• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

CLUBE DE LEITURA – CAMPO ABERTO
Colocado em 27 de setembro de 2019

O Clube de Leitura da Campo Aberto é um grupo de trabalho de cerca de 15 a 20 pessoas, constituído  inicialmente por convite mas a que podem pertencer os interessados que o solicitem (contacto@campoaberto.pt), que cerca de 10 vezes por ano (menos de uma vez por mês) se encontram para falar de um livro que toque temas de ambiente ou conservação da natureza, num sentido muito amplo que engloba as implicações e consequências ambientais e naturais do assunto. É uma porta aberta a uma reflexão conjunta, sem outro objetivo que não seja o de um respaldo mútuo na reflexão e aprofundamento dos interesses dos participantes pelo tema geral ambiente/natureza.

É claro que isso poderá depois refletir-se, em cada um, em ação prática, mas esse não é já o objetivo do clube. Por outro lado, é também uma forma de animar a biblioteca da Campo Aberto. Os livros que serão tema a cada vez, apresentados em cada sessão por um animador durante 20 a 30 minutos, e depois debatidos por todos, são em geral livros existentes na biblioteca ou que são, se possível, adquiridos na ocasião caso não existam.

Por isso se divulga, a propósito de cada sessão, uma lista de alguns títulos de temas próximos ao do livro dessa sessão, existentes na biblioteca e que podem ser consultados pelos interessados.

Em princípio, pretende-se alguma estabilidade na presença dos membros do clube nas várias sessões. Obviamente, impedimentos e imprevistos podem fazer com que nem sempre todos possam estar presentes.

Nas Sugestões de Leitura, indica-se o número de registo, o título, ano de publicação, autor e cota na nossa biblioteca. Pode ser pesquisado por qualquer desses elementos. Em certos casos, só partes, mas importantes, do título em causa referem os temas apontados atrás. Outros títulos podem ser encontrados para esses temas pesquisando na rubrica «Assunto».

 

Sessão 4 – 25 de setembro de 2019

A partir do livro A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós
Comentado por Marta Pinto

Livro em destaque: A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós

Sugestões de leitura sobre o tema cidade-campo, ruralidade-urbanidade, renascimento rural, revitalização do interior.

Alguns dos livros existentes na biblioteca da Campo Aberto, entre muitos outros, que afloram ou aprofundam esses temas.

Em vias de catalogação:

Manifesto por um Renascimento Rural – sobre o antagonismo cidade-campo, 1977.

Catalogados:

153 Colectânea de textos literários: O Mundo Rural e a Conservação da Natureza (vols 1 e 2), 1999. Cota: 502 (082) – I. P. AMB – COL

248 A Cidade e o Campo: Colectânea de Estudos, 2000. Cota: 94 (469) – ARA – CID.

864  A Estrada para o Alto: Fragmentos de um estudo sobre a economia camponesa de subsistência e o equilíbrio ecológico nas montanhas do sul de Portugal – Robin Jenkins. Cota: 631:574 – JEN – EST

994 Stratégie pour une agriculture rurale, 1996.        Cota 631-SNE-STR

998 Cultura, Inovação e Território: O Agoalimentar e o Rural, 2009. Cota 316:63 – MOR – CUL

1020 O Jardim de Babilónia: os campos, as cidades, as regiões e o sentiment da Natureza na sociedade moderna, 1990. 316.2 – CHA – JAR

1264 Con los Pies en la Tierra: Retrato del Mundo Rural, 2007. Cota 316.3-DUC – PIE

 

Colocado em 10 de julho de 2019
A AMAZÓNIA, A FLORESTA E OS POVOS DA FLORESTA

Sessão 3 – 10 de julho de 2019

A partir do livro Amazónia, de Sting
Comentado por Cláudio Anes

Sugestões de leitura sobre a Amazónia, a floresta húmida, tropical e equatorial, a floresta portuguesa e a floresta em geral.

132  À Descoberta da Amazónia, 1995.  Selecções do Readers Digest,  cota 908 – S.R.D. – DES
188  Guia Práctica de Identificación: Los Árboles de Guinea Ecuatorial, 2000. Región Continental,    cota 581.9 – WIL – GUIA
1231  Lessons of Rain Forest, 1990. Norman Myers et al,  Cota 574 – MYE – LES
1246  Thinking Like a Mountain: Towards a Council of All Beings, 1988. John Seed et al.  Cota 574 – SEE – THI
1263   The Tragédie of Chico Mendes. The World is Burning. Murder in the rain forest. 1990 Alex Shomatoff, cota 929 – SHO – WOR

Livros de Manuel Gomes Guerreiro

752    A Floresta Natural e a Floresta Económica, 1962. Cota 630.2 – GUE – FLO
878    A Ciência Florestal em face das exigências do mundo moderno, 1959. Cota 630.9 – GUE – CIE
972    A Floresta Portuguesa, s.d. [anterior a 1974], cota 630*9 – GUE – FLO
1256   A Floresta na Conservação do Solo e da Água, 1953, cota 630 – GUE – FLO
1268   A Floresta Africana e os factores bióticos: primeiras observações de um ensaio em Moçambique, 1968, cota 630*9 – GUE – FLO

 

Sessão 2 – 5 de junho de 2019

Colocado em 1 de junho de 2019
O PADRE HIMALAYA, A ENERGIA  SOLAR, E A ENERGIA PARA LÁ DO PETRÓLEO

A partir do livro Antologia Padre Himalaya , de Jacinto Rodrigues e Rosa Oliveira
Comentado por João Lourenço

Alguns livros sobre o pioneiro português da energia solar e da ecologia,
e outros sobre o tema geral da energia solar e da energia depois do petróleo

249   A Conspiração Solar do Padre Himalaya: Esboço Biográfico dum Português Pioneiro da Ecologia, 1999. Jacinto Rodrigues.  Cota 929-ROD-CON
850   A conspiração solar do Padre Himalaya: Vida e Obra do Padre Himalaya 1868-1933, 1999. Jacinto Rodrigues. Cota 929-ROD-CON
855   Padre Himalaya: Antologia com textos inéditos, 2013. Jacinto Rodrigues e Rosa Oliveira. Cota 929-ROD-PAD

Outros livros sobre  energia solar e energia em geral

38   A Produtividade Primária da Terra: a Energia Que Nos Sustenta, 1981. Luís S. Barreto.  Cota 551.521-BAR-PRO
96   A Ecologia da Luz e da Vida, 1982. Germano da Fonseca Sacarrão. Cota 744-SAC-ECO
122  Alternative Sources of Energy, 1975. Sandy Eccki (et al.). Cota 620.91-ECC-ALT.
305 Energy for Survival: The Alternative to Extinction, 1975. Cota 620.98-CLA-ENE
475 Beyond the Petroleum Age: Designing a Solar Economy, 1990. Christopher Flavin and Nicholas Lenssen. Cota 502/504-FLA-BEY

 

Sessão 1 – 8 de maio de 2019

Colocado em 7 de maio de 2019

QUE ADMIRÁVEL OU REPULSIVO MUNDO NOVO ANDAM ALGUNS HUMANOS
A FABRICAR PARA OS NOSSOS FILHOS, NETOS E BISNETOS?

A partir do livro O Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley
Comentado por Dalila Pinto

Três novos livros sobre este tema das utopias e distopias de um mundo e de uma gente feita em laboratório deram entrada na biblioteca da Campo Aberto e encontram-se em fase de catalogação. Dentro em breve estarão disponíveis para consulta na sede, sob marcação ou no horário de atendimento público.

Dois são de Aldous Huxley, o celebérrimo Admirável Mundo Novo (romance) e o menos famoso Regresso ao Admirável Mundo Novo (ensaio). O terceiro, História das Utopias, do grande urbanista, historiador da técnica e da cultura, Lewis Mumford.

Outros títulos relacionados existentes na biblioteca
(Bioética, bioengenharia, engenharia genética, utopias, distopias)

36 A Vida e o Ambiente, 1981. Germano da Fonseca Sacarrão. Cota 573 – SAC – VID
50 Mendelismo y Evolución, 1968. E. B. Ford. Cota 575 – FOR – MEN
54 Organismos Geneticamente Modificados, 2007. Alexandra Azevedo. Cota 631.6 – AZE – ORG
60 Les Origines de la Vie, 1975. Joël de Rosnay. Cota 576 – ROS – ORI
109 O Suicídio da Humanidade, 1970. Coord. Afonso Cautela. Cota 502 – NIC – SUI
137 A Revolução Biológica: o Futuro do Homem, 1968. Gordon Rattray Taylor. Cota: 572 – TAY – REV
140 A Terra como Herança, 2001. Jean-Marie Pelt. Cota 502 – PEL – TER
149 Bioética para as Ciências Naturais, 2004. Coord. Humberto Rosa Cota 502:172 – ROS – BIO
273 Os Caminhos da Vida, 1984. Joël de Rosnay. Cota 316 – ROS – CAM
311 Happiness, Lifestyle and Environment, 1982. Harry Maddox. Cota 1 (091) – MAD – HAP
1028. Sciences et Pouvoirs – Faut-il en Avoir Peur? 1997 Isabell Stengers, Cota 165 – STE – SCI
1184 Biologie et Humanisme, 1964. Jean Rostand, Cota 165:57 – ROS – BIO
1368 A origem da Bioética através dos seus pioneiros, 2016. Maria do Céu  Patrão  Neves,
Cota 172 – NEV – ORI