Arquivo para a categoria ‘Parque da Cidade’

    Uma boa decisão! Imperou, felizmente, o bom senso. A Campo Aberto constatou com agrado que o metro não irá retalhar o Parque da Cidade, evitando fragmentar algo que é uno. De facto não havia qualquer justificação para deixar à superfície apenas o troço do metro no Parque da Cidade (talvez até o troço onde, de forma mais indiscutível, o metro nunca deveria ser à superfície!).

    Isto, saliente-se, apesar de continuarmos a considerar que seria mais vantajosa, financeira e ambientalmente, a utilização da infra-estrutura que foi inicialmente construída para esse efeito, que é o viaduto do Parque [...ler mais]

    O Parque da Cidade não sai da ordem do dia. Actualmente coloca-se uma questão de enorme importância: por onde deverá passar a linha de metro que ligará S. Bento a Matosinhos Sul, admitindo que deverá cruzar o Parque da Cidade? A Campo Aberto já manifestou a sua posição ao Sr. Vereador do Ambiente numa reunião do Conselho Municipal do Ambiente destinada precisamente a debater este assunto. Essa reunião, aliás, foi um excelente exemplo de participação cívica que devia ser seguido mais vezes pelo executivo.

    Contudo, cremos que é necessário voltar a salientar os argumentos que fundamental a nossa [...ler mais]

    16 de Agosto de 2007

    O projecto da Avenida Nun’Álvares, no Porto, além de contradizer a apregoada prioridade à recuperação da Baixa, configura várias opções erradas que justificam uma intervenção pública da Campo Aberto. O projecto enferma de uma concepção urbanística ultrapassada (a «nova cidade» como ruptura violenta e até rasura da cidade antiga e de antigas vivências) e insustentável (o desenho urbano subordinado ao uso do automóvel, a crença na construção desenfreada como motor de desenvolvimento e meio preferencial de criação de riqueza). E sob ele esconde-se a ameaça mais [...ler mais]

    Plataforma associativa Convergir:

    April, Campo Aberto, Fapas, GAIA

    NDMALO, Olho Vivo

    Quercus, Terra Viva

     

    No ano de 2001 os portuenses mobilizaram-se empenhadamente contra a escandalosa intenção de “betonizar” as
    margens do Parque da Cidade – aquela que é, ainda, a maior e mais procurada
    zona verde de toda a região do Porto. A cidadania deu frutos: foi possível
    evitar a construção das frentes urbanas da Circunvalação e da Boavista, tendo o
    actual executivo da Câmara do Porto, em cumprimento de promessa eleitoral,
    feito seu esse objectivo pelo qual os cidadãos anteriormente tinham pugnado,

    [...ler mais]

    Os portuenses devem ser ouvidos sobre a evolução da sua cidade — antes, e não
    depois, de terem sido decididas, assumidas ou consumadas as intervenções
    significativas.

    Por essa razão, Campo Aberto – Associação de Defesa do Ambiente subscreveu e apoiou
    desde o início os objectivos do Movimento pelo Parque da Cidade, que está a
    ponto de tornar-se um dos mais importantes sobressaltos cívicos na vida
    portuense recente em matéria de ordenamento urbano.

    A importância do que está em causa pode entender-se melhor à luz deste facto
    simples: enquanto os espaços verdes públicos no Porto não chegam

    [...ler mais]

    Categories: Parque da Cidade