• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

Resumos das notícias com interesse urbanístico/ambiental de 3 de Outubro de
2002 (Local Porto/Local Minho Público, Grande Porto/País JN). Para os textos
integrais, ver respectivas edições electrónicos ou em papel.

Quinta-feira, 3 de Outubro de 2002

Ricardo Figueiredo Defende Serviços Técnicos e Administrativos
Por LUÍSA PINTO

“Independentemente da polémica surgida a propósito do licenciamento em causa
[das torres Altis] não estão em questão os procedimentos técnicos e
administrativos dos serviços”. TEXTO

Problemas na Escarpa dos Guindais Fazem Cair Assembleia de Freguesia da Sé
Por JORGE MARMELO

Se a chuva que tem caído neste início de Outono ainda não provocou nenhuma
das tristemente habituais derrocadas na escarpa dos Guindais, no Porto,
aquele troço pedregoso da margem direita do Douro já contabiliza, pelo
menos, a responsabilidade por um incidente político. TEXTO

PS/Matosinhos Vai Debater Cidadania Local

“Encontros de Cidadania – Novo Milénio, Novo Espaço, Nova Cidade” – este é o
desafio a que tentará responder o ciclo de debates que a Comissão Política
Concelhia do PS de Matosinhos se prepara para levar a cabo durante os
próximos meses. TEXTO

Regressa a Polémica Sobre o Traçado do IC1 em Estarreja
Por PATRÍCIA COELHO MOREIRA

A Juventude Socialista (JS) de Estarreja está “estupefacta” com as notícias
vindas, recentemente, a público sobre o traçado do IC1 no troço entre Angeja
e Maceda. TEXTO

Câmara de Famalicão Dispensa Chefes de Departamento
Por EMÍLIA MONTEIRO

Está provocar alguma polémica na câmara de Famalicão a não recondução, por
parte do executivo PSD/PP, dos responsáveis pelos departamentos de Urbanismo
e Obras Municipais. José Duarte, no Urbanismo, e António Morgado, nas Obras
Municipais, encontram-se neste momento fora da autarquia, em período de gozo
de férias mas é já certo que não voltam. TEXTO

Tratave Acusada de Despejar Esgotos no Ave
Por EMILIA MONTEIRO

A câmara de Famalicão acusa a Tratave, a empresa concessionária do sistema
de despoluição no Vale do Ave, de fazer descargas não tratadas para o Rio
Ave. TEXTO

O PÚBLICO e a Regionalização

Se o início da colaboração semanal num dos mais influentes diários nacionais
é, por si só, motivo de muita satisfação, tenho de confessar que, como
minhoto e regionalista assumido, maior é ainda meu contentamento por me
tornar partícipe num projecto pioneiro de descentralização jornalística,
cuja importância, estou certo, tenderá a acentuar-se num futuro próximo.
TEXTO

Seis Anos à Espera Que o Tribunal Lhe Devolva o Sol
Por FRANCISCO FONSECA

Cândida Saraiva vive numa pequena vivenda em pleno centro histórico de Fão.
E há seis anos que vive com um “tormento”; à espera que o tribunal lhe
devolva o sol. Mesmo com a alma carregada de revolta, ainda tem um momento
para ironizar, quando diz que , “afinal não é verdade que o sol quando nasce
é para todos”. Em 1996, um empreiteiro estragou-lhe a vida. TEXTO

Esgotos em Barroselas Correm a Céu Aberto para Rio Neiva
Por ANA PEIXOTO FERNANDES

A frase TEXTO

Barcelos Resiste à Instalação de Grandes Superfícies Comerciais
Por FRANCISCO FONSECA

O concelho de Barcelos é um verdadeiro exemplo de resistência à instalação
de hipermercados. Integra o núcleo duro do Minho, com forte densidade
populacional, onde era suposto que as cadeias comerciais procurassem o
potencial mercado, até porque Barcelos é um dos maiores centros de produção
de malha e de leite do país, com um poder de compra consideráve. TEXTO

JN

Cano rebentado há dois meses
Moradores do Viso estão indignados
Regina Bilro
Há mais de dois meses que, na Rua de António Saldanha, frente ao número 41,
no Bairro do Viso, Porto, teima em nascer água da calçada.

Casas substituem estádio

Alteração prevista desde 1993 no PDM de Espinho
NATACHA PALMA

O Plano Director Municipal (PDM) de Espinho prevê, desde 1993, a alteração
do uso dos terrenos onde se encontra actualmente o estádio do Sporting
local.

Cidade do barroco

O Porto é a cidade portuguesa onde a arte barroca ganhou maior e mais
significativa expressão. Este estilo caracteriza-se, fundamentalmente, pelo
aparato das decorações: profusão de colunas salomónicas, palmas, grinaldas,
conchas, volutas, cabeças de anjos. A nova fachada da igreja da Santa Casa
da Misericórdia, na Rua das Flores, desenhada pelo arquitecto Nicolau
Nasoni, que é também, como se sabe, o autor da igreja e Torre dos Clérigos,
são as duas obras mais emblemáticas da arquitectura barroca portuense.

A par da arquitectura, há ainda a talha dourada, em que o Porto foi
igualmente um dos centros mais activos de produção. Os interiores das
igrejas de S. Francisco, S. Pedro de Miragaia e Santa Clara, são o exemplo
vivo dessa capacidade produtora.

Câmaras pagarão taxa de 40 euros à Lipor já em 2003

Autarquias com tarifa superior, deixarão de dar verba suplementar para
investimentos
carla sofia luz

As câmaras vão pagar mais pelo tratamento dos lixos na Lipor (Sistema
Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto), a partir de
2003. A taxa uniformizada passa de 27, 28 para 40 euros por tonelada,
desaparecendo a verba suplementar de comparti cipação nos investimentos do
sistema.

Fazer condomínios nas casas da Granja
Câmara de Gaia quer impedir demolição de imóveis com valor arquitectónico,
criando novas alternativas
Virgínia Alves

As velhas e muitas vezes devolutas moradias da Granja, em Vila Nova de Gaia,
poderão ter futuro. A Câmara pretende impedir a demolição de imóveis com
valor arquitectónico, permitindo a sua recuperação em novos moldes.

Recuperar edifício em Leixões

O arquitecto Siza Vieira foi convidado pela Administração dos Portos de
Douro e Leixões (APDL) para recuperar parte de um dos edifícios de Leixões,
em Leça da Palmeira, Matosinhos. O convite surgiu na sequência de um
restauro, já concluído, numa parte do edi fício da antiga Alfândega.

Sair da cidade evita levar com uma pedra

Degradação do Centro Histórico do Porto conduz ao seu abandono, disse Siza
Vieira, em seminário sobre intervenção no património
Virgínia Alve
s
Um dos problemas da degradação do património construído “é a atitude
paternalista com que encaramos este assunto. Entendemos que só os organismos
do Estado têm responsabilidade na sua preservação, quando os responsáveis
somos todos nós”, afirmou o professor Santos Pinheiro, coordenador do Fórum
Unesco em Portugal.

Mortágua: Chumbo municipal a minas de caulino

TERESA CARDOSO CATARINA CANOTILHO
Os dois partidos com assento na Assembleia Municipal de Mortágua, PS e PSD,
rejeitaram, por unanimidade, a atribuição à Somical-Sociedade Mineira de
Caulinos, Limitada, de uma concessão para a exploração de quartzo, feldspato
e caulino na povoação de Portela da Várzea, na freguesia de Sobral, daquele
concelho.

Monção: Está por identificar a origem do vírus na água

LUÍS OLIVEIRA ABÍLIO FARIA

A virose que, na última semana, afectou cerca de cem pessoas na vila de
Monção foi, ontem, considerada estável. De acordo com a delegada de Saúde do
concelho, Ana Lopez, os últimos casos conhecidos reportam-se a anteontem e
dizem respeito a quatro utentes qu e acorreram à Urgência do Centro de Saúde
da vila com os mesmos sintomas ­ dores intestinais, vómitos e febre. “Desde
então, não temos conhecimento de mais algum caso”, salientou.

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário