enorme trapalhada sobre os foguetes que, digamos assim, não podem, talvez
possam, podem e, certamente, não deixarão de ser lançados ajuda a compreender o
modo como, entre nós, se enfrentam os problemas.
Para os textos integrais consultar:

https://jn.sapo.pt/eddia/eddia2.asp

https://jornal.publico.pt/publico/2003/08/11/indice.html

ou as respectivas edigues em papel.

PNED = Porto e Noroeste em Debate

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário