İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

    Domingo, 23 de Fevereiro de 2003

    (Para qualquer problema com esta lista, seguir por favor as instrucoes do rodape
    desta mensagem.)

    Destaque: Dar Vida as Aldeias

    Seguem-se os resumos de noticias de interesse urbanistico/ambiental publicadas
    na edicao
    electronica do JN e Publico, em 23 de Fevereiro de 2003. A seleccao e da
    associacao Campo Aberto.
    Para os textos integrais consultar as referidas paginas ou a respectiva edicao
    em papel.

    PNED = Porto e Noroeste em Debate

    Noticias fora deste ambito geografico podem a titulo excepcional ser incluidas
    por apresentarem
    interesse evidente para questoes relativas ao
    Porto e Noroeste.

    23 de Fevereiro de 2003

    Da Arca e da Natividade

    De seu comeco, a primitiva Fonte da Arca, construida em 1609 pelo arquitecto
    Manuel Garces, servia
    para aproveitamento das aguas de tres importantes mananciais que confluiam ao
    antigo Campo das
    Hortas. Situava-se essa primeira fonte, como ja vai referido noutro sitio, “a
    meio do largo, relativamente
    espacoso, limitado pela ermida de Santo Antonio (dos Congregados) e pelo
    convento dos Padres da
    Divina Providencia” tambem chamados Loios. Em 1864, por iniciativa da Camara,
    foi demolida parte da
    muralha em frente aos Congregados Madult.net e mudou-se a fonte mais para Poente. E ja
    neste sitio que, com a
    colocacao da Imagem de Nossa senhora a fonte se passa a denominar da Natividade,
    dando o seu
    nome a calcada que desde a praca subia para os Clerigos.

    Degradacao gera revolta no bairro das Fontainhas

    Moradores reunem-se com Paulo Morais e decidem se avancam com uma manifestacao,
    depois de
    amanha, em frente a Camara
    ines schreck

    “Viver ali na rua e mais chique do que no bairro”. Escassos passos separam a Rua
    da Corticeira do
    Bairro da Tapada, nas Fontainhas, no Porto. Mas a frase, dita em jeito de piada,
    nao esconde a revolta
    de quem ali vive. E mais um Inverno que passa e a degradacao das casas acentua-
    se. As solucoes,
    essas, “parecem cada vez mais longe”.

    Fugiram os jovens ficaram os velhos

    Ha mais de 115 mil pessoas que vem ao Porto para trabalhar
    jorge vilas

    A cidade do Porto perdeu, em 10 anos, cerca de 40 mil habitantes, passando de
    302 mil para 263 mil.
    Os mais novos fugiram para as periferias – o conjunto da Area Metropolitana
    ganhou 90 mil habitantes
    – e ficaram os mais velhos. Mas a cidade continua a revelar uma grande
    capacidade atraccao: todos
    os dias rumam a Invicta 40 mil estudantes do Ensino Superior e 115 mil pessoas
    que aqui tem o seu
    posto de trabalho.

    Moradores ameacam barricar a Ponte do Infante

    A Associacao de Moradores da Zona das Fontainhas (AMZF) reune-se, hoje, com o
    vice-presidente da
    Camara do Porto, Paulo Morais, para tentar encontrar solucoes que permitam
    resolver os inumeros
    problemas do bairro. Essa e, pelo menos, a vontade de Jose Maia, presidente da
    associacao, que
    pretende com o encontro cimentar os projectos por que tem vindo a lutar. “Quero
    garantias de que os
    terrenos para habitacao vao ser cedidos a Cooperativa das Fontainhas, que os
    senhorios das casas
    degradadas vao ser forcados a fazer obras e que os escombros do Bairro da Capela
    vao ser
    removidos”, explicou, ao JN, o responsavel.

    braga : Arqueologia concilia historia e negocios Cidade e pioneira na
    experiencia de coexistencia de epocas, associando espacos privados que albergam
    vestigios medievais MAGALHAES COSTA

    Da pelo nome de Frigideiras do Cantinho a
    mais antiga casa de Bracara Augusta que, em 1998, num projecto inovador,
    assumiu o passado da urbe romana e medieval. A descoberta de uma monumental
    casa romana, datada do seculo III da nossa era, possibilitou a criacao, na cave
    da pastelaria, de um projecto museologico que co-habita com o devir quotidiano
    da cidade. Volvidos cinco anos, Avelino Rocha, o proprietario, esta encantado
    com o repto lancado pelo Gabinete de Arqueologoia (GA) da Camara Municipal de
    Braga. “As pessoas visitam esta casa e sentem algo especial por ela.

    ponte da barca :

    Permuta de terrenos debaixo de criticas Oposicao diz que
    medida nao e vantajosa. Cabral de Oliveira refere processo legal LUIS
    OLIVEIRA*

    Uma permuta de terrenos entre a Camara Municipal e uma empresa
    privada esta a causar polemica entre o presidente da edilidade e a Oposicao (PS
    e CDU) de Ponte da Barca. Reunida, ontem, na sede da Junta de Lavradas, naquele
    concelho, a Assembleia Municipal voltou a apreciar a medida, tendo o orgao
    deliberado discutir uma proposta do PS – relativa a anulacao da proposta – em
    assembleia extraordinaria, a realizar brevemente.

    arouca :

    Milhoes para dar vida a aldeias Projecto comunitario pretende
    recuperar patrimonio, atrair visitantes e melhorar as dificeis condicoes
    manuel vitorino Textos Fernando Oliveira Fotos Avida corre devagar em Merujal,
    no meio da serra da Freita. A poucos quilometros desta comunidade rural,
    situa-se Cabacos, uma das nove aldeias tradicionais a recuperar no ambito do
    programa comunitario Piter, num projecto que ultrapassa os seis milhoes de
    euros. Nessas terras, os novos partiram ha muito e so os velhos teimam em ficar.
    De pe, ficaram lacos de solidariedade e de partilha. Mas tambem muita solidao e
    pena pelo abandono.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário