İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    (Para qualquer problema com esta lista, seguir por favor as instruções do
    rodapé desta mensagem.)

    Destaque: Portas sem Chave

    Transplantar populações é sempre algo que só em casos extremos e com mil
    cuidados se justifica fazer. A gente da Parceria e Antunes, perto da
    Maternidade de Júlio Diniz, era uma verdadeira comunidade. A sua
    transplantação para a Pasteleira não vai sem problemas. As casas são
    melhores, reconhecem, mas a vitalidade comunitária vê-se ameaçada no novo
    enquadramento. E afinal o motivo que levou ao transplante tem vindo a ser
    posto em causa. A confirmar-se que não será construído o centro
    materno-infantil que justificou a expulsão dessa comunidade, poderá dizer-se
    que se brinca com grande facilidade com elementos essenciais da vida das
    pessoas e das comunidades.

    Seguem-se os resumos de notícias de interesse urbanístico/ambiental
    publicadas na edição electrónica do JN em 2 de Fevereiro de 2003. A selecção
    é da responsabilidade da associação Campo Aberto. Para os textos integrais
    consultar as referidas páginas ou a respectiva edição em papel.

    PNED = Porto e Noroeste em DebateDomingo, 2 de Fevereiro de 2003

    Aprendemos a fechar as portas na Pasteleira

    Por uma causa deixaram as suas casas no Bairro Parceria e Antunes e
    aceitaram ir viver para bairros sociais do Porto. Quase todas as 152
    famílias foram realojadas no Bairro Novo da Pasteleira e mais de um ano
    depois fazem o balanço dessa mudança. “É muito diferente. Aqui tivemos que
    nos habituar a fechar as portas e as janelas. Não se pode ir à mercearia ou
    a casa da vizinha e deixar a porta encostada, é preciso fechá-la, o que não
    fazíamos em Parceria e Antunes”, explicou Maria Jorge.

    Ilhas de Paranhos aguardam vistorias

    CDU realiza levantamento de situações de carências extremas na freguesia
    mais populosa do Porto
    erika nunes

    Cerca de uma centena de casos a necessitar de realojamentos urgentes na
    freguesia de Paranhos, no Porto, é o número avançado pela CDU local, no
    âmbito do trabalho de caracterização de situações mais graves.

    Número de barracas cresce em Gondomar

    Partido Socialista realizou visita a locais problemáticos do concelho,
    apontando obras prometidas e por fazer
    erika nunes

    “Ninguém acredita que estamos no centro de Rio Tinto e que o investimento
    prometido na freguesia mais populosa ­ a Triana ­, cerca de 200 mil euros,
    agora não é considerado «prioritário» por parte da Câmara Municipal de
    Gondomar”, declarou o vereador socialista Ricardo Bexiga, numa visita da
    secção de Rio Tinto do seu partido, ontem de manhã, a uma das zonas mais
    degradadas e mal afamadas de Gondomar.

    “Não há tensão com os moradores, isso é falso”
    ENTREVISTAS Rosa do Aleixo E Paulo Morais

    Como explica a tensão entre moradores e Câmara, quando a prioridade do
    Executivo é a habitação social? Não há tensão com os moradores, isso é
    falso. Temos dois tipos de interlocutores. Uns são os representantes dos
    moradores, que apresentam as queixas e as preocupações e que compreendemos.
    Outros, uma minoria, são pessoas que fazem negócios à custa da misériados
    moradores, com os quais não nos preocupamos.

    Os emblemáticos leões

    Durante muito tempo, o abastecimento de água à cidade foi feito apenas
    através de poços e das fontes e chafarizes que havia espalhadas pelo tecido
    urbano da urbe. E não eram assim tão poucos. Agostinho Rebelo da Costa, que
    escreveu em 1789, dizia desse tempoo seguinte: “… é copiosíssimo o número
    das fontes, chafarizes e poços de água nativa e pura que servem de uso e
    regalo a todas as famílias.

    Vida difícil no bairro para 40 mil pessoas

    Apesar de Rui Rio ter definido prioridade à Habitação, não escapa a críticas
    de moradores
    carla sofia luz e Virgínia alves

    Mais de 40 mil pessoas (15% da população do concelho) moram nos 46 bairros
    sociais do Porto. Uma vida dificultada por graves carências económicas e,
    quase sempre, pela falta de segurança e de condições habitacionais nos 14
    mil fogos das urbanizações. Mesmo as mais recentes, como as dos Choupos e do
    Viso, deterioram-se com as infiltrações de água.

    GUIMARÃES :

    PSD leva o PDM a tribunal
    JOAQUIM FORTE

    O PSD de Guimarães vai remeter para o Ministério Público um caso de alegada
    violação do Plano Director Municipal (PDM) por parte da Câmara local. Em
    causa está o deferimento, pela autarquia, de um pedido de viabilidade de
    construção num terreno de Pevidém, sustentado na existência de uma excepção
    ao PDM.

    Ovar :

    Município ameaça abandonar SIMRIA

    Despoluição da barrinha de Esmoriz num impasse
    Natacha Palma

    A Câmara de Ovar está a equacionar a sua saída da SIMRIA ­ Sistema
    Multimunicipal de Saneamento da Ria de Aveiro, empresa responsável pelo
    projecto de despoluição da barrinha de Esmoriz. Numa conferência de Imprensa
    realizada ontem, o presidente da Câmara vareira, Armando França, afirmou
    que, caso o processo não avance rapidamente ­ na sua opinião, pouco ou nada
    se avançou nos últimos dois anos ­, não restará outra atitude, pois
    considera que os interesses do município não estão a ser defendidos.

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário