- Campo Aberto - https://www.campoaberto.pt -

Boletim PNED de 1 de Janeiro de 2007

[Esta lista tem actualmente cerca de 400 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
https://www.campoaberto.pt/
https://campo-aberto.blogspot.com/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o
que é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Segunda-feira, 1 de Janeiro de 2007

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações
indicadas.

==========================
1. Crónica: Uma forma de resistência

Os jovens são frequentemente gente de fé (se a Natureza fosse para
aqui chamada, diria que “naturalmente”). Embora “os” jovens seja
apenas um conceito e bem saiba que “é preciso, imperioso e urgente”
desconfiar dos conceitos. Na Natureza não há conceitos, há
indivíduos, e mesmo esses são seres mutantes, desiguais de si
mesmos. Pensamos com conceitos, mas o pensamento é um exercício de
cepticismo. E algo que, pensando, se aprende é a ser céptico em
relação aos conceitos. Acreditei em muitas coisas (e, hélas!, em
muitas pessoas) na juventude. Muitas das coisas e conceitos em que
acreditei tinham afinal um rosto sórdido, e a maior parte das
pessoas em cuja fé confiei desertou, desistiu de “transformar o
mundo e mudar a vida” e anda hoje por aí a tratar da “vidinha”. Tudo
se desmoronou? Não. Como nos livros de Astérix, uma pequena aldeia
resiste ainda e sempre ao invasor, a da amizade (que é o mais
elevado modo do amor). E a da família, essa particular espécie de
amizade. Sobre tão frágil e melancólica pedra, ou sobre o que dela
resta, “construirei a minha igreja”. A amizade (um conceito, eu sei)
é, nestes dias, uma forma de resistência, talvez a mais radical de
todas. Por isso quis que esta primeira crónica do ano fosse sobre a
amizade.

Manuel António Pina

https://jn.sapo.pt/2007/01/01/ultima/uma_formade_resistencia.html

==========================
2. Porto: Revolução da STCP está na rua

Ano novo, rede nova. O mapa renovado de linhas da STCP entra hoje ao
serviço. Os clientes podem aproveitar o feriado para fazer o
primeiro reconhecimento ao sistema – incluindo à nova bilhética -,
mas o verdadeiro teste só deverá acontecer depois de amanhã. É que
nos dois primeiros dias de 2007 a STCP resolveu dar borla geral. Só
na quarta-feira será possível avaliar o real impacto das mudanças,
quando os passageiros tiverem de lidar com a nova bilhética sem
contacto. Em vez de “picar” as senhas e mostrar o passe ao
motorista, terão de validar os títulos, previamente carregados, nas
novas máquinas instaladas nos autocarros. Todos os bilhetes da STCP
passarão a ser sem contacto. Os passageiros vão poder optar,
contudo, pelo tarifário próprio da empresa ou pelo tarifário
intermodal, que permitirá viajar também no metro e em algumas linhas
da CP. Convém não esquecer que todos os títulos são recarregáveis
(mesmo os bilhetes ocasionais) e que, por isso, devem ser
guardados. E é preciso validar o título sempre que se fizer
transbordo. Se até no metro, com um sistema idêntico em
funcionamento há mais de quatro anos, continuam a existir muitos
equívocos, não é difícil de adivinhar a confusão na STCP.

Apesar de manter-se a tendência decrescente da procura, reflexo da
entrada ao serviço da rede de metro do Porto (e foi precisamente
esse facto que determinou a revolução na STCP, que hoje sai à rua),
é a terceira e decisiva fase da mudança: há 30 novas linhas, de
outras 44 já só restam memórias. As carreiras passam a ter
designações com três dígitos, sendo que o primeiro determina o
concelho a que se dirige, a partir do Porto.

Há menos linhas, mas mais autocarros a fazer percursos mais curtos.
Grande parte dos percursos que até agora se faziam num único
autocarro obrigarão os passageiros a fazer transbordo. A STCP aposta
num quadrilátero central, no Porto, formado pela Boavista, Marquês,
Campo 24 de Agosto e Baixa (embora o terminal da Avenida dos Aliados
seja eliminado). O terminal do Hospital de S. João será outro ponto-
chave do sistema.

A mudança não é pacífica. Há zonas que se queixam de ter ficado
esquecidas, como o Bairro de Santo Eugénio, junto à Circunvalação.
As críticas estendem-se a Campanhã, aos bairros do Porto que passam
a ser servidos apenas por miniautocarros e também aos outros
concelhos, que perdem ligações directas à Baixa ou ficam com áreas
sem serviço. O Movimento de Utentes dos Transportes da Área
Metropolitana do Porto apela à Assembleia da República para intervir
e suspender as mudanças até que entre em funções a Autoridade
Metropolitana de Transportes da região.

Na apresentação da fase final da revolução na rede da STCP, a
presidente da empresa, Fernanda Meneses, esclareceu que os primeiros
seis meses deste ano servirão, também, para verificar como funcionam
as soluções encontradas. E sublinhou que poderão ser feitos ajustes
na rede, caso se verifique que é necessário.

Para esclarecer dúvidas, pode ir ao site www.stcp.pt ou ligar o
número azul da empresa 808 200 166.

https://jn.sapo.pt/2007/01/01/porto/revolucao_stcp_esta_rua_nova_rede_e_.html

==========================
==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
https://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias, do Público e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente
de outros jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
contacto@campoaberto.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============