İzmir escort » İzmir eskort bayan » Vip Escorts beydağ escort bornova escort buca escort çeşme escort seferihisar escort beylikdüzü escort avrupa yakası escort mecidiyeköy escort beşiktaş escort Escort Paris porn tube porno porn porno amateur

    NOTA PARA A ABERTURA DO
    CLUBE DE LEITURA SEGUNDA FASE
    Colocado em 27-11-2020

    Com a irrupção da pandemia viral em final de fevereiro de 2020 e com o estado de emergência e confinamento decretado em 16 de março seguinte, ficaram suspensas as sessões presenciais do Clube de leitura da Campo Aberto e as respetivas Sugestões de leitura.

    Decidimos entretanto recomeçar o ciclo mas apenas por meio de artigos em linha neste nosso espaço digital. Dado que a viragem para debates virtuais (telerreuniões, webinários, covídeos e semelhantes) se revelou por toda a  parte como a alternativa dominante ao presencial, verificámos que tal conduziu rapidamente a um algum sobretrabalho e cansaço. Optámos por isso por esta solução, mais discreta. Quanto à conversa propriamente dita, que sem dúvida faz falta, sugerimos que nos sejam enviados comentários para contacto@campoaberto.pt ou diretamente colocados no local apropriado deste e-sítio.

    Ao seu dispor o Clube de Leitura Segunda Fase. É só clicar.

    CLUBE DE LEITURA DA CAMPO ABERTO
    CONVERSAS COM LIVROS

    Colocado em 27 de setembro de 2019
    Veja mais adiante sessão 5, de 23 de outubro de 2019
    Colocado em 22 de outubro de 2019

    O Clube de Leitura da Campo Aberto é um grupo de trabalho de cerca de 15 a 20 pessoas, constituído  inicialmente por convite mas a que podem pertencer os interessados que o solicitem (contacto@campoaberto.pt), que cerca de 10 vezes por ano (menos de uma vez por mês) se encontram para falar de um livro que toque temas de ambiente ou conservação da natureza, num sentido muito amplo que engloba as implicações e consequências ambientais e naturais do assunto. É uma porta aberta a uma reflexão conjunta, sem outro objetivo que não seja o de um respaldo mútuo na reflexão e aprofundamento dos interesses dos participantes pelo tema geral ambiente/natureza.

    É claro que isso poderá depois refletir-se, em cada um, em ação prática, mas esse não é já o objetivo do clube. Por outro lado, é também uma forma de animar a biblioteca da Campo Aberto. Os livros que serão tema a cada vez, apresentados em cada sessão por um animador durante 20 a 30 minutos, e depois debatidos por todos, são em geral livros existentes na biblioteca ou que são, se possível, adquiridos na ocasião caso não existam.

    Por isso se divulga, a propósito de cada sessão, uma lista de alguns títulos de temas próximos ao do livro dessa sessão, existentes na biblioteca e que podem ser consultados pelos interessados.

    Em princípio, pretende-se alguma estabilidade na presença dos membros do clube nas várias sessões. Obviamente, impedimentos e imprevistos podem fazer com que nem sempre todos possam estar presentes.

    Nas Sugestões de Leitura, indica-se o número de registo, o título, ano de publicação, autor e cota na nossa biblioteca. Pode ser pesquisado por qualquer desses elementos. Em certos casos, só partes, mas importantes, do título em causa referem os temas apontados atrás. Outros títulos podem ser encontrados para esses temas pesquisando na rubrica «Assunto».

     

    Colocado em 12 de fevereiro de 2020

    Sessão 7/ 2020 (1) – com Eduarda Pinto
    12-02-2020

    Livro em destaque: À Sombra de Árvores com História, de Manuela Delgado Leão Ramos, Maria Pires de Carvalho e Paulo Ventura Araújo

    Número de registo na biblioteca da CA: 11 e 1044

    Eduarda Pinto, membro da direção da Campo Aberto e associada da Associação Portuguesa das Camélias, abordará nesta sessão o livro em destaque e referirá outros livros dos mesmos autores e outros sobre árvores, bem como sobre camélias.

    Na biblioteca podem ainda encontrar-se outros títulos de interesse sobre árvores e sobre o mundo vegetal e a floresta.

    Sugestões de leitura sobre o tema árvores, história e camélias

    Adiante, alguns dos livros existentes na biblioteca da Campo Aberto, entre muitos outros, que afloram ou aprofundam esses temas. E alguns que não existem nela e foram indicados por Eduarda Pinto.

    Indica-se o número de registo, o título, ano de publicação, autor e cota na nossa biblioteca. Pode ser pesquisado por qualquer desses elementos. Em certos casos, só partes, mas importantes, do título em causa referem os temas apontados atrás. Outros títulos podem ser encontrados para esses temas pesquisando na rubrica «Assunto».

    Para requisição para leitura domiciliária ou consulta na sede da Campo Aberto, enviar email indicando modalidade desejada e datas e horas pretendidas, que serão ulteriormente objeto de ajuste de modo a poder concretizar: contacto@campoaberto.pt

    Existentes na Biblioteca

    1044 e Registo 11 / À sombra de árvores com história. (1.ª ed Campo Aberto). 2006. Manuela Delgado Leão Ramos, Maria Pires de Carvalho e Paulo Ventura Araújo. Cota 908 – ARA – SOM (2.ª ed Gradiva)

    467 Um Porto de árvores (2ª ed. Campo Aberto). 2013. Manuela Delgado Leão Ramos, Maria Pires de Carvalho e Paulo Ventura Araújo. Cota 908 – C.A. – POR

    403 Guia das Camélias do Parque do Conde das Devesas. 2015. Nuno Gomes de Oliveira. Fotos António Assunção. Cota 036 – OLI – GUIA

    460 A Árvore de Natal do Senhor Ministro: Crónicas Arborescentes. 2009. Paulo Ventura Araújo. Cota 821.92 – ARA – ARV

    920 Os Jardins do Centro Hospitalar Conde Ferreira. 2012. Luísa Ramos e José Manuel Romero. Cota 712.2 – RAM – JAR

    101 Aventuras e Desventuras de uma Árvore na  Cidade. 2007. Maria Filomena Frazão Caetano, Ana Paula Ramos e João Santos Pereira; il. Jorge Frazão Caetano (infanto-juvenil). Cota 581.5 – CAE – AVE

    Outros livros indicados por Eduarda Pinto e não existentes na Biblioteca

    Camélias…outros olhares. Jorge Garrido. 2011.
    Em torno de camélias, com um Porto. Manuel Cabral. 2015. Edição Modo de Ler.
    Árvores de Portugal e Europa. FAPAS – Fundo de Apoio dos Animais Selvagens. Guia. 2005.
    A vida secreta das árvores. Peter Wohlleben. 2019. Edição Bertrand.

    Sessão 6 – com Jorge Leandro Rosa
    20-11-2019

    Livro em destaque: Para Uma Tecnologia Libertadora, de Murray Bookchin, tradução portuguesa de 1977

    Número de registo na biblioteca da Campo Aberto: 1654. Cota: 62-1/-9 – BOO – TEC

    Jorge Leandro Rosa abordará em paralelo, além da obra acima indicada, três obras do escritor e pensador francês Jacques Ellul, um dos principais pensadores da técnica, da sociedade técnica e da tecnocracia no século XX. A primeira delas está traduzida em português com o título A Técnica e o Desafio do Século, em edição de 1968 da editora brasileira Paz e Terra, e vai ser em breve catalogada e integrada na biblioteca. Eis os três títulos referidos, na edição original francesa:

    La Technique ou l’enjeu du siècle, Armand Colin, 1954 (trad. inglês: The Technological Society, em português A Técnica e o Desafio do Século); Le Système technicien, Calmann-Lévy, 1977; Le Bluff technologique, Payot, 1988.

    Sobre e de Jacques Ellul vão também ser em breve catalogados e integrados na biblioteca os seguintes livros: do próprio autor, L’illusion politique, Robert Laffont, Paris 1965; Ce que je crois, Grasset & Fasquelle, Paris 1987; e de Patrick Chastenet, Entretiens avec Jacques Ellul, La Table Ronde, Paris 1994, um livro de entrevistas com este autor.

    Na biblioteca podem ainda encontrar-se outros títulos de interesse para este assunto, sobretudo no domínio da energia e das alternativas tecnológicas, incluindo alguns dos célebres Whole Earth Catalogs e o mais discreto Alternative Sources of Energy.

    Sugestões de leitura sobre o tema e temas correlacionados

    https://www.campoaberto.pt/sugestoes-de-leitura/

    Sugestões de leitura sobre o tema técnica, tecnologia, libertação, liberdade, tecnocracia, estado do mundo atual.

    Alguns dos livros existentes na biblioteca da Campo Aberto, entre muitos outros, que afloram ou aprofundam esses temas.

    Indica-se o número de registo, o título, ano de publicação, autor e cota na nossa biblioteca. Pode ser pesquisado por qualquer desses elementos. Em certos casos, só partes, mas importantes, do título em causa referem os temas apontados atrás. Outros títulos podem ser encontrados para esses temas pesquisando na rubrica «Assunto».

    119 The closing circle; nature, man and technology (3.a ed). 1972. Barry Commonner. Cota: 502/504 COM-CLO

    145 Approppriate Technology Sourcebook. 1978. Ken Darrow e Rick Pam. Cota: 62 PAM APP

    296 Dilemas da civilização tecnológica. 2003. Vários autores. Cota: 316:62 – MAR – DIL

    372 Tecnologia e liberdade. 1988. Círculo de Estudos Neno Vasco. Cota: 316:62 – C.E.N.V. – TEC

    877 Utopia ou Morte. 1975. René Dumont. Cota: 304-DUM-UTO.

    1013 Écologie: détente ou cycle infernal? 1973. Pierre Samuel. Cota: 504-SAM-ECO

    Sessão 5 – 23 de outubro de 2019

    Livro em destaque: Cradle to Cradle, de William Mc Donough e Michel Braungart
    Cota na biblioteca da CA: 502/504 – DON – CRA

    Comentado por Alda Sousa
    O tÍtulo seria, em português (existe tradução editada no Brasil, mas conserva o título em inglês), «Do berço ao berço», divisa de uma economia industrial circular.

    Sugestões de leitura sobre o tema e temas correlacionados

    Sugestões de leitura sobre o tema resíduos, matérias primas, reciclagem, economia ecológica, economia circular, economia linear, que o livro em destaque aborda inter-relacionando-os.

    Seguem-se alguns dos livros existentes na biblioteca da Campo Aberto, entre muitos outros, que afloram ou aprofundam esses temas.

    Indica-se o número de registo, o título, ano de publicação, autor e cota na nossa biblioteca. Pode ser pesquisado por qualquer desses elementos. Em certos casos, só partes, mas importantes, do título em causa referem os temas apontados atrás. Outros títulos podem ser encontrados para esses temas pesquisando na rubrica «Assunto».

    Economia ecológica
    901 Transformar a Economia; desafio para o Terceiro Milénio, 2007 (também edição inglesa. Registo 1441), James Robertson. Cota: 339 – ROB – TRA

    1025 O negócio é ser pequeno; um estudo de economia que leva em conta as pessoas (também edição francesa. Registo 1033), 1979, E. F.Schumacher. Cota:  216:33 – SCH – NEG

    1032 O Homem na perspectiva ecológica, 1999, M. Gomes Guerreiro. Cota: 504 – GUE – HOM

    1037 Ecological Economics, Principles and Application, 1973, Raymond F. Dassman and Joshua Farley, Cota: 303.3:574 – DAS – EC

    Resíduos
    171 Gestão de Resíduos, 2000, Maria da Graça Madeira Martinho e Maria da Graça Pereira Gonçalves. Cota: 502 – MAR – GES

    712 Sistemas de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos, 2000, Instituto dos Resíduos. Cota: 628.4 – I.R-/ SIS

    1656 Viver sem plástico; um guia para mudar o mundo e acabar com a dependência do plástico, 2018, Will Mc Callum. Cota: 036 – CAL – VIV

    Reciclagem e matérias primas
    174 Greening the North: a Post Industrial Blueprint for Ecology and Equity, .), 2000, Wolfgang Sachs, Reinhard Loske, Manfred Linz (et al.). Cota: 574 – SAC – GRE

    245 10 Anos de Política Ambiental: o movimento do pião, 2002, João de Quinhones Levy. Cota: 502 – LEV – ANO

    980 Le Roman Noir des Matières Premières, 2010, Jean Pierre Boris. Cota: 633 – BOR – ROM

     

    Sessão 4 – 25 de setembro de 2019

    A partir do livro A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós
    Comentado por Marta Pinto

    Livro em destaque: A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós

    Sugestões de leitura sobre o tema cidade-campo, ruralidade-urbanidade, renascimento rural, revitalização do interior.

    Alguns dos livros existentes na biblioteca da Campo Aberto, entre muitos outros, que afloram ou aprofundam esses temas.

    Em vias de catalogação:

    Manifesto por um Renascimento Rural – sobre o antagonismo cidade-campo, 1977.

    Catalogados:

    153 Colectânea de textos literários: O Mundo Rural e a Conservação da Natureza (vols 1 e 2), 1999. Cota: 502 (082) – I. P. AMB – COL

    248 A Cidade e o Campo: Colectânea de Estudos, 2000. Cota: 94 (469) – ARA – CID.

    864  A Estrada para o Alto: Fragmentos de um estudo sobre a economia camponesa de subsistência e o equilíbrio ecológico nas montanhas do sul de Portugal – Robin Jenkins. Cota: 631:574 – JEN – EST

    994 Stratégie pour une agriculture rurale, 1996.        Cota 631-SNE-STR

    998 Cultura, Inovação e Território: O Agoalimentar e o Rural, 2009. Cota 316:63 – MOR – CUL

    1020 O Jardim de Babilónia: os campos, as cidades, as regiões e o sentiment da Natureza na sociedade moderna, 1990. 316.2 – CHA – JAR

    1264 Con los Pies en la Tierra: Retrato del Mundo Rural, 2007. Cota 316.3-DUC – PIE

     

    Colocado em 10 de julho de 2019
    A AMAZÓNIA, A FLORESTA E OS POVOS DA FLORESTA

    Sessão 3 – 10 de julho de 2019

    A partir do livro Amazónia, de Sting
    Comentado por Cláudio Anes

    Sugestões de leitura sobre a Amazónia, a floresta húmida, tropical e equatorial, a floresta portuguesa e a floresta em geral.

    132  À Descoberta da Amazónia, 1995.  Selecções do Readers Digest,  cota 908 – S.R.D. – DES
    188  Guia Práctica de Identificación: Los Árboles de Guinea Ecuatorial, 2000. Región Continental,    cota 581.9 – WIL – GUIA
    1231  Lessons of Rain Forest, 1990. Norman Myers et al,  Cota 574 – MYE – LES
    1246  Thinking Like a Mountain: Towards a Council of All Beings, 1988. John Seed et al.  Cota 574 – SEE – THI
    1263   The Tragédie of Chico Mendes. The World is Burning. Murder in the rain forest. 1990 Alex Shomatoff, cota 929 – SHO – WOR

    Livros de Manuel Gomes Guerreiro

    752    A Floresta Natural e a Floresta Económica, 1962. Cota 630.2 – GUE – FLO
    878    A Ciência Florestal em face das exigências do mundo moderno, 1959. Cota 630.9 – GUE – CIE
    972    A Floresta Portuguesa, s.d. [anterior a 1974], cota 630*9 – GUE – FLO
    1256   A Floresta na Conservação do Solo e da Água, 1953, cota 630 – GUE – FLO
    1268   A Floresta Africana e os factores bióticos: primeiras observações de um ensaio em Moçambique, 1968, cota 630*9 – GUE – FLO

     

    Sessão 2 – 5 de junho de 2019

    Colocado em 1 de junho de 2019
    O PADRE HIMALAYA, A ENERGIA  SOLAR, E A ENERGIA PARA LÁ DO PETRÓLEO

    A partir do livro Antologia Padre Himalaya , de Jacinto Rodrigues e Rosa Oliveira
    Comentado por João Lourenço

    Alguns livros sobre o pioneiro português da energia solar e da ecologia,
    e outros sobre o tema geral da energia solar e da energia depois do petróleo

    249   A Conspiração Solar do Padre Himalaya: Esboço Biográfico dum Português Pioneiro da Ecologia, 1999. Jacinto Rodrigues.  Cota 929-ROD-CON
    850   A conspiração solar do Padre Himalaya: Vida e Obra do Padre Himalaya 1868-1933, 1999. Jacinto Rodrigues. Cota 929-ROD-CON
    855   Padre Himalaya: Antologia com textos inéditos, 2013. Jacinto Rodrigues e Rosa Oliveira. Cota 929-ROD-PAD

    Outros livros sobre  energia solar e energia em geral

    38   A Produtividade Primária da Terra: a Energia Que Nos Sustenta, 1981. Luís S. Barreto.  Cota 551.521-BAR-PRO
    96   A Ecologia da Luz e da Vida, 1982. Germano da Fonseca Sacarrão. Cota 744-SAC-ECO
    122  Alternative Sources of Energy, 1975. Sandy Eccki (et al.). Cota 620.91-ECC-ALT.
    305 Energy for Survival: The Alternative to Extinction, 1975. Cota 620.98-CLA-ENE
    475 Beyond the Petroleum Age: Designing a Solar Economy, 1990. Christopher Flavin and Nicholas Lenssen. Cota 502/504-FLA-BEY

     

    Sessão 1 – 8 de maio de 2019

    Colocado em 7 de maio de 2019

    QUE ADMIRÁVEL OU REPULSIVO MUNDO NOVO ANDAM ALGUNS HUMANOS
    A FABRICAR PARA OS NOSSOS FILHOS, NETOS E BISNETOS?

    A partir do livro O Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley
    Comentado por Dalila Pinto

    Três novos livros sobre este tema das utopias e distopias de um mundo e de uma gente feita em laboratório deram entrada na biblioteca da Campo Aberto e encontram-se em fase de catalogação. Dentro em breve estarão disponíveis para consulta na sede, sob marcação ou no horário de atendimento público.

    Dois são de Aldous Huxley, o celebérrimo Admirável Mundo Novo (romance) e o menos famoso Regresso ao Admirável Mundo Novo (ensaio). O terceiro, História das Utopias, do grande urbanista, historiador da técnica e da cultura, Lewis Mumford.

    Outros títulos relacionados existentes na biblioteca
    (Bioética, bioengenharia, engenharia genética, utopias, distopias)

    36 A Vida e o Ambiente, 1981. Germano da Fonseca Sacarrão. Cota 573 – SAC – VID
    50 Mendelismo y Evolución, 1968. E. B. Ford. Cota 575 – FOR – MEN
    54 Organismos Geneticamente Modificados, 2007. Alexandra Azevedo. Cota 631.6 – AZE – ORG
    60 Les Origines de la Vie, 1975. Joël de Rosnay. Cota 576 – ROS – ORI
    109 O Suicídio da Humanidade, 1970. Coord. Afonso Cautela. Cota 502 – NIC – SUI
    137 A Revolução Biológica: o Futuro do Homem, 1968. Gordon Rattray Taylor. Cota: 572 – TAY – REV
    140 A Terra como Herança, 2001. Jean-Marie Pelt. Cota 502 – PEL – TER
    149 Bioética para as Ciências Naturais, 2004. Coord. Humberto Rosa Cota 502:172 – ROS – BIO
    273 Os Caminhos da Vida, 1984. Joël de Rosnay. Cota 316 – ROS – CAM
    311 Happiness, Lifestyle and Environment, 1982. Harry Maddox. Cota 1 (091) – MAD – HAP
    1028. Sciences et Pouvoirs – Faut-il en Avoir Peur? 1997 Isabell Stengers, Cota 165 – STE – SCI
    1184 Biologie et Humanisme, 1964. Jean Rostand, Cota 165:57 – ROS – BIO
    1368 A origem da Bioética através dos seus pioneiros, 2016. Maria do Céu  Patrão  Neves,
    Cota 172 – NEV – ORI