• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

[Esta lista tem actualmente 387 participantes inscritos.]

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente

www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
======================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Porto: Câmara lança obra para concluir via estruturante

A Câmara do Porto pretende concluir, em Abril do próximo ano, um
projecto que soma cerca de dez anos: a via estruturante do pólo da
Asprela. Faltam apenas 500 metros para que o arruamento incompleto
chegue ao destino. Neste momento, o acesso rodoviário margina a
Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e, dentro de
oito meses, chegará à Rua de Eduardo Santos Silva.

A segunda (e derradeira) fase de construção da via estruturante
avançará no próximo mês de Outubro. É, pelo menos, a expectativa do
presidente da Empresa Municipal de Gestão de Obras Públicas do Porto,
Vitorino Ferreira. “O arruamento existente na Asprela serve de acesso
ao parque de estacionamento da FEUP. Foi construído aquando da
execução do edifício da faculdade. Essa via sem saída que vai até à
A3 será prolongada até à Rua de Eduardo Santos Silva. São cerca de
500 metros de comprimento e terá duas placas ajardinadas nos
extremos”, especifica. A via terá o nome de Edgar Cardoso.

O concurso público foi lançado no passado dia 2, com um preço-base de
2,8 milhões de euros. Um investimento que, para já, será suportado
pela Câmara portuense, embora esteja prevista a apresentação de uma
candidatura para a obtenção de apoio comunitário.

http://jn.sapo.pt/2006/08/14/porto/camara_lanca_obra_para_concluir_est
r.html

==========================
2. Porto: Museu mostra animais em risco

O Museu de História Natural da Faculdade de Ciências do Porto está a
organizar algumas exposições integradas no Programa Ciência Viva –
Biologia no Verão 2006. As iniciativas decorrem entre este mês e
Setembro, no edifício da Reitoria da Universidade do Porto.

“Entre mastodontes e ursos polares” estará aberta ao público no
próximo dia 22, a partir das 18 horas, para “mostrar ursos polares e
os seus contemporâneos mastodontes e perceber porque estão agora
ameaçados”, segundo conta Luzia Sousa.

“Voar com as mãos e ver com os ouvidos”, nos próximos dias 16 e 23 às
20 horas, será sobre os morcegos.

“Nós e os outros animais – uma história comum” realiza-se a 1 e 8 de
Setembro, às 16 horas.

As inscrições estão abertas a todos e podem ser feitas por email
(mhn@fc.up.pt), telefone (22 340 1400) ou no museu.

http://jn.sapo.pt/2006/08/14/porto/museu_mostra_animais_risco.html

==========================
3. Guimarães: Loja Ponto Já na antiga estação

A antiga estação de comboios de Guimarães, que se encontra
desactivada e sem função, desde a construção da nova estrutura, no
âmbito da remodelação da linha vai acolher, a partir de Outubro, uma
Loja Ponto Já, destinada aos jovens, com acesso à Internet e outras
actividades destinadas à Juventude. Trata-se de uma estrutura da
iniciativa do Instituto Português da Juventude (IPJ) e da Secretaria
de Estado da Juventude e do Desporto e será instalada, pela primeira
vez, fora das capitais de distrito.

Para além de obter informação sobre as mais variadas temáticas, os
utilizadores poderão ainda consultar a Internet, fazer o cartão jovem
e o cartão de alberguista, utilizar a sala de estudo, a biblioteca e
a hemeroteca.

http://jn.sapo.pt/2006/08/14/norte/loja_ponto_na_antiga_estacao.html

==========================
4. Aveiro: Passeios de bicicleta para conhecer melhor a cidade

Sendo Aveiro conhecida com uma das cidades da mobilidade e a mãe da
buga (bicicleta de utilização gratuita de Aveiro), a melhor maneira
de conhecer os pontos turísticos e os lugar de lazer é, sem dúvida, a
bicicleta, sobretudo no Verão. Foi a pensar nisso que a Região de
Turismo da Rota da Luz, em colaboração com a Câmara Municipal de
Aveiro (através da MoveAveiro), decidiu lançar, no passado dia 27,
os “Percursos Buga”. Os turistas têm aderido à iniciativa e quase
todos os dias é possível ver dezenas de pessoas a pedalar pela
cidade.

Ao todo são três os roteiros que permitem conhecer a cidade de
bicicleta. Os percursos, que contemplam passagem pelos principais
pontos de interesse de Aveiro, podem ser feitos com recurso a um
guia, desde que previamente solicitado, que vai parando e dando
explicações sobre os locais por onde vão passando os turistas (ou
pessoas da cidade interessadas em saber um pouco mais sobre a sua
terra).

Percurso 1: É o mais extenso. Começa na Rota da Luz, sobe a Avenida
do Dr. Lourenço Peixinho, passa pelo Fórum, Praça Humberto Delgado,
Praça da República, Museu de Aveiro, Sé, Centro de Congressos, Praça
do Mercado, volta à Avenida do Dr. Lourenço Peixinho e termina na
estação da CP.

Percurso 2: Demora cerca de 30 minutos a fazer e oferece passagem
pelo Rossio, zona polis, canal de S. Roque, Bairro da Beira-Mar,
Largo da Praça do Peixe e Praça Humberto Delgado.

Percurso 3: Não é o mais longo, mas é o único que sai do centro da
cidade. Os “ciclistas” saem da Rota da Luz, seguem para a Baixa de
Santo António, em direcção à Rua da Pega. Passam pela Universidade,
para contemplar a arquitectura do campus. No regresso podem também
ver a Fábrica de Ciência Viva.

http://jn.sapo.pt/2006/08/14/centro/passeios_bicicleta_para_conhecer_m
el.html

==========================
5. Espinho: Trabalhadores da Fosforeira protestam hoje

O coordenador da comissão de trabalhadores da Fosforeira Portuguesa
explicou que está em causa a eventual venda da empresa, pela actual
administração espanhola, ao director comercial da unidade, Jaime
Teixeira Pinto. Mas os contornos do negócio não são do agrado dos
trabalhadores.
Os cerca de 30 trabalhadores da Fosforeira Portuguesa (Espinho),
única produtora de fósforos na Península Ibérica, concentram-se hoje
frente à empresa em protesto contra o negócio de venda da unidade.

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=18addb4897e6
8063dcc57e78d1c499e0

==========================
6. Ambiente, agricultura e indústria dão as mãos

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), a Confederação
dos Agricultores de Portugal (CAP) e a Associação Portuguesa da
Cortiça (APCOR) vão participar conjuntamente na edição deste ano
da «British Birdwatching Fair» em Oakham, no Reino Unido, que decorre
entre os dias 18 e 20 deste mês, e que constitui o maior evento de
actividades de lazer associadas à observação de aves a nível mundial,
realizando-se com uma periodicidade anual.

Estreante no certame, a SPEA pretende apostar na sensibilização e
promoção do Turismo Ornitológico em meio rural português e chamar a
atenção para a importância dos montados de sobro na conservação das
espécies avícolas.

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=c74d97b01eae257e44aa9d5bade97baf&subsec=&id=91a05d7f6aa6
a8ce06ebe7ce5d164ea2

==========================
7. Aumento da temperatura da água ameaça espécies

O aumento das temperaturas da água no Mediterrâneo, fará perigar, a
longo prazo, a sobrevivência de algumas espécies de peixes e levará à
fuga de outras para águas mais frias, segundo a investigadora
espanhola Anna Sabatés. Em Julho, chegaram a registar-se 30 graus
nalguns pontos da costa espanhola.

A deslocação de espécies frias como o bacalhau demonstra, segundo
Anna Sabatés, que estes peixes “sofrem o retrocesso do seu habitat” e
que o equilíbrio do sistema marinho poderá mudar, o que se constata
no desaparecimento da petinga das águas norte-ocidentais do
Mediterrâneo.

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=c74d97b01eae257e44aa9d5bade97baf&subsec=&id=05796fb627dc
909da7040fc696c285f9

==========================
==========================
Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins anteriores veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros
jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

__._,_.___

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

http://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário