İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    31 Agosto a 3 Setembro

    31 de Agosto

    JN

    Casas demolidas Bairroda Capela,na escarpadas Fontainhas,vai abaixo Os
    trabalhos que antecedem a demolição do Bairro da Capela, às Fontainhas, no
    Porto, arrancam hoje, pelas 11.30 horas. Paulo Morais, vereador da Habitação da
    Câmara portuense, explicou que se trata do arranque do “processo de
    desactivação das casas, para que as mesmas não possam ser reocupadas por outras
    famílias ou por marginais”. https://jn.pt/textos/out7032.asp
    https://jn.pt/textos/out7032.asp

    Palco para os políticos Imprimir outra dinâmica às juntas metropolitanas
    Quando, recentemente, li no JN de 14.08.2002 um artigo da autoria do Sr. Arqº
    Gomes Fernandes, pessoa que muito considero, senti que, não obstante o muito
    que sob o ponto de vista ideológico nos separa, tínhamos uma mesma preocupação
    em relação à futura actu ação da Junta Metropolitana do Porto e aos poderes que
    lhe deverão ser atribuídos, o que não traduz que coincidamos nas suas
    atribuições e finalidade. https://jn.pt/textos/out7039.asp
    https://jn.pt/textos/out7039.asp

    PSP aponta para 19 mil casas devolutas Rua do Monte Ramalde, na zona de
    Francos, é um dos piores exemplos de um problema que aringe vários pontos da
    cidade ALICE RIOS OPorto está cheio de edifícios abandonados e degradados. O
    poiso ideal para toxicodependentes, prostitutas, imigrantes e indivíduos sem
    abrigo. Que normalmente geram problemas de segurança. Pelas actividades a que
    se dedicam, mas também porque estão muitas v ezes na origem de incêndios, que
    põem em risco edifícios contíguos e alarmam as populações. https://jn.
    pt/textos/out70310.asp
    https://jn.pt/textos/out70310.asp

    Público

    Contestatários das Torres Altis Pedem Nova Audiência a Rui Rio
    Por MÁRIO BARROS
    O movimento de moradores que contesta a construção das chamadas Torres Altis –
    mesmo em frente à Universidade Católica, na zona da Foz – enviou ontem uma
    carta a Rui Rio, presidente da Câmara Municipal do Porto (CMP), a solicitar
    nova audiência. TEXTO
    Moradores do Aleixo Queixam-se do Lixo no Bairro
    Por MARGARIDA GOMES
    Os moradores do bairro social do Aleixo, um aglomerado habitacional onde
    residem perto de 1500 pessoas, situado na freguesia de Lordelo do Ouro, estão
    desolados com a sujidade que varre o bairro de lés-a-lés e dizem que não se
    conformam com o facto de Rui Sá, vereador do Ambiente na Câmara do Porto, ter
    suspenso o programa de limpeza da urbanização. TEXTO
    Bairro Continua

    Projecto Turístico Recupera Minas do Braçal
    Por PATRÍCIA COELHO MOREIRA
    Manuel da Silva foi mineiro durante cinco anos. Era filho do chefe das antigas
    Minas do Braçal, em Sever do Vouga, onde trabalhou ele próprio como responsável
    pelo sector da fundição. A um passo de completar 70 anos de idade, Manuel
    relata episódios de um tempo distante, lembra com saudade os colegas mineiros e
    aponta com rigor a localização de cada estrutura do espaço actualmente
    desactivado. TEXTO
    Associação Descobre Fauna e Flora
    Valências do Complexo

    Aprender Música em Contacto com a Natureza
    Por ABEL COENTRÃO
    Nos últimos dias, a paisagem bucólica de duas freguesias rurais de Barcelos
    ganhou novos sons. A quarta edição dos Cursos de Música Luiz Costa levou até à
    Quinta da Porta e à Casa de Farelães, em Monte de Farelães, e à Quinta de Santa
    Comba, em S. TEXTO

    Habitantes de Lustosa Tentaram Barrar Entrada no Aterro Sanitário
    Os habitantes da freguesia de Lustosa, Lousada, manifestaram-se, na manhã de
    ontem, contra o incumprimento do protocolo estabelecido, em 1999, entre as
    câmaras municipais de Paços de Ferreira e Felgueiras e a Junta de Freguesia de
    Lustosa, que previa um pagamento mensal à freguesia, durante um período de dez
    anos, devido à utilização do aterro sanitário local. TEXTO

    As Cruzadas de Rui Rio
    Por JOSÉ MANUEL ROCHA
    O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, parece ser um homem de
    cruzadas. Viu-se esta sua disposição na verdadeira guerra que abriu ao Plano de
    Pormenor das Antas, dizendo que a filosofia urbanística nele vertida não se
    enquadrava no modelo de cidade que defende – menos densa e, portanto, mais
    povoada de espaços onde os cidadãos possam fruir os encantos locais. TEXTO

    1.9.02

    JN

    Oliveira de Azeméis: Bombeiros acusam “mãos criminosas” Pinheiro da Bemposta
    tem sido a freguesia mais atingida pelos incêndios florestais Os Bombeiros
    Voluntários de Oliveira de Azeméis garantem que 80% dos incêndios no município,
    que consumiram perto de 400 hectares de floresta este Verão, são fogos postos.
    https://jn.pt/textos/out1054.asp
    https://jn.pt/textos/out1054.asp

    Caminha: Golfinhos visitaram rio Minho luís almeida Cerca de 50 golfinhos
    entraram, ontem de manhã, na foz do rio Minho, pelas 9.30 horas, e aí
    permaneceram durante uma hora. Um facto que não se registava há bastantes anos,
    quando estes cetáceos eram vistos nas imediações da ilha da Ínsua e a escassas
    dezenas de metros da praia de Moledo. https://jn.pt/textos/out10512.asp
    https://jn.pt/textos/out10512.asp

    20 milhões em obras sem rumo Não se encontra utilidade para edifícios
    construídos ou requalificados no Porto. Avança a degradação Hugo silva O
    Edifício Transparente está meio construído há vários meses, mas só agora está
    prestes a ter um destino final. A “Casa dos 24” – outrora Paços do Concelho do
    Porto – foi reconstruída, mas permanece fechada. Os ateliês da Lada não recebem
    artistas. As renova das fachadas da Viela do Anjo e do Largo do Colégio já
    parecem velhas e há prédios que continuam por ocupar. O cinema Batalha continua
    sem fitas. Também se desconhece se o Palácio do Freixo, ainda em obras, será
    transformado em pólo cultural ou na sede da JuntaMetropolitana do Porto.
    https://jn.pt/textos/out1031.asp
    https://jn.pt/textos/out1031.asp

    CDU e o caso do hotel de Matosinhos A Coligação Democrática Unitária (CDU),
    de Matosinhos, em nota distrubuída à Comnicação Social, “manifesta a maior
    estranheza pelo não agendamento de um ponto de discussão das questões
    relacionadas com o hotel a ser construído em Matosinhos, junto ao porto d e
    Leixões”, na próxima reunião (amanhã) da Câmara Municipal de Matosinhos.
    https://jn.pt/textos/out1035.asp
    https://jn.pt/textos/out1035.asp

    Fartura de ideias para encher um espaço vazio Durante duas semanas, o JN
    ouviu diversas personalidades, que aceitaram dar sugestões de ocupação para o
    Edifício Transparente. Quase todos reconheceram a validade do imóvel. Só Daniel
    Pires, gerente do espaço “Maus Hábitos”, considerou que se trata de um imóvel
    “a mais”. António Condé Pinto (UNISHNOR) e Laura Rodrigues (Associação de
    Comerciantes do Porto) reconheceram a dificuldade para transformar o espaço em
    unidades comerciais, mas Álvaro Domingues salientou a singularidade de uma obra
    que fica no “meio termo, entre abrigo e edifício fechado”, com possibilidades
    de animação “quase infinitas”. Virgínio Moutinho (arquitecto) e Carlos Tê
    (escritor) alinham pelos tradicionais “bares e restaurantes”. https://jn.
    pt/textos/out1038.asphttps://jn.pt/textos/out1038.asp

    Jardim de S.Lázaro em tarde animada Propostas da Câmara Municipal do Porto
    contemplaram jogos, danças e música Um dos jardins tradicionalmente mais
    animados da cidade foi, ontem, palco de uma série de actividades desportivas e
    recreativas. Em S. Lázaro, uma tarde diferente para quem ainda prefere os
    jardins à praia.

    Muitos edifícios em lista de espera Se muitos milhões foram gastos na
    requalificação de imóveis de futuro incerto, mais uns quantos seriam
    necessários para dar rumo a outras estruturas espalhadas pela cidade. Edifícios
    importantes, muitos dos quais privados, que continuam longe de constituir m
    ais-valias para portuenses e visitantes da Invicta. https://jn.
    pt/textos/out10313.asp
    https://jn.pt/textos/out10313.asp

    Público

    80 por Cento dos Incêndios Têm Origem Criminosa
    Os Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis garantiram ontem que 80 por
    cento dos incêndios do concelho, que consumiram perto de 400 hectares de
    floresta este Verão, são fogos postos. “Não tenho dúvidas em afirmar que 80 por
    cento dos incêndios que se verificam na nossa área de intervenção são fogos
    postos”, denunciou António Gomes, presidente dos Bombeiros Voluntários de
    Oliveira de Azeméis. TEXTO

    Câmara do Porto Promete Fiscalizar Bairros
    Por MÁRIO BARROS
    A promessa feita por Paulo Morais no passado dia 3 cumpriu-se ontem: os
    moradores do Bairro da Capela, nas Fontainhas, no Porto, foram todos realojados
    e as casas agora desabitadas começaram a ser demolidas. TEXTO
    Casas Ocupadas por Imigrantes Estão Referenciadas

    2.9.02

    JN

    O célebre Canal Maior Conforme ficou expresso na peça que se publica aqui
    ao lado, o rio da Vila, que ainda existe e corre agora encanado, debaixo de
    terra, resulta da junção das águas provenientes de pequenos rios e ribeiros que
    em tempos idos corriam a céu aberto e se juntavam num sitio que ficava
    sensivelmente onde agora é a Praça de Almeida Garrett. Trata-se, como se sabe,
    do célebre “Canallem Maiorem” (Canal Maior) que é referenciado na doação que D.
    Teresa, a mãe do nosso D. Afonso Henriques, fez ao bispo D. Hugo, em 1120.
    Noutros tempos, o rio da Vila corria, a direito, nas traseiras dos prédios da
    Rua das Flores, até à altura da desaparecida Rua da Biquinha, perto do Largo de
    S. Domingos, onde flectia à esquerda para continuar por onde está hoje a rua de
    S. João até se despenhar nas águas do Douro. https://jn.pt/textos/out10314.asp
    https://jn.pt/textos/out10314.asp

    Seis empresas interessadas no Edifício Transparente Há seis empresas
    interessadas no Edifício Transparente, revelou, ao JN, o presidente da
    Sociedade Casa da Música/Porto 2001, Rui Amaral. Cinco das entidades são
    portuguesas e apenas uma é estrangeira. Trata-se de uma empresa francesa, que
    até já enviou um ar quitecto gaulês para averiguar as reais condições do imóvel.
    https://jn.pt/textos/out10315.asp
    https://jn.pt/textos/out10315.asp

    Dormir descansados Acudam às Fontainhas antes que seja tarde Que me
    desculpe Manuel Correia Fernandes, arquitecto prestigiado e não menos
    prestigiado colaborador deste Passeio Público, cujo espaço com ele compartilho.
    https://jn.pt/textos/out2034.asp
    https://jn.pt/textos/out2034.asp

    Público

    IGAT Vai Investigar Câmara de Matosinhos
    Por LUÍSA PINTO E MARGARIDA GOMES
    A Inspecção-Geral da Administração do Território (IGAT) vai fazer uma
    sindicância a todos os serviços da Câmara Municipal de Matosinhos com especial
    destaque para o Departamento de Gestão Urbanística – o serviço municipal que
    analisa todos os processos relacionados com novas construções. TEXTO
    Um Terreno, Dois Projectos

    3.9.02

    JN

    Demolições arrancam em Parceria e Antunes

    Limpeza do terreno podedemorar dois meses.Projectode execução do Centro
    Materno-Infantil do Norte estará pronto em 2003
    Virgínia Alves
    O Bairro Parceria e Antunes deixará de existir por completo dentro de um mês e
    meio a dois meses. Os trabalhos preparatórios para a demolição já começaram,
    com a remoção dos contadores da água e da luz. https://jn.pt/textos/out3035.asp

    https://jn.pt/textos/out3035.asp

    Incompatibilidades sob investigação Câmara de Matosinhos pede intervenção da
    IGAT e do MinistérioPúblicono processodohotelde Leixões ALICE RIOS A Câmara
    de Matosinhos anunciou, ontem, que solicitou a intervenção da Inspecção-Geral
    de Administração do Território (IGAT) e do Ministério Público, no processo do
    hotel a construir junto ao porto de Leixões, tendo em vista o apuramento de
    eventuais conflit os de interesses e incompatibilidades nos serviços municipais.
    Paralelamente, a autarquia mandará averiguar internamente a existência de
    incompatibilidades e impedimentos. https://jn.pt/textos/out3037.asp
    https://jn.pt/textos/out3037.asp

    Castelo de Paiva: Contestada extracção de areia Um estudo do Laboratório
    Nacional de Engenharia Civil (LNEC) deu luz verde à extracção de areias no rio
    Douro. A notícia foi, ontem, avançada pelo Público e foi motivo de um
    comunicado de contestação.. “A associação de familiares das vítimas da tragédia
    de Entre-os-Rios não quer acreditar que o poder político se submeta ao poder
    dos lóbis e interesses económicos e surpreende-nos que o estudo do LNEC não
    tenha sido efectuado antes do colapso da ponte. Tal vez 59 vidas não se
    tivessem perdido”. https://jn.pt/textos/out30513.asp
    https://jn.pt/textos/out30513.asp

    Barcelos: Demolidas obras ilegais no moinho de S. Cristóvão Proprietário
    afirma-se vítima de perseguição política por parte da Câmara e vai recorrer ao
    tribunal para impedir a execução dos trabalhos CONCEIÇÃO ROCHA A Câmara
    Municipal de Barcelos tomou, ontem, posse administrativa do moinho de S.
    Cristovão, junto ao rio Neiva, tendo iniciado a demolição das obras ilegais ali
    efectuadas. Eram oito horas da manhã de ontem quando os técnicos dos serviços
    de fiscalização da autarquia, acompanhadas pela GNR, chegaram ao lugar do Folão,
    freguesia de Panque, para demolir os muros e vedações do terreno de acesso ao
    rio. Depois das medições efectuadas pelos serviços camarários, os operários do
    município deram início à retirada da veda ção em rede, passado depois à
    demolição do muro em pedra que revestia o terreno. https://jn.pt/textos/out30515.
    asp
    https://jn.pt/textos/out30515.asp

    Público

    Metro Iniciou Circulação na Baixa de Matosinhos
    O Metro do Porto iniciou ontem à tarde o transporte de passageiros no percurso
    final da Linha Azul em Matosinhos, em plena Baixa da cidade, com lotação
    esgotada. Muitos curiosos esperaram pacientemente para andar pela primeira vez
    no percurso que liga a estação da Câmara Municipal ao Senhor de Matosinhos,
    passando pelas estações de Matosinhos-Sul, Brito Capelo e Mercado. TEXTO

    Hotel de Matosinhos “Está Parado por Natureza”
    Luísa Pinto e Margarida Gomes TEXTO

    Já Arderam Dois Mil Hectares de Mata e Pinhal no Gerês
    Cerca de dois mil hectares de mata e pinhal arderam nos últimos quatro dias no
    Parque Nacional Peneda-Gerês, afirmou, ontem, à agência Lusa, o director do
    parque, Mário Freitas. O PÚBLICO tentou contactar o director da reserva, o que
    não foi possível. A zona da serra Amarela, no concelho de Ponte da Barca, junto
    à mata do Cabril, foi aquela onde o fogo se mostrou mais complicado. TEXTO

    Rio Abre Portas da Autarquia ao Ministério Público
    Luísa Pinto TEXTO

    Fogo Ameaça Espécies Vegetais Raras em Arouca
    Um fogo florestal que foi considerado extinto anteontem na serra da Freita, no
    concelho de Arouca, reacendeu-se ontem, por volta das 13h00. Este incêndio, na
    freguesia de Albergaria da Serra, tinha consumido 15 hectares de floresta e
    ontem voltou a colocar em risco algumas espécies vegetais raras. TEXTO

    Cádmio Preocupa Pescadores de Esposende
    A Associação dos Pescadores Profissionais do Concelho de Esposende (APPCE) vai
    reunir-se com o secretário de Estado do Ambiente, em data a anunciar, para
    saber se há ou não cádmio no estuário do rio Cávado, local onde exercem uma
    actividade fundamental para a sua sobrevivência – o acesso ao mar, recorde-se,
    está dificultado pelo assoreamento da barra durante quase todo o ano. TEXTO

    Demolida Obra Ilegal Num Moinho do Rio Neiva
    A Câmara Municipal de Barcelos demoliu ontem um muro construído ilegalmente num
    moinho do rio Neiva transformado em casa de férias, na freguesia de Panque.
    Esta obra já havia motivado protestos populares e várias intervenções de
    partidos políticos na Assembleia da República, porque privatizavam uma praia
    fluvial que sempre foi pública e adulteravam o património ribeirinho. TEXTO

    PS-Famalicão Acusa Câmara de Dificultar Licenciamento de Projectos Urbanísticos
    A concelhia de Famalicão do Partido Socialista acusou ontem o vereador do
    Urbanismo da autarquia de ter ocultado as contribuições do PS para o novo
    Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação (RMUE), cujo prazo de
    discussão pública terminou a 21 de Agosto. TEXTO

    Imprimir esta página Imprimir esta página

    Categorias: Boletim

    Deixar comentário